Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região tem menor ocupação de UTI da Grande São Paulo


Anderson Fattori

21/09/2021 | 05:50


As cidades do Grande ABC têm a menor ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes infectados pelo coronavírus entre as cinco divisões da Região Metropolitana de São Paulo, incluindo a Capital. De acordo com levantamento do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC junto a Fundação Seade, no domingo 24,4% dos leitos de emergência estavam ocupados. Na Grande São Paulo como um todo a ocupação era de 38,2%.

O Diário mostrou no dia 21 de agosto que o Grande ABC havia atingido o menor patamar de internações de pacientes infectados com o coronavírus desde o início da pandemia. Na ocasião, 475 pessoas estavam acamadas em leitos de UTI ou enfermarias, de acordo com monitoramento da SP Covid Info Tracker, plataforma gerida por pesquisadores da Unesp (Universidade Estadual Paulista), da USP (Universidade de São Paulo) e do Cemeai (Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria) que leva em consideração dados da pandemia disponibilizados pelo governo do Estado por meio da Fundação Seade. Ontem esse número caiu para 295 pessoas hospitalizadas, sendo 146 em UTIs e 149 em enfermarias.

A queda brusca no número de pessoas internadas coincide com a evolução no número de vacinas aplicadas. Dois municípios do Grande ABC, São Caetano e Ribeirão Pires, já superaram a barreira de 70% dos moradores adultos com as duas doses dos imunizantes, marca considerada ideal pelos especialistas para o controle da pandemia. Em São Caetano, 74,8% dos munícipes adultos já estão totalmente protegidos, enquanto que em Ribeirão Pires a cobertura é de 73,8%. Diadema, com 68,9% e Santo André, com 68,2% de vacinados da faixa-etária, estão bem perto de entrar no grupo. São Bernardo tem 66,4% dos moradores com 18 anos ou mais protegidos com a segunda dose, seguida de Mauá, com 55,2% e Rio Grande da Serra, com 39%.

Ontem as cidades da região aplicaram 37.309 doses dos imunizantes, sendo 2.129 referente ao início do esquema vacinal, 34.108 ao complemento da proteção e 1.072 doses de reforço. No total, desde o início da campanha o Grande ABC já aplicou 2.130.872 primeiras doses, 1.307.877 segundas doses, 15.412 reforços e 68.015 imunizantes da Janssen, que é de aplicação única.

O presidente do Consórcio e prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), ressalta que a queda nas internações comprova a eficácia da vacinação contra a Covid-19, assim como as ações tomadas pelos municípios para diminuir a contaminação. “A redução na ocupação nas UTIs é resultado concreto do avanço da vacinação na nossa região e das medidas de controle tomadas pelas sete prefeituras. Seguiremos trabalhando melhorar ainda mais esses índices, protegendo a nossa gente e salvando vidas”, afirmou Paulo Serra. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;