Política Titulo Exonerado
Morando perde o 2º secretário em um mês em São Bernardo

Luciano Eber deixa a pasta de Obras e Planejamento após atrito com o tucano

Raphael Rocha
21/02/2024 | 19:07
Compartilhar notícia
Divulgação


O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), perdeu seu segundo secretário em menos de um mês. Depois de ver Humberto Rodrigues da Silva solicitar desligamento do cargo de secretário de Coordenação Governamental, agora foi a vez de Luciano Eber Pereira Nunes, titular de Obras e Planejamento Estratégico, se desligar do governo tucano.

O Diário apurou que Luciano Eber pediu demissão assim que retornou do período de férias de 30 dias. A publicação deve ser feita nesta sexta-feira, na edição do jornal Notícias do Município, o Diário Oficial eletrônico municipal.

Servidor de carreira – é concursado como desenhista dentro da pasta de Planejamento –, Eber estava como secretário de Planejamento desde o início do governo Morando, mantendo-se na função mesmo com a fusão do setor de Obras.

Fontes da Prefeitura relataram ao Diário que a relação entre Morando e Eber vinha se desgastando nos últimos meses. Alguns secretários até testemunharam trocas de farpas em reuniões do primeiro escalão, com exaltação do prefeito contra o secretário. Eber já vinha confidenciando a alguns amigos do Paço que a situação estava insustentável, mas ele seguia no governo pelo compromisso. 

Mas, no início do ano, nova crise se instalou na relação, Eber tirou férias com a promessa de deixar definitivamente a administração quando retornar. Nesta quarta-feira, cumpriu a promessa e entregou o cargo.

Mauro Valeri, adjunto da pasta, já foi efetivado por Morando para comandar o setor – a equipe do Diário apurou que servidores da secretaria estão preocupados por causa do perfil difícil de Valeri.

Ainda não se sabe como ficará a questão partidária de Luciano Eber. Ele, no ano passado, foi anunciado por Morando como presidente do diretório do Republicanos em São Bernardo, com direitos a elogios públicos do prefeito. 

Em material de assessoria de imprensa, Eber mostrava otimismo na montagem da chapa do partido que tem dois vereadores: Gordo da Adega e Bispo João Batista. “A executiva estadual do Republicanos nos acolheu muito bem e a meta que traçamos foi de trabalhar por grandes projetos no município. O partido vem comandando de forma brilhante o Estado de São Paulo, com o governador Tarcísio, colocando à prova sua excelência de gestão pública. Vamos trabalhar por este quadro em São Bernardo.”

O governo Morando não se manifestou acerca do caso.

HUMBERTO RODRIGUES

Humberto Rodrigues pediu demissão no início do mês. Ele foi substituído pelo ex-prefeito de Ribeirão Pires e de Rio Grande da Serra, o secretário de Administração, Adler Kiko Teixeira (MDB).

Ele era homem de confiança de Morando e, no início do governo, esteve à frente da Agência Reguladora de Saneamento Básico de São Bernardo. Ele chegou ao primeiro escalão de fato na metade de 2018, quando explodiu a crise da Operação Prato Feito na gestão.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;