Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Rubinelli garante palanque à reeleição de Siraque

Vereador segue caminho diferente ao PT de Mauá, que terá candidato à Câmara em 2014


Bruno Coelho
Do Diário do Grande ABC

16/07/2013 | 07:00


Enquanto o PT de Mauá trabalha para definir o candidato a deputado federal no próximo ano, o vereador Wagner Rubinelli já fez a sua escolha. O petista admite que está fechado pela reeleição do correligionário de Santo André Vanderlei Siraque à Câmara dos Deputados. Coincidência ou não, a postura do petista ocorre depois de naufragada a pretensão de ter a mulher Cássia Rubinelli como uma postulante ao Legislativo federal.

Rubinelli justifica a aliança com Siraque à relação de amizade. Ele participa, inclusive, de reuniões promovidas pelo petista. Por essa razão, o vereador segue rumo diferente do PT local, que terá postulante certo ao Congresso Nacional. Hoje, o vice-prefeito Hélcio Silva – também secretário de Habitação – é o favorito para representar o petismo local em 2014, mas tem concorrência do chefe da Pasta de Serviços Urbanos, Rogério Santana.

Se os petistas de Mauá não definiram um posicionamento para o pleito, a parceria entre Rubinelli e Siraque já é exposta pelas ruas do município. Em um boletim informativo de autoria do deputado federal e feito especificamente para a cidade, o vereador presta depoimento no qual atribui ao colega articulações pela instalação do campus da UFABC (Universidade Federal do ABC) e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento 24 horas) na cidade.

Para Rubinelli, essa situação não causará celeumas no diretório municipal, uma vez que as candidaturas para deputado federal são, segundo ele, de caráter regional. “Tenho um grande respeito pelo Hélcio e Rogério. Assim como o Siraque vai ter meu apoio aqui eles terão também outros apoios em Santo André, essa campanha é regional”, analisa.

Embora negue relação, Rubinelli tentou, no início do ano, emplacar Cassia, ex-vereadora (entre 2005 e 2008), para deputada federal. Essa iniciativa não foi bem vista por grupos majoritários no petismo e o parlamentar recuou.

Justamente Rubinelli foi o último deputado federal com domicílio político em Mauá. Em 2002 ele acumulou 81.339 votos, mas insuficientes para garantir a passagem direta a Brasília. Como suplente, o petista assumiu a cadeira em 2003, no lugar de Ricardo Berzoini, uma vez designado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao comando Ministério da Previdência Social do Brasil. Rubinelli trabalhou no Congresso Nacional até 2005. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;