Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Com improviso, ônibus
circulam em ponte

Santo André implantou mão dupla ontem em pista sobre o Rio
Tamanduateí que não tem danos estruturais para evitar desvio


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

26/02/2013 | 07:00


A implementação de mão dupla em ponte na Avenida dos Estados permitiu o tráfego de ônibus da Avenida Antônio Cardoso até o Centro de Santo André sem desvios. A pista, que era usada apenas para o sentido bairro, teve a circulação alterada na manhã de ontem.

Desde o dia 14, quando o pontilhão em direção à região central cedeu em razão das fortes chuvas, os coletivos tinham de utilizar caminhos alternativos para cruzar o Rio Tamanduateí, o que aumentava o tempo de viagem em cerca de 15 minutos. A mudança foi feita para atender apenas ao transporte público - carros de passeio não podem utilizar a faixa revertida.

O improviso na via será mantido até que sejam feitos os reparos na pista sentido Centro. Para possibilitar a inversão, os motoristas que estiverem na Avenida dos Estados em direção a Mauá não podem mais fazer conversão à esquerda na ponte. O retorno deve ser feito a 1,6 quilômetro dali, na altura da Avenida André Ramalho.

Antes da alteração, os coletivos que servem o Corredor ABD (Jabaquara-São Mateus) tinham de cruzar a Avenida dos Estados pelo Viaduto Adib Chammas. Ônibus municipais acessavam a via e retornavam na altura do Tersa (Terminal Rodoviário de Santo André). O desvio aumentava o trajeto em pouco mais de três quilômetros. Agora, ao chegar ao fim da Avenida Antônio Cardoso, os ônibus percorrem trecho de 20 metros da Avenida dos Estados na contramão e acessam o pontilhão. Também foi implementada mão dupla na Praça News Seller - Diário do Grande ABC. Na tarde de ontem, agentes de trânsito orientavam os motoristas.

A concessionária Metra informa que, a partir de hoje, serão retomados os serviços das linhas 285 (São Mateus - Ferrazópolis) e 284M (São Mateus - Shopping Metrópole). Até ontem, apenas a linha 284 (São Mateus -Terminal Santo André Oeste). A linha 487 (Sônia Maria-Parada Santa Tereza) continua interrompida por tempo indeterminado.

Ainda não há prazo para que a ponte sentido Centro seja recuperada. A Prefeitura de Santo André afirma que, a partir da elaboração do projeto básico, será possível fazer cronograma preliminar. A expectativa é de que o projeto básico seja concluído até o fim da semana.

O Executivo solicitou ao Exército a construção emergencial de ponte metálica, mas a aprovação da obra depende do Ministério da Defesa. O Comando Militar do Sudeste diz apenas que irá elaborar relatório a ser encaminhado para Brasília para que seja verificada a possibilidade da instalação do equipamento semipermanente nas imediações. A corporação não divulgou prazos para que seja definido se a obra será ou não executada. Também não há estimativa do investimento necessário para a intervenção.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com improviso, ônibus
circulam em ponte

Santo André implantou mão dupla ontem em pista sobre o Rio
Tamanduateí que não tem danos estruturais para evitar desvio

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

26/02/2013 | 07:00


A implementação de mão dupla em ponte na Avenida dos Estados permitiu o tráfego de ônibus da Avenida Antônio Cardoso até o Centro de Santo André sem desvios. A pista, que era usada apenas para o sentido bairro, teve a circulação alterada na manhã de ontem.

Desde o dia 14, quando o pontilhão em direção à região central cedeu em razão das fortes chuvas, os coletivos tinham de utilizar caminhos alternativos para cruzar o Rio Tamanduateí, o que aumentava o tempo de viagem em cerca de 15 minutos. A mudança foi feita para atender apenas ao transporte público - carros de passeio não podem utilizar a faixa revertida.

O improviso na via será mantido até que sejam feitos os reparos na pista sentido Centro. Para possibilitar a inversão, os motoristas que estiverem na Avenida dos Estados em direção a Mauá não podem mais fazer conversão à esquerda na ponte. O retorno deve ser feito a 1,6 quilômetro dali, na altura da Avenida André Ramalho.

Antes da alteração, os coletivos que servem o Corredor ABD (Jabaquara-São Mateus) tinham de cruzar a Avenida dos Estados pelo Viaduto Adib Chammas. Ônibus municipais acessavam a via e retornavam na altura do Tersa (Terminal Rodoviário de Santo André). O desvio aumentava o trajeto em pouco mais de três quilômetros. Agora, ao chegar ao fim da Avenida Antônio Cardoso, os ônibus percorrem trecho de 20 metros da Avenida dos Estados na contramão e acessam o pontilhão. Também foi implementada mão dupla na Praça News Seller - Diário do Grande ABC. Na tarde de ontem, agentes de trânsito orientavam os motoristas.

A concessionária Metra informa que, a partir de hoje, serão retomados os serviços das linhas 285 (São Mateus - Ferrazópolis) e 284M (São Mateus - Shopping Metrópole). Até ontem, apenas a linha 284 (São Mateus -Terminal Santo André Oeste). A linha 487 (Sônia Maria-Parada Santa Tereza) continua interrompida por tempo indeterminado.

Ainda não há prazo para que a ponte sentido Centro seja recuperada. A Prefeitura de Santo André afirma que, a partir da elaboração do projeto básico, será possível fazer cronograma preliminar. A expectativa é de que o projeto básico seja concluído até o fim da semana.

O Executivo solicitou ao Exército a construção emergencial de ponte metálica, mas a aprovação da obra depende do Ministério da Defesa. O Comando Militar do Sudeste diz apenas que irá elaborar relatório a ser encaminhado para Brasília para que seja verificada a possibilidade da instalação do equipamento semipermanente nas imediações. A corporação não divulgou prazos para que seja definido se a obra será ou não executada. Também não há estimativa do investimento necessário para a intervenção.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;