Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Os caças e a comissão

Um rapaz milionário, tendo dificuldades para escolher uma entre três pretendentes, resolveu fazer um teste


Carlos Brickmann

25/11/2009 | 00:00


Dizem que um rapaz milionário, tendo dificuldades para escolher uma entre três pretendentes, resolveu fazer um teste: deu R$ 5.000 a cada uma, para que usasse o dinheiro como bem entendesse. A primeira moça gastou tudo em joias e vestidos, para ficar mais bonita para ele. A segunda lhe deu de presente cremes finos, perfumes e roupas, para que ele ficasse mais bonito para ela. A terceira aplicou o dinheiro, triplicou o capital, devolveu-lhe os R$ 5.000 e dividiu os R$ 10 mil restantes em presentes para ele e para ela. Qual foi sua escolhida? Simples: a que tinha os seios mais bonitos. Ah, as histórias e a vida real! A FAB estudou muitas ofertas de caças supersônicos, selecionou três modelos, examinou as propostas de todas as maneiras possíveis. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, entregou anteontem à noite ao presidente Lula o relatório da comissão da FAB que aponta as vantagens e desvantagens de cada um dos modelos. Quem será o escolhido? O Rafale, francês, como todos sabíamos já faz alguns meses. O relatório é suficientemente flexível (um é mais testado, mas não se sabe até que ponto haverá transferência de tecnologia, outro é mais caro, mas tem suas compensações político-econômicas, outro é ótimo para a transferência de tecnologia, mas não é testado) para que a escolha seja considerada puramente técnica e atribuída à influência da comissão. Veja como cantava Juca Chaves: http://www.brickmann.com.br/artigos.php

ÀS FAVAS OS ESCRÚPULOS
Quando o primeiro-ministro britânico Neville Chamberlain deu a Hitler tudo o que Hitler queria, porque achou que valia a pena desistir de seus princípios para aproximar-se dele e apaziguá-lo, voltou à Inglaterra dizendo que a paz estava garantida. Winston Churchill fez comentário definitivo: “Entre a guerra e a desonra, escolheram a desonra. E terão a guerra”. Churchill sempre tinha razão.

OPOSIÇÃO NOVIDADEIRA
No mundo inteiro, quando um partido está com a eleição perdida, a confusão é normal: cada um vai para seu lado, tentando jogar a culpa no outro e eximir-se de qualquer responsabilidade. A oposição brasileira está inovando: embora tenha candidato à frente nas pesquisas, consegue fragmentar-se assim mesmo, parecendo que luta desesperadamente para perder as eleições. A troca de ataques entre alas do DEM e o PSDB chegou a tal ponto que foi marcado almoço em Brasília para dar impressão de paz e unidade. O difícil é saber como curar as feridas.

O MUNDO GIRA
Gleisi Hoffman, presidente do PT do Paraná, mulher do ministro do Planejamento de Lula, Paulo Bernardo, já foi do PCdoB, partido que louvava Mao Tsé-tung e negava os crimes de Stalin. Gleisi mudou de guru: agora foi à Índia fazer retiro espiritual e participar de encontro da Universidade Espiritual Mundial Brama Kumaris, com reflexão sobre a situação da Terra. Renan Calheiros também foi do PCdoB e mudou. Haverá esperança para Aldo Rebelo?

ALEGRIA, ALEGRIA
O Boeing 737 da FAB que levou o presidente do Banco Central a Brasília teve mais um grupo de passageiros: um dos filhos do presidente Lula e uns 15 amigos dele. Nada demais, nenhum custo extra: o avião ia mesmo para lá, os lugares estavam mesmo vagos, por que não levar o rapaz e sua turma? Aliás, isso não é coisa só de agora. No governo do general Emílio Médici, o mais duro do regime militar, vários ministros e assessores gaúchos estranhavam a carne de Brasília. E avião da FAB ia ao Rio Grande do Sul buscar a carne de gado nobre, europeu, muito mais macia e saborosa. Nada demais, nenhum custo extra: o avião tinha mesmo de voar, os tripulantes também têm de cumprir os regulamentos sobre horas de voo, por que não levar a carne boa para Brasília? Qual a diferença entre o que ocorre hoje e o que ocorria no tempo da ditadura?


NOTÍCIA COMPLETA
A imprensa noticiou que o deputado José Nobre Guimarães, do PT do Ceará, controla cinco secretarias do governo de Cid Gomes, do PSB, mais a diretoria do Banco do Nordeste. Que notícia incompleta! José Nobre Guimarães é o parlamentar cujo assessor foi apanhado com os dólares na cueca, lembra?



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;