Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Campus da UFABC nasce pequeno


Andrea Catão
Do Diário do Grande ABC

17/11/2005 | 08:10


O campus a ser construído para a efetiva instalação da UFABC (Universidade Federal do ABC), na avenida dos Estados, em Santo André, não terá capacidade para abrigar 20 mil alunos, número de vagas previstas na lei sancionada em julho deste ano. O prédio, que deve começar a ser construído no primeiro semestre de 2006, será erguido em uma área de 70 mil m² e deverá comportar em torno de 9 mil alunos. Quarta-feira, o reitor da UFABC, Hermano Tavares, afirmou que a comissão que formata a universidade ainda não discutiu como se dará a instalação completa da instituição pública de ensino superior na região. O texto da lei estipula que a UFABC terá 20 mil vagas em cinco anos, a contar da data de sua implementação física.

“Temos hoje como prioridade definir em qual prédio a universidade vai funcionar provisoriamente. Espero que até o fim deste ano o assunto já esteja resolvido. Depois, vem a construção do campus em Santo André. E só posteriormente é que vamos tratar da instalação de outros campi”, afirma o reitor Hermano Tavares. Segundo ele, o primeiro passo é a escolha do projeto arquitetônico do prédio que vai abrigar campus e reitoria. O MEC (Ministério da Educação), em parceria com o IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil), já abriu inscrições para que profissionais de todo o país apresentem projetos. Até o fim de janeiro, o vencedor será a-nunciado. Depois, vem a abertura da licitação. A previsão é de que a efetiva construção do campus tenha início em março.

Como o assunto ainda não foi discutido pela comissão, Tavares disse que não é possível afirmar onde serão construídos outros campi. Vale lembrar que a lei prevê atuação multi campi da UFABC, a fim de contemplar outras cidades da região. É que no ano passado, quando a instalação da universidade era discutida no âmbito do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, uma das preocupações apresentadas pelos prefeitos era de que não apenas Santo André tivesse campus.

Quanto ao prédio para que os cursos funcionem provisoriamente, o reitor está em negociação com a Fundação Santo André, que atualmente mantém as turmas de pós-graduação em imóvel na avenida Atlântica. Como a Fundação tem interesse em concentrar todas as suas turmas no campus da avenida Príncipe de Gales, a entidade deve deixar o prédio. No entanto, não se sabe quando. “Essa seria a locação ideal, porque não haveria necessidade em adaptar as salas, que já funcionam exclusivamente para o ensino.”

Vestibular – Hermano Tavares afirma que a primeira turma da UFABC terá aulas a partir de setembro de 2006. O curso será por trimestres e não por semestres como ocorre em outros cursos de graduação. “Vai seguir o calendário dos cursos de pós-graduação”, diz. O primeiro trimestre terá aulas até o fim de novembro e as aulas retornam em fevereiro. “Nos cursos tradicionais, os alunos têm aulas em 32 semanas, mas na nova federal, serão 36 semanas em três trimestres. A carga horária semanal não vai ultrapassar 20 horas-aula.” A divisão por trimestres, com início da primeira turma sempre em setembro, também segue o calendário de escolas americanas e de alguns países da Europa.

Além disso, o aluno que prestar o vestibular, previsto para o mês de junho, não vai optar por um curso específico. Durante os três primeiros anos do curso, os estudantes poderão optar por algumas disciplinas da área que pretendem seguir, mas só farão a escolha pela especialização ao final dos três anos. “Entendemos que a idade dos 18 anos, quando a maioria ingressa na universidade, é prematura para que o aluno tenha condições de escolher que carreira seguir. Primeiro, o ideal é que conheça as várias opções para só depois decidir”, completa o reitor.

Como será a universidade

Localização – A reitoria e o campus serão instalados em prédio em terreno de 70 mil m² localizado na esquina da avenida dos Estados com a rua Santa Adélia.  

Cursos – Todos os alunos vão prestar vestibular para o curso básico de licenciatura, o qual terá duração de três anos. O curso terá 18 disciplinas obrigatórias, que abrangem seis temas com ênfase na formação de professores e de profissionais que poderão atuar em tecnologia: estrutura da matéria, comunicação e informação, humanidades, matemática e física, processo de transformação e energia.

Especialização – Ao final dos três anos de formação básica, os alunos poderão optar pelos cursos disponíveis para especialização, como as engenharias.

Pesquisa – A UFABC também vai desenvolver pesquisa em áreas estratégicas para o governo.

Vagas – No primeiro ano de operação, a previsão é de que ingressem na universidade entre 800 e 1,5 mil alunos. Pela lei, em cinco anos serão criadas 20 mil vagas em graduação.

Início das aulas – A previsão é de que as aulas tenham início em setembro de 2006.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Campus da UFABC nasce pequeno

Andrea Catão
Do Diário do Grande ABC

17/11/2005 | 08:10


O campus a ser construído para a efetiva instalação da UFABC (Universidade Federal do ABC), na avenida dos Estados, em Santo André, não terá capacidade para abrigar 20 mil alunos, número de vagas previstas na lei sancionada em julho deste ano. O prédio, que deve começar a ser construído no primeiro semestre de 2006, será erguido em uma área de 70 mil m² e deverá comportar em torno de 9 mil alunos. Quarta-feira, o reitor da UFABC, Hermano Tavares, afirmou que a comissão que formata a universidade ainda não discutiu como se dará a instalação completa da instituição pública de ensino superior na região. O texto da lei estipula que a UFABC terá 20 mil vagas em cinco anos, a contar da data de sua implementação física.

“Temos hoje como prioridade definir em qual prédio a universidade vai funcionar provisoriamente. Espero que até o fim deste ano o assunto já esteja resolvido. Depois, vem a construção do campus em Santo André. E só posteriormente é que vamos tratar da instalação de outros campi”, afirma o reitor Hermano Tavares. Segundo ele, o primeiro passo é a escolha do projeto arquitetônico do prédio que vai abrigar campus e reitoria. O MEC (Ministério da Educação), em parceria com o IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil), já abriu inscrições para que profissionais de todo o país apresentem projetos. Até o fim de janeiro, o vencedor será a-nunciado. Depois, vem a abertura da licitação. A previsão é de que a efetiva construção do campus tenha início em março.

Como o assunto ainda não foi discutido pela comissão, Tavares disse que não é possível afirmar onde serão construídos outros campi. Vale lembrar que a lei prevê atuação multi campi da UFABC, a fim de contemplar outras cidades da região. É que no ano passado, quando a instalação da universidade era discutida no âmbito do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, uma das preocupações apresentadas pelos prefeitos era de que não apenas Santo André tivesse campus.

Quanto ao prédio para que os cursos funcionem provisoriamente, o reitor está em negociação com a Fundação Santo André, que atualmente mantém as turmas de pós-graduação em imóvel na avenida Atlântica. Como a Fundação tem interesse em concentrar todas as suas turmas no campus da avenida Príncipe de Gales, a entidade deve deixar o prédio. No entanto, não se sabe quando. “Essa seria a locação ideal, porque não haveria necessidade em adaptar as salas, que já funcionam exclusivamente para o ensino.”

Vestibular – Hermano Tavares afirma que a primeira turma da UFABC terá aulas a partir de setembro de 2006. O curso será por trimestres e não por semestres como ocorre em outros cursos de graduação. “Vai seguir o calendário dos cursos de pós-graduação”, diz. O primeiro trimestre terá aulas até o fim de novembro e as aulas retornam em fevereiro. “Nos cursos tradicionais, os alunos têm aulas em 32 semanas, mas na nova federal, serão 36 semanas em três trimestres. A carga horária semanal não vai ultrapassar 20 horas-aula.” A divisão por trimestres, com início da primeira turma sempre em setembro, também segue o calendário de escolas americanas e de alguns países da Europa.

Além disso, o aluno que prestar o vestibular, previsto para o mês de junho, não vai optar por um curso específico. Durante os três primeiros anos do curso, os estudantes poderão optar por algumas disciplinas da área que pretendem seguir, mas só farão a escolha pela especialização ao final dos três anos. “Entendemos que a idade dos 18 anos, quando a maioria ingressa na universidade, é prematura para que o aluno tenha condições de escolher que carreira seguir. Primeiro, o ideal é que conheça as várias opções para só depois decidir”, completa o reitor.

Como será a universidade

Localização – A reitoria e o campus serão instalados em prédio em terreno de 70 mil m² localizado na esquina da avenida dos Estados com a rua Santa Adélia.  

Cursos – Todos os alunos vão prestar vestibular para o curso básico de licenciatura, o qual terá duração de três anos. O curso terá 18 disciplinas obrigatórias, que abrangem seis temas com ênfase na formação de professores e de profissionais que poderão atuar em tecnologia: estrutura da matéria, comunicação e informação, humanidades, matemática e física, processo de transformação e energia.

Especialização – Ao final dos três anos de formação básica, os alunos poderão optar pelos cursos disponíveis para especialização, como as engenharias.

Pesquisa – A UFABC também vai desenvolver pesquisa em áreas estratégicas para o governo.

Vagas – No primeiro ano de operação, a previsão é de que ingressem na universidade entre 800 e 1,5 mil alunos. Pela lei, em cinco anos serão criadas 20 mil vagas em graduação.

Início das aulas – A previsão é de que as aulas tenham início em setembro de 2006.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;