Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

TeleTV compra Rede Manchete por US$ 608 milhoes


Do Diário do Grande ABC

09/05/1999 | 16:57


A Rede Manchete foi vendida neste domingo para o grupo paulista TeleTV que explorava serviços do 0900 e presta serviço de telemarketing. O negócio foi fechado às 2h entre o presidente do grupo Bloch, Pedro Jack Kappeller, atual proprietário da emissora e pelo presidente do TeleTV, Amilcare Dallewo Jr., após quase 12 horas de reuniao, realizada no hotel Glória, próximo da sede da TV, na zona sul do Rio. A informaçao foi dada pelo presidente do Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro, Márcio Leal e confirmada pela assessoria de imprensa da Manchete.

Os funcionários da emissora, sem receber desde outubro do ano passado, serao oficialmente informados do negócio em uma assembléia, prevista para as 18h deste domingo, em frente à sede da emissora. Segundo Leal, Dallewo Jr. voltou a se comprometer a colocar os salários em dia, mas só após a aprovaçao do negócio pelo governo.

Isso pode levar até um mês para acontecer. Segunda-feira (10), às 11h, Dallewo Jr. e Kappeller têm audiência marcada com o ministro das Comunicaçoes Pimenta da Veiga, em Brasília. Eles informarao as base do negócio para que o ministro encaminhe o caso ao presidente Fernando Henrique Cardoso que pode destinar à emissora uma concessao precária. Em seguida, a venda da Manchete será submetida à aprovaçao do Congresso para que os novos donos recebam a concessao definitiva.

Dallewo Jr. comprou a Manchete por US$ 608 milhoes. A TV tem US$ 500 milhoes em dívidas com o governo. Pelo contrato, Kappeller leva US$ 1 milhao no ato da assinatura e passa a receber US$ 7,5 milhoes por seis anos. Os novos donos têm uma expectativa de faturamento mensal, com a TV, de US$ 30 milhoes por mês. No ano passado, em plena crise, o faturamento da Manchete foi de cerca de US$ 10 milhoes por mês.

O contrato também prevê que os novos donos têm seis meses para desocupar o prédio da Manchete, no Rio. A sede paulista, porém, pode ser utilizada por 4 anos. Isso porque no prédio do Rio também funciona a editora Bloch enquanto, em Sao Paulo, TV e editora ocupam dois prédios independentes. Assim, a sede da Manchete deve ser transferida do Rio para Sao Paulo. Na terça-feira, executivos da TeleTV já devem se instalar na sede paulista da Manchete.

Para fechar esse negócio, Dallewo Jr. teria conseguido um empréstimo de US$ 1 bilhao com a financeira americana Lemmon & Brothers. A TV seria a cabeça de um projeto maior na área de comunicaçao que faria parte dos planos do empresário. Feita a venda da Manchete, Kappeller deve iniciar, agora, a venda da gráfica Bloch.

Representantes dos trabalhadores da Manchete também vao tentar se encontrar com o ministro Pimenta da Veiga, segunda-feira. Márcio Leal e o diretor do Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, Alberto Jacob Filho, irao à Brasília, apesar de nao estarem agendados com o ministro. "Acho que seremos recebidos porque o ministro já havia dito que a soluçao dos problemas da Manchete passavam pelos trabalhadores", afirmou Leal.

Ele explicou que será pedido a Pimenta da Veiga que a sede da emissora nao seja transferida do Rio para Sao Paulo "por nao se tratar de uma nova concessao". Além disso vai se inteirar a respeito de detalhes dessa compra. A preocupaçao de Leal é saber se a negociaçao incluiu a empresa Bloch, Som e Imagem, criada, segundo o presidente do Sindicato dos Radialistas, "para fugir de obrigaçoes".

"Foi também uma estratégia porque a Manchete estava sendo disputada por outro grupo e, caso os Bloch perdessem, nao levariam tudo", explicou Leal. A Manchete estava sendo disputada na Justiça pelo empresário Hamilton Lucas de Oliveira, do grupo Instituto Brasileiro de Formulários (IBF), que disputa a emissora desde 1992. A resoluçao desse impasse também estava dificultando a venda da Manchete. A questao foi resolvida há 15 dias com ganho de causa para a família Bloch.

Leal informou que a Bloch, Som e Imagem tem 459 funcionários enquanto a TV Manchete tem outros 900. "É preciso haver sensibilidade para que os novos donos absorvam todas essas pessoas", disse Leal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;