Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Prefeituras registram uma denúncia a cada 15 minutos por perturbação do sossego

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Reclamações também incluem aglomeração e atividades irregulares durante fase emergencial


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

19/03/2021 | 00:01


Prefeituras de quatro cidades do Grande ABC recebem uma denúncia a cada 15 minutos de festas ou comércio funcionando de forma irregular desde o dia 1º de março, quando se acentuou a rigidez nas regras de isolamento da quarentena. Desde o início do mês, foram 1.223 pedidos de ajuda de moradores de Santo André, São Bernardo, São Caetano e Diadema. As outras cidades ou não responderam ou não tinham os dados do período. 

Nos 17 dias de março do ano passado, quando os primeiros casos de Covid foram detectados no Grande ABC, foram 532 registros nas mesmas cidades, o que representa aumento de 130% nas denuncias.

Entre as reclamações estão ocorrências sobre a perturbação de sossego, aglomeração em estabelecimentos e atividades irregulares. 

Em Santo André, a Prefeitura recebeu neste mês 657 denúncias, sendo que no mesmo período do ano passado foram 344. Em São Bernardo a população também passou a denunciar mais. Foram 560 ocorrências relativas a perturbação de sossego e aglomeração em estabelecimentos, enquanto no mesmo período de 2020 foram registrados 158 atendimentos.

Outro município que compilou os dados, São Caetano recebeu nas duas primeiras semanas de março 250 denúncias, contra 30 de 2020. Neste mês, em Diadema a população registrou 359 reclamações, entre som alto em bar e similares, barulho de veículo, comércio irregular e aglomeração. De acordo com a Prefeitura, não há balanço de março do ano passado.

Moradora de São Bernardo, a design de interiores Amanda Magri, 36 anos, é vigilante. Já denunciou som alto e festas irregulares durante a pandemia. Ela acredita que a população precisa fazer esse papel. “Ontem (quarta-feira) mesmo ouvi barulhos que pareciam da igreja da rua ao lado. Fui até a sacada para ficar atenta, mas logo parou, mas se continuasse eu iria denunciar”, comentou.

COMO DENUNCIAR?

Todo munícipe pode acionar as prefeituras para denunciar espaços que estejam descumprindo os horários de funcionamento do Plano São Paulo, realizando aglomerações ou festas clandestinas, os chamados pancadões.

Moradores de Santo André podem usar o aplicativo Colab (disponível gratuitamente para celulares) ou ligar para o telefone 153. Em São Bernardo, denúncias sobre o descumprimento das medidas também podem ser feitas pelo telefone 153. Moradores de São Caetano que quiserem informar irregularidades devem entrar em contato com os telefones de emergência 156 ou 0800 7000 156. Para os diademenses, além do 153, tem o telefone 4043-6330. Por fim, em Mauá, os telefones são o 153 e o 4543-0354.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;