Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

WhatsApp: como negociar dívidas pelo app

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

18/05/2021 | 10:48


Negociar dívidas por WhatsApp está se tornando uma prática comum. A ferramenta facilita comunicação também entre empresas e clientes e parceiros comerciais. Afinal, isso pode ser feito 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 dias por ano.

Leia mais:
JustWatch encontra o filme que você deseja ver em diferentes streaming
Os 100 melhores filmes de todos os tempos
Site calcula quanto tempo você passou assistindo a séries, desenhos e novelas

Para entender melhor como negociar dívidas por WhatsApp, Afonso Morais, sócio da Morais Advogados, dá, a seguir, dicas sobre o assunto. A empresa é especializada em cobranças e pioneira na utilização dessa ferramenta para recuperação de crédito.

Vantagens de negociar dívidas por WhatsApp

Considerando o cenário de rápido desenvolvimento tecnológico, são muitas as vantagens de aderir à negociação por WhatsApp. Primeiramente, toda a troca de mensagens tem eficiência e velocidade instantânea, lembrando que até poucos anos, o único canal para interação a distância com empresas era o telefone.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

A ferramenta traz também outro grande benefício: o baixo custo financeiro para as empresa. Quase nunca se cobra por essa ferramenta e, quando isso ocorre, o valor é acessível.

Exemplo é que as empresas de recuperação de crédito podem contratar uma plataforma de gerenciamento de envio de mensagens. Isso tem custo barato e assim não terão restrições ao número de comunicações enviadas ao dia. Além disso, não há limitação de número de contatos que podem recebê-las. Todas as negociações ficam gravadas no CRM da empresa cobradora.

Todas as mensagens são criptografadas. Isso significa que apenas o emissor e o receptor têm acesso às mensagens que são enviadas, assim todo o conteúdo estará seguro.

Apenas utilizadores autorizados serão capazes de decifrar as mensagens. Isso facilita a proteção em negociações de cobrança mais complexas e sigilosas, também garantindo a segurança de envio de documentos, como boletos, linha debitável.

O uso da ferramenta do WhatsApp para negociar dívidas permite mais educação, sigilo auditivo, respeito entre as partes envolvidas, evita litígios de falta de comunicação e informações verbais erradas.

O processo é legal

Esta é a principal dúvida de quem pensa em fazer uma cobrança ativa pelo WhatsApp. A lei permite cobrar pela ferramenta?

Muitas empresas já fazem o atendimento ao cliente pelo WhatsApp. Isso não é novidade. Porém uma dúvida existente até pouco tempo era se poderia ser feita uma cobrança ativa, abordando o devedor via WhatsApp.

Esta preocupação não existe mais. A cobrança ativa já foi reconhecida, sendo hoje legítima a cobrança através do WhatsApp. Até mesmo o Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC) reconheceu a Legalidade da cobrança via aplicativo.

O que não pode acontecer é a cobrança abusiva, seja pelo WhatsApp ou por qualquer outro meio de comunicação. Então, o que você não pode fazer é ficar enviando várias mensagens repetidas no mesmo dia, usar textos que podem ser interpretados de forma ofensiva ou mesmo enviar algo sem saber se aquele número de contato ainda continua pertencendo ao devedor.

Estratégias para fazer cobrança no WhatsApp

A cobrança via WhatsApp entra na mesma categoria de uma cobrança por escrito, como a tradicional carta de cobrança, o e-mail de cobrança e a cobrança por SMS.

Mas, a cobrança de dívidas pelo WhatsApp é muito mais parecida com uma conversa por chat. Por isso na estratégia de cobrança via app é preciso adaptar a comunicação escrita já utilizada na cobrança por e-mail e por SMS para essa nova forma de comunicação.

Por ser uma comunicação instantânea, no WhatsApp, você não precisa dizer tudo já na primeira mensagem. Nele, você pode estabelecer uma sequência de diálogo com o devedor.

As mensagens devem ser curtas e simples, já que qualquer dificuldade que o devedor tiver para entender o que você quis dizer pode resultar em um mal-entendido. Isso gera efeitos negativos para a cobrança e para a sua empresa.

Não utilize gírias, emojis ou outros símbolos ofensivos, como a interrogação, por exemplo. Isso porque você não pode controlar como essas mensagens serão interpretadas pelo devedor.

Também é importante estar preparado para continuar a abordagem de cobrança por outros canais, como o envio de um boleto por e-mail, o início de uma conversa ao telefone, ou ainda o envio de mais dados pelo próprio WhatsApp.

Bloqueio de conta e alerta de spam

Se você está abordando uma pessoa que não tem o seu número de telefone na lista de contatos dela, então este usuário do WhatsApp pode facilmente bloquear o seu contato ou reportar Spam.

Se isso acontecer com frequência, o seu número de celular vai ser bloqueado no WhatsApp e pode ter certeza que a maioria dos devedores vai fazer isso, ou seja, te bloquear e também reportar Spam.

Já no uso da plataforma profissional de cobranças via WhatsApp, a conta da empresa de cobrança não será nunca bloqueada, somente o número em uso. Assim, se acontecer o bloqueio, a empresa da plataforma terá que mudar apenas o número usado para cobrança.

Desvantagens de negociar dívidas via WhatsApp

É importante considerar os pontos negativos da negociação por WhatsApp.

Ainda que o aplicativo tenha sido eleito como o canal de comunicação favorito entre usuários, algumas desvantagens poderão ser consideradas, como a privacidade.

A negociação por WhatsApp pode ser altamente benéfica, mas nem sempre será aplicável para todos os perfis de profissionais e empresas. Além disso, deve-se tomar cuidado para que as informações de cunho pessoal não sejam repassadas à terceiros.

Mesmo assim, com prudência e bom senso é possível usufruir dos benefícios dessa tecnologia e fechar bons negócios, deixando clientes e parceiros de mercado satisfeitos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;