Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

UE: decisão do Irã de restringir acesso da AIEA a programa nuclear é preocupante



25/02/2021 | 13:58


A União Europeia afirmou que está "profundamente" preocupada com a decisão do Irã de limitar o acesso de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) a seu programa atômico. "A menos que seja revertida, esta decisão restringirá substancialmente a capacidade da AIEA de verificar se o material nuclear e as atividades do Irã permanecem voltadas para fins exclusivamente pacíficos", diz um comunicado do bloco.

De acordo com a UE, a cooperação de Teerã com a AIEA, agência ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), é "crucial". O bloco disse que o trabalho dos inspetores é objetivo, independente e imparcial.

Na nota, a União Europeia também saudou a perspectiva de retorno dos Estados Unidos ao Acordo Nuclear com o Irã, sinalizada pelo presidente americano, Joe Biden. "Apoiamos firmemente os intensos esforços diplomáticos em curso."

Nesta semana, o chefe a AIEA, Rafael Grossi, informou que os inspetores da agência terão "menos acesso" ao programa atômico do país persa, mas não deu detalhes.

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, por sua vez, disse que o país bloqueará o acesso a imagens de câmeras nas unidades nucleares.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

UE: decisão do Irã de restringir acesso da AIEA a programa nuclear é preocupante


25/02/2021 | 13:58


A União Europeia afirmou que está "profundamente" preocupada com a decisão do Irã de limitar o acesso de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) a seu programa atômico. "A menos que seja revertida, esta decisão restringirá substancialmente a capacidade da AIEA de verificar se o material nuclear e as atividades do Irã permanecem voltadas para fins exclusivamente pacíficos", diz um comunicado do bloco.

De acordo com a UE, a cooperação de Teerã com a AIEA, agência ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), é "crucial". O bloco disse que o trabalho dos inspetores é objetivo, independente e imparcial.

Na nota, a União Europeia também saudou a perspectiva de retorno dos Estados Unidos ao Acordo Nuclear com o Irã, sinalizada pelo presidente americano, Joe Biden. "Apoiamos firmemente os intensos esforços diplomáticos em curso."

Nesta semana, o chefe a AIEA, Rafael Grossi, informou que os inspetores da agência terão "menos acesso" ao programa atômico do país persa, mas não deu detalhes.

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, por sua vez, disse que o país bloqueará o acesso a imagens de câmeras nas unidades nucleares.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;