Economia Titulo Esquenta
Comércio se anima com a proximidade da Black Friday

Lojistas se entusiasmam com possibilidade de aumentar vendas; bancos alertam para fraudes

Da Redação
21/11/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
FOTO: Claudinei Plaza/DGABC


 Com a proximidade da Black Friday, que ocorre na sexta-feira, o comércio aproveita a ocasião para promover campanhas de preços e serviços. O presidente da Acisbec (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo), Valter Moura Júnior, acredita que o movimento neste ano vai ter um aumento de 8% em relação ao mesmo período do ano passado.

“A data é tradicional para o e-commerce, mas as lojas físicas também aproveitam a oportunidade. Em São Bernardo, os lojistas estão se preparando e lançam estratégias para atrair os clientes. Nós apoiamos iniciativas de desenvolvimento para o setor e oferecemos, frequentemente, cursos de capacitação para os profissionais e empresários do comércio”, explica o dirigente.

Na Black Friday, a expectativa de vendas é para aparelhos eletrônicos, em geral televisores, refrigeradores, além de eletrodomésticos, e ainda celulares e computadores.

ESQUENTA

Antes mesmo da chegada da data, lojas virtuais e físicas de comércio já se agitam com os anúncios de ofertas e promoções, num movimento que ficou conhecido como ‘Esquenta Black Friday’.

Os clientes também são bombardeados com ofertas por todos os lados e quadrilhas aproveitam o momento de euforia com o grande volume de promoções para aplicar golpes que causam grande prejuízo, especialmente usando ‘engenharia social’, que consiste na manipulação do usuário para que ele lhe forneça informações confidenciais para o roubo de dados pessoais.

“Nesta época do ano são comuns abordagens de criminosos com páginas falsas que simulam e-commerce; promoções inexistentes enviadas por e-mails, SMS e mensagens de WhatsApp, e a criação de perfis falsos que investem em mídia para aparecer em páginas e stories de redes sociais, inclusive com depoimentos falsos de compradores. Para dar credibilidade a um produto que está sendo vendido, golpistas usam sites de vendedores de depoimentos e usam bancos de fotos e vídeos internacionais para dar crédito ao produto e enganar o consumidor”, alerta Adriano Volpini, diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da Febraban.

“Pare, pense e desconfie. O produto ofertado está com o preço muito abaixo do que é vendido no comércio em geral? O vendedor está te pressionando para fechar logo uma compra dizendo que ela pode ficar indisponível? Há fotos ou vídeos de produtos com resultados mirabolantes? A chance de ser um golpe é grande”, acrescenta o diretor. 




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;