Política Titulo Eleição em Ribeirão Pires
Diário realizará sabatina com os candidatos a prefeito de Ribeirão

Entrevistas terão 40 minutos e serão feitas de segunda-feira a sexta-feira, a partir das 19h, com transmissão nas redes sociais e site do jornal

Por Da Redação
04/12/2022 | 07:16
Compartilhar notícia
Claudinei Plaza/DGABC


A uma semana da eleição municipal suplementar de Ribeirão Pires, o Diário prepara para os próximos dias uma ampla cobertura sobre o pleito que irá definir o próximo prefeito que vai dirigir a cidade até 31 de dezembro de 2023. Entre amanhã e sexta-feira, o jornal irá promover série de sabatinas com os candidatos a prefeito que apresentaram registro junto ao TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral). As conversas terão início às 19h, com duração de 40 minutos, com transmissão ao vivo na página do Diário do Facebook e no www.dgabc.com.br.

Os candidatos estarão na sede do jornal. nos estúdios do DGABC TV, e serão sabatinados pelos jornalistas Juliana Bontorim, editora da webtv, e Sérgio Vieira, diretor de Redação do Diário. A escala dos sabatinados foi definida por ordem alfabética, conforme o nome registrado no TRE. Dessa forma, as entrevistas serão realizadas da seguinte ordem: Agnello (MDB), amanhã; Amigão D’Orto (PSB), terça-feira; Carlos Sacomani (PMB), quarta-feira; Gabriel Roncon (Cidadania), quinta-feira; e Guto Volpi (PL), sexta-feira. Dos cinco candidatos, quatro confirmaram presença. Apenas Sacomani ainda não assegurou que irá participar da sabatina e, com isso, tornar públicas suas propostas aos eleitores. Mas a data seguirá reservada para o candidato. 

Depois da transmissão ao vivo, o conteúdo ficará disponível na rede social do jornal. No dia seguinte, na edição impressa do Diário, haverá reportagem com o resumo da sabatina. 

Em 2020, os eleitores de Ribeirão Pires elegeram Clóvis Volpi (PL) para comandar a cidade pela terceira vez. Mas, com problemas jurídicos, o chefe do Executivo teve seu registro de candidatura cassado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em setembro.

Com isso, o Paço passou a ser comandado interinamente pelo presidente da Câmara, Guto Volpi (PL), filho de Clóvis Volpi. Desde então, o parlamentar tem adotado o discurso de continuidade da gestão e execução de obras.

Roncon vem enfrentando dificuldades em relação à consolidação da candidatura, por causa dos conflitos internos entre Cidadania e PSDB no município. Ele tenta reverter o indeferimento.

Amigão trouxe para o seu lado antigos rivais, como Adler Kiko Teixeira (PSDB), e o PT, que ficará com a vaga de vice-prefeito, o que tem sido visto com desconfiança por setores do município.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;