Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Diadema parte para cima de Morando


Raphael Rocha

26/02/2021 | 04:32


O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), foi assunto central da sessão em Diadema. Tudo porque, em entrevista à GloboNews, Morando acusou o governo de José de Filippi Júnior (PT) de mentir nos números de ocupação de leitos de Covid-19. “Eu acolho 23 pacientes de Diadema. A secretária de Saúde de Diadema (Rejane Calixto) precisa corrigir o erro e parar de omitir informações. Eu já falei para o prefeito de Diadema que medidas precisarão ser tomadas. Não é verdadeiro o número de Diadema”, acusou o tucano. Coube à bancada de sustentação de Filippi o contragolpe. Líder do governo petista na casa, Orlando Vitoriano reclamou da postura de Morando, citando que o tucano não se furtou em aparecer em Diadema para pedir votos para si. “Em 2014, quando foi deputado estadual, ele veio aqui e obteve 14 mil votos (14.813). Em 2018, trouxe a mulher dele para pedir votos aqui (Carla Morando, PSDB, deputada estadual, obteve 5.693 votos diademenses). Agora Diadema não presta? Só presta quando ele precisa de votos?”, indagou Vitoriano, que teve as falas elogiadas por demais integrantes da base de sustentação. 

Vetos acatados 

 A Câmara de Diadema, por 15 votos a quatro, votou a favor do veto do prefeito José de Filippi Júnior (PT) à série de emendas ao orçamento aprovada no fim do ano passado. No total, R$ 9,2 milhões em alterações orçamentárias foram cancelados – curiosamente, boa parte sugerida pelo atual presidente da casa, Josa Queiroz (PT). O petista não pôde votar por estar no exercício da presidência, mas considerou válida a medida do governo Filippi, que, segundo ele, herdou de Lauro Michels (PV) uma peça de arrecadação “irreal”. Votaram contra os vetos os vereadores Dequinha Potência (PSD), Eduardo Minas (Pros), Reinaldo Meira (Pros) e Márcio Júnior (Podemos).

Almoço sem chuchu 

 Chamou atenção almoço que o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), capitaneou no restaurante que fica no Paço juntamente com o presidente do PRTB nacional, Levy Fidelix. Estavam no encontro o vice-prefeito Marcelo Lima (PSD), o secretário de Coordenação Governamental, Humberto Rodrigues, e o vereador Jorge Araújo (PSD). O único parlamentar do PRTB na cidade, Paulo Chuchu, não compareceu.

 Críticas e afagos 

 Paulo Chuchu, figura ligada ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), nos últimos dias partiu para cima das atitudes do prefeito Orlando Morando (PSDB), que decretou toque de recolher na cidade. Na sessão de quarta-feira, porém, foi à tribuna elogiar o tucano, a quem dá sustentação no Legislativo.

 Projeto em Mauá 

 O vereador Leonardo Alves (PSDB), de Mauá, celebrou o fato de a Câmara de Mauá ter aprovado seu projeto de lei que inclui estabelecimentos de educação física como serviços essenciais – assim, cria-se empecilho para fechar academias se a cidade for realocada a fases mais restritivas de funcionamento no Plano São Paulo.

 Surpresa 

 Os votos contrários dos indicados de São Bernardo no conselho de curadores da FUABC (Fundação do ABC) à indicação do vereador Almir Cicote (Avante), de Santo André, pegou todos os envolvidos de surpresa. Isso porque, até a véspera da apreciação, o prefeito Orlando Morando (PSDB), de São Bernardo havia assegurado que não haveria empecilhos para a sugestão do prefeito Paulo Serra (PSDB), de Santo André.

 Visita 

 Watson Travassos, governador de distrito que reúne lideranças rotarianas do Grande ABC, Litoral e Zona Sul da Capital, esteve nesta semana no Rotary Club Santo André Norte. Conheceu os projetos sociais da entidade andreense, em agenda com o advogado Eduardo Barros de Moura, que lidera a instituição em Santo André.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diadema parte para cima de Morando

Raphael Rocha

26/02/2021 | 04:32


O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), foi assunto central da sessão em Diadema. Tudo porque, em entrevista à GloboNews, Morando acusou o governo de José de Filippi Júnior (PT) de mentir nos números de ocupação de leitos de Covid-19. “Eu acolho 23 pacientes de Diadema. A secretária de Saúde de Diadema (Rejane Calixto) precisa corrigir o erro e parar de omitir informações. Eu já falei para o prefeito de Diadema que medidas precisarão ser tomadas. Não é verdadeiro o número de Diadema”, acusou o tucano. Coube à bancada de sustentação de Filippi o contragolpe. Líder do governo petista na casa, Orlando Vitoriano reclamou da postura de Morando, citando que o tucano não se furtou em aparecer em Diadema para pedir votos para si. “Em 2014, quando foi deputado estadual, ele veio aqui e obteve 14 mil votos (14.813). Em 2018, trouxe a mulher dele para pedir votos aqui (Carla Morando, PSDB, deputada estadual, obteve 5.693 votos diademenses). Agora Diadema não presta? Só presta quando ele precisa de votos?”, indagou Vitoriano, que teve as falas elogiadas por demais integrantes da base de sustentação. 

Vetos acatados 

 A Câmara de Diadema, por 15 votos a quatro, votou a favor do veto do prefeito José de Filippi Júnior (PT) à série de emendas ao orçamento aprovada no fim do ano passado. No total, R$ 9,2 milhões em alterações orçamentárias foram cancelados – curiosamente, boa parte sugerida pelo atual presidente da casa, Josa Queiroz (PT). O petista não pôde votar por estar no exercício da presidência, mas considerou válida a medida do governo Filippi, que, segundo ele, herdou de Lauro Michels (PV) uma peça de arrecadação “irreal”. Votaram contra os vetos os vereadores Dequinha Potência (PSD), Eduardo Minas (Pros), Reinaldo Meira (Pros) e Márcio Júnior (Podemos).

Almoço sem chuchu 

 Chamou atenção almoço que o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), capitaneou no restaurante que fica no Paço juntamente com o presidente do PRTB nacional, Levy Fidelix. Estavam no encontro o vice-prefeito Marcelo Lima (PSD), o secretário de Coordenação Governamental, Humberto Rodrigues, e o vereador Jorge Araújo (PSD). O único parlamentar do PRTB na cidade, Paulo Chuchu, não compareceu.

 Críticas e afagos 

 Paulo Chuchu, figura ligada ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), nos últimos dias partiu para cima das atitudes do prefeito Orlando Morando (PSDB), que decretou toque de recolher na cidade. Na sessão de quarta-feira, porém, foi à tribuna elogiar o tucano, a quem dá sustentação no Legislativo.

 Projeto em Mauá 

 O vereador Leonardo Alves (PSDB), de Mauá, celebrou o fato de a Câmara de Mauá ter aprovado seu projeto de lei que inclui estabelecimentos de educação física como serviços essenciais – assim, cria-se empecilho para fechar academias se a cidade for realocada a fases mais restritivas de funcionamento no Plano São Paulo.

 Surpresa 

 Os votos contrários dos indicados de São Bernardo no conselho de curadores da FUABC (Fundação do ABC) à indicação do vereador Almir Cicote (Avante), de Santo André, pegou todos os envolvidos de surpresa. Isso porque, até a véspera da apreciação, o prefeito Orlando Morando (PSDB), de São Bernardo havia assegurado que não haveria empecilhos para a sugestão do prefeito Paulo Serra (PSDB), de Santo André.

 Visita 

 Watson Travassos, governador de distrito que reúne lideranças rotarianas do Grande ABC, Litoral e Zona Sul da Capital, esteve nesta semana no Rotary Club Santo André Norte. Conheceu os projetos sociais da entidade andreense, em agenda com o advogado Eduardo Barros de Moura, que lidera a instituição em Santo André.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;