Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Impulsionamento das redes do Diário faz crescer acessos no site

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Temas atuais, fortes e regionais são os mais procurados pelos internautas; novos passos para a digitalização do jornal estão em andamento


Marcela Ibelli
Do Diário do Grande ABC

11/04/2021 | 07:01


Quem segue as redes sociais do Diário deve ter percebido que as postagens mudaram. Mais do que uma cara nova, as interações viraram o principal foco. Tanto no Instagram quanto no Facebook e Twitter o leitor e a leitora não apenas receberam informações dinâmicas e de qualidade, como também participaram de enquetes e foram direcionados ao portal (www.dgabc.com.br) para ler as reportagens completas dos mais variados assuntos.

De dezembro para cá, foram registrados aumentos de 39,94% no número de usuários no site e de 51,34% na quantidade de páginas visualizadas, conforme levantamento da APJ (Associação Paulista de Portais & Jornais) por meio do Google Analytics. “A grande presença nas nossas redes permitiu que mais pessoas acessassem as informações do portal. Gostei da identidade visual adotada, o que distingue claramente nossa marca. Acredito que esse aumento dos acessos é fruto de uma expectativa da população do Grande ABC em ficar atento nas notícias da sua cidade e região, papel esse que o jornal cobre com maestria já há muitos anos”, analisa Marcos Sidnei Bassi, diretor superintendente do Diário.

A impressão do superintendente endossa o que observou o diretor de Redação, Evaldo Novelini. “Houve nítida melhora nas respostas dos nossos leitores. Com a mudança nas redes sociais, que ficaram muito mais práticas e intuitivas, além de bonitas, inclusive na apresentação das notícias, percebemos que o engajamento foi maior. Muito mais curtidas e também mais comentários. É interessante notar a participação dos internautas, que respondem imediatamente às nossas postagens.”

Tais mudanças foram propostas pela Qualitá, empresa especialista em marketing de conteúdo e digital que assumiu a função há pouco mais de 1 mês e tem como sócios os jornalistas Flávia Benvenga e Romano Venturini. Ambos já tiveram passagens pela redação do Diário. “Nossa estratégia era valorizar o conteúdo produzido, além de aumentar o número de posts. Além disso, nos preocupamos em criar identidade visual e usar ferramentas para levar a audiência ao portal”, explica Flávia.

No Instagram, por exemplo, a frequência das enquetes nos stories foi mais intensificada e as postagens no Twitter também. “A audiência ainda é tímida, mas já está dando retorno”, diz Flávia. Para ela, o momento atual – a pandemia do coronavírus – facilita a comunicação e o interesse das pessoas pelas notícias. “Elas buscam informações apuradas, para escapar das fake news, e o Diário do Grande ABC é uma fonte extremamente tradicional e confiável. Temos bom material em mãos, visto que quanto mais a gente posta conteúdo relevante, mais engajamento acontece.”

Entre os assuntos mais procurados pelos leitores estão os que abordam temas atuais, fortes e, principalmente, regionais – em março, no Instagram, foi a melhora dos casos de Covid um mês após o lockdown em Araraquara, no Interior de São Paulo; e no Facebook, o aumento do número de casos de crianças contaminadas pelo vírus na região. “As informações sobre a pandemia, por exemplo, acendem debates de grandes proporções nos comentários”, ressalta Venturini. Para ele, porém, é importante mesclar as notícias pesadas com posts leves. “Acreditamos que vamos também conseguir trazer o leitor para este tipo de assunto.”

Sobre os próximos passos – divididos em cinco fases, que incluem planejamento, mapeamento e adequação das redes sociais, além da renovação da identidade visual e reestruturação dos canais – a Qualitá vai focar no aumento da audiência do Twitter, em trazer o empresário para o Linkedin e também criar conteúdo que vai além do que já é publicado no jornal. “Vamos buscar coisas novas e dar mais oportunidades para a audiência aprender. Dessa forma, conseguiremos atrair novos públicos e perfis diferentes”, finaliza Flávia.

 

Portal passa por processo de reformulação


Em 1996, o Diário inaugurou seu próprio site. Foi um dos primeiros veículos de comunicação do Brasil que perceberam o impacto que a internet causaria na divulgação de notícias. Até o fim de 2021, a proposta da empresa é oferecer ao internauta portal totalmente novo. “Estamos no processo de reformulação e desejamos um site ágil, com atualizações constantes das notícia e de fácil navegação. Da mesma forma a ideia é aumentar a presença do jornal nos meios digitais”, explica Marcos Sidnei Bassi, diretor superintendente do Diário.

O portal deve ficar mais dinâmico, responsivo e conectado com as redes sociais e plataformas. “O jornal está programando investimento significativo na melhoria do portal. Será reformulação total, no sentido de torná-lo mais agradável, dinâmico e acessível aos leitores”, adianta Evaldo Novelini, diretor de Redação. Neste momento, a empresa estuda os melhores modelos existentes no mundo para reproduzir no Grande ABC. “Ainda não consigo contar todas as novidades, mas posso adiantar que estamos trabalhando para sermos mais ágeis, precisos e completos na divulgação de informações que são importantes para a região”, completa Novelini.

 

“Digitalizar é caminho sem volta”

Romano Venturini, da Qualitá, acredita ser grande o desafio de ‘virtualizar’ um jornal impresso tão tradicional quanto o Diário, que faz 63 anos em 11 de maio. “Mesmo com a elevada idade da empresa, o público mudou e se adaptou. Os dois evoluíram. Nós estamos onde o leitor está.” Para Caio Cunha, consultor de marketing digital da WSI Master Brasil, o processo digital é irreversível. “É caminho sem volta e continua com eternas inovações. Há 10 anos, existiam cerca de 150 plataformas, hoje são mais de 8.000”, analisa. “É natural a notícia estar cada vez mais na internet, as pessoas estão o tempo todo lá. A forma como as informações são repassadas seguem processos de adequação, até mesmo pelas regras de otimização para buscadores. Faz parte”, complementa Rafael Gmeiner, diretor de comunicação da agência VitalCom.

Conforme Cunha, para se ter sucesso digital é necessário olhar para o público alvo e o site deve ser o ponto central para atrai-lo com conteúdo de valor. “Dalí fazer circular as informações pelas mídias digitais”, analisa. Outro passo é saber quem está consumindo e criar estratégias para transmitir a mensagem. “O conteúdo deve ser fragmentado para que as pessoas se identifiquem. Olhar para novas formas de comunicação é importante, mas uma não exclui a outra.”

Saber o momento de investir no digital é essencial. “Não adianta ter ferramentas e não usá-las”, explica o consultor. O resultado é visível na área comercial. “No ambiente on-line os investidores, patrocinadores e anunciantes conseguem ter mais detalhes para qual público o produto está chegando. O retorno é preciso. Por isso há cada vez mais interesse nas plataformas”, ressalta Gmeiner.

Internamente, o trabalho precisar ser feito em conjunto. “A mudança vem de cima para baixo. A diretoria precisa desejar a inovação e dar o exemplo. Com a pandemia, o mundo foi obrigado a se digitalizar em um ano. Está mais do que claro que é necessário mudar dentro da empresa primeiro”, finaliza Cunha.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Impulsionamento das redes do Diário faz crescer acessos no site

Temas atuais, fortes e regionais são os mais procurados pelos internautas; novos passos para a digitalização do jornal estão em andamento

Marcela Ibelli
Do Diário do Grande ABC

11/04/2021 | 07:01


Quem segue as redes sociais do Diário deve ter percebido que as postagens mudaram. Mais do que uma cara nova, as interações viraram o principal foco. Tanto no Instagram quanto no Facebook e Twitter o leitor e a leitora não apenas receberam informações dinâmicas e de qualidade, como também participaram de enquetes e foram direcionados ao portal (www.dgabc.com.br) para ler as reportagens completas dos mais variados assuntos.

De dezembro para cá, foram registrados aumentos de 39,94% no número de usuários no site e de 51,34% na quantidade de páginas visualizadas, conforme levantamento da APJ (Associação Paulista de Portais & Jornais) por meio do Google Analytics. “A grande presença nas nossas redes permitiu que mais pessoas acessassem as informações do portal. Gostei da identidade visual adotada, o que distingue claramente nossa marca. Acredito que esse aumento dos acessos é fruto de uma expectativa da população do Grande ABC em ficar atento nas notícias da sua cidade e região, papel esse que o jornal cobre com maestria já há muitos anos”, analisa Marcos Sidnei Bassi, diretor superintendente do Diário.

A impressão do superintendente endossa o que observou o diretor de Redação, Evaldo Novelini. “Houve nítida melhora nas respostas dos nossos leitores. Com a mudança nas redes sociais, que ficaram muito mais práticas e intuitivas, além de bonitas, inclusive na apresentação das notícias, percebemos que o engajamento foi maior. Muito mais curtidas e também mais comentários. É interessante notar a participação dos internautas, que respondem imediatamente às nossas postagens.”

Tais mudanças foram propostas pela Qualitá, empresa especialista em marketing de conteúdo e digital que assumiu a função há pouco mais de 1 mês e tem como sócios os jornalistas Flávia Benvenga e Romano Venturini. Ambos já tiveram passagens pela redação do Diário. “Nossa estratégia era valorizar o conteúdo produzido, além de aumentar o número de posts. Além disso, nos preocupamos em criar identidade visual e usar ferramentas para levar a audiência ao portal”, explica Flávia.

No Instagram, por exemplo, a frequência das enquetes nos stories foi mais intensificada e as postagens no Twitter também. “A audiência ainda é tímida, mas já está dando retorno”, diz Flávia. Para ela, o momento atual – a pandemia do coronavírus – facilita a comunicação e o interesse das pessoas pelas notícias. “Elas buscam informações apuradas, para escapar das fake news, e o Diário do Grande ABC é uma fonte extremamente tradicional e confiável. Temos bom material em mãos, visto que quanto mais a gente posta conteúdo relevante, mais engajamento acontece.”

Entre os assuntos mais procurados pelos leitores estão os que abordam temas atuais, fortes e, principalmente, regionais – em março, no Instagram, foi a melhora dos casos de Covid um mês após o lockdown em Araraquara, no Interior de São Paulo; e no Facebook, o aumento do número de casos de crianças contaminadas pelo vírus na região. “As informações sobre a pandemia, por exemplo, acendem debates de grandes proporções nos comentários”, ressalta Venturini. Para ele, porém, é importante mesclar as notícias pesadas com posts leves. “Acreditamos que vamos também conseguir trazer o leitor para este tipo de assunto.”

Sobre os próximos passos – divididos em cinco fases, que incluem planejamento, mapeamento e adequação das redes sociais, além da renovação da identidade visual e reestruturação dos canais – a Qualitá vai focar no aumento da audiência do Twitter, em trazer o empresário para o Linkedin e também criar conteúdo que vai além do que já é publicado no jornal. “Vamos buscar coisas novas e dar mais oportunidades para a audiência aprender. Dessa forma, conseguiremos atrair novos públicos e perfis diferentes”, finaliza Flávia.

 

Portal passa por processo de reformulação


Em 1996, o Diário inaugurou seu próprio site. Foi um dos primeiros veículos de comunicação do Brasil que perceberam o impacto que a internet causaria na divulgação de notícias. Até o fim de 2021, a proposta da empresa é oferecer ao internauta portal totalmente novo. “Estamos no processo de reformulação e desejamos um site ágil, com atualizações constantes das notícia e de fácil navegação. Da mesma forma a ideia é aumentar a presença do jornal nos meios digitais”, explica Marcos Sidnei Bassi, diretor superintendente do Diário.

O portal deve ficar mais dinâmico, responsivo e conectado com as redes sociais e plataformas. “O jornal está programando investimento significativo na melhoria do portal. Será reformulação total, no sentido de torná-lo mais agradável, dinâmico e acessível aos leitores”, adianta Evaldo Novelini, diretor de Redação. Neste momento, a empresa estuda os melhores modelos existentes no mundo para reproduzir no Grande ABC. “Ainda não consigo contar todas as novidades, mas posso adiantar que estamos trabalhando para sermos mais ágeis, precisos e completos na divulgação de informações que são importantes para a região”, completa Novelini.

 

“Digitalizar é caminho sem volta”

Romano Venturini, da Qualitá, acredita ser grande o desafio de ‘virtualizar’ um jornal impresso tão tradicional quanto o Diário, que faz 63 anos em 11 de maio. “Mesmo com a elevada idade da empresa, o público mudou e se adaptou. Os dois evoluíram. Nós estamos onde o leitor está.” Para Caio Cunha, consultor de marketing digital da WSI Master Brasil, o processo digital é irreversível. “É caminho sem volta e continua com eternas inovações. Há 10 anos, existiam cerca de 150 plataformas, hoje são mais de 8.000”, analisa. “É natural a notícia estar cada vez mais na internet, as pessoas estão o tempo todo lá. A forma como as informações são repassadas seguem processos de adequação, até mesmo pelas regras de otimização para buscadores. Faz parte”, complementa Rafael Gmeiner, diretor de comunicação da agência VitalCom.

Conforme Cunha, para se ter sucesso digital é necessário olhar para o público alvo e o site deve ser o ponto central para atrai-lo com conteúdo de valor. “Dalí fazer circular as informações pelas mídias digitais”, analisa. Outro passo é saber quem está consumindo e criar estratégias para transmitir a mensagem. “O conteúdo deve ser fragmentado para que as pessoas se identifiquem. Olhar para novas formas de comunicação é importante, mas uma não exclui a outra.”

Saber o momento de investir no digital é essencial. “Não adianta ter ferramentas e não usá-las”, explica o consultor. O resultado é visível na área comercial. “No ambiente on-line os investidores, patrocinadores e anunciantes conseguem ter mais detalhes para qual público o produto está chegando. O retorno é preciso. Por isso há cada vez mais interesse nas plataformas”, ressalta Gmeiner.

Internamente, o trabalho precisar ser feito em conjunto. “A mudança vem de cima para baixo. A diretoria precisa desejar a inovação e dar o exemplo. Com a pandemia, o mundo foi obrigado a se digitalizar em um ano. Está mais do que claro que é necessário mudar dentro da empresa primeiro”, finaliza Cunha.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;