Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

D’Ávila une Carla e Luiz Fernando


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

19/10/2021 | 00:33


Figuras de oposição em São Bernardo e no Grande ABC, os deputados estaduais Carla Morando (PSDB) e Luiz Fernando Teixeira (PT) convergiram em críticas a ações contra o deputado estadual Frederico D’Ávila (PSL), que, na tribuna da Assembleia Legislativa, xingou o arcebispo dom Orlando Brandes, de Aparecida, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e até o papa Francisco. Tanto Carla quanto Luiz Fernando, além de repudiarem as declarações, ingressaram com pedidos de investigação da conduta parlamentar do político, inclusive com recomendações de cassação. D’Ávila é ligado ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que foi alvo de Brandes durante missa no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida – Brandes disse que o Brasil não poderia se transformar em Pátria armada se quisesse ser uma Pátria amada, em clara alusão ao discurso de Bolsonaro a favor do armamento da população. D’Ávila disse que Brandes, a CNBB e o papa são “vagabundos”, “safados”, “canalhas” e “pedófilos”.


Declarações
“Na representação solicito a cassação de seu mandato com base na quebra de decoro. É inadmissível que um deputado utilize a tribuna da Assembleia para propagar o ódio”, pontuou Luiz Fernando Teixeira (PT). “É inadmissível que um parlamentar utilize a tribuna da Assembleia Legislativa para ofender líderes religiosos. Como deputada estadual, irei representá-lo no comitê de ética da Assembleia. Atitude como essa deve ser punida com rigor.”

Empolgou
O evento organizado pelo prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), para mobilizar a militância tucana a favor do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), candidato nas prévias internas, registrou alguns cenários que repercutem na classe política regional. Um deles, a fala do vereador Bahia Santana (PSDB) já lançando e apostando na vitória da primeira-dama andreense, Ana Carolina Serra. Os afagos e a empolgação do parlamentar deixaram as autoridades presentes um pouco constrangidas.

Presença
O advogado Luiz Henrique Watanabe, que foi candidato a vereador em São Bernardo em algumas eleições, foi anunciado também na atividade pró-Eduardo Leite em Santo André. Watanabe sempre foi próximo do prefeito Orlando Morando (PSDB) e, na última eleição, recebeu 2.383 votos à Câmara.

Justificativa
Ex-vereador em São Caetano e atual secretário de Deficiência e Mobilidade Reduzida, Olyntho Voltarelli (PSDB) foi outro a estar na atividade de Eduardo Leite. Aos presentes, justificou seu revés nas urnas – no ano passado, não conseguiu se reeleger à Câmara. Questionado sobre os motivos, disse que precisou gastar tempo e energia na CPI do Natal Iluminado, que apontou irregularidades no contrato firmado pelo governo do ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) com a Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano). Ele comentou que teve de usar domingos para ler calhamaços de documentos para se preparar para as sessões. Faltaram 125 votos para superar Daniel Córdoba, o último tucano eleito ao Legislativo.

Candidatíssimo
Na semana passada, esta coluna mostrou que o ex-prefeiturável Ailton Lima (ex-PSB), de Santo André, listou nome de figuras da classe política da cidade que poderiam ser candidatas a deputada estadual. Dos citados por ele, boa parte se colocou à disposição para concorrer a uma vaga na Câmara Federal. Marcelo Chehade, vereador licenciado e hoje secretário de Esportes, voltou a dizer que é “candidatíssimo” a deputado federal e sabe que há concorrência interna, como Donizeti Pereira (PV) e Fernando Marangoni (DEM). 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;