Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Polícia Civil investiga furto de vacinas contra a Covid em Diadema

Divulgação/Governo do Estado Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Funcionários afirmam que duas doses da UBS Jardim Reid sumiram nesta sexta-feira (22)


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

23/01/2021 | 11:01


Atualizado às 22h51

Duas doses da Coronavac, vacina contra a Covid-19 produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, foram furtadas da UBS (Unidade Básica de Saúde) Parque Reid, no bairro Campanário. O governo do prefeito José de Filippi Júnior (PT) registrou BO (Boletim de Ocorrência) após constatar sumiço dos frascos, na manhã de sexta-feira. A Polícia Civil investiga o caso e ainda não há suspeitos.

De acordo com o BO, os imunizantes estavam armazenados na UBS para aplicação exclusiva dos profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia na cidade. A unidade foi abastecida com 70 doses e, desse total, 41 foram aplicadas nos trabalhadores entre quarta e sexta. Ao conferirem o estoque anteontem, perceberam que, em vez de 29 frascos, restavam apenas 27.

Por conta da escassez das vacinas – Diadema recebeu, nesta primeira leva, 4.480 doses – apenas os trabalhadores que atuam diretamente com pacientes com Covid estão sendo imunizados, tanto da rede pública quanto da privada.

Por meio de nota, o Paço informou que a área onde as vacinas estavam tem chave, cujo acesso é restrito a funcionários, e que não havia sinais de arrombamento no local. Ao Diário, a administração confirmou, porém, que a unidade não conta com vigilância fixa 24 horas e que a segurança constante é feita apenas na central onde está sendo armazenada a maior quantidade da vacina. No caso da UBS furtada, a segurança é limitada a rondas da GCM (Guarda Civil Municipal) durante a noite. O equipamento também não possui câmeras de segurança, segundo a Prefeitura.

A Secretaria de Saúde da cidade, sob o comando da médica Rejane Calixto, destacou que “intensificou medidas de prevenção, como reforço no monitoramento pela GCM, e destinou uma equipe para acompanhar as investigações junto ao 1° DP (Centro)”. A pasta frisou que, por segurança, todas as doses não aplicadas são retiradas das unidades que não têm atendimento aos fins de semana, como as UBSs. “Na próxima semana, vamos divulgar a lista de todas as pessoas que estão sendo vacinadas no site oficial da Prefeitura de Diadema (www.diadema.sp.gov.br). A lista será atualizada diariamente. Ressaltamos que o furto de vacina é crime, e a aplicação do imunizante em qualquer pessoa que não se enquadre nos critérios definidos pelas autoridades de saúde é irregular e deve ser denunciada. A Secretaria de Saúde repudia a atitude que prejudica aqueles que estão na linha de frente do enfrentamento à pandemia e se coloca à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos necessários”, assinalou a pasta. O governo Filippi também abriu sindicância para apurar o caso. O prefeito também se manifestou, nas redes sociais, e parabenizou a secretária pelo “controle rigoroso que tem feito na vacinação”.

Segundo o boletim da Prefeitura, até sexta-feira 2.656 pessoas haviam sido vacinadas na cidade. A aplicação ainda é restrita a funcionários que atuam no Hospital Piraporinha; Hospital Estadual do Serraria; no Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência); nas 20 UBSs e em dois hospitais privados da cidade (Innova e Intermédica).

.

Leia a nota na íntegra:

"A Prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que abriu processo administrativo para identificar o furto de duas doses de vacina contra a covid-19 da UBS Parque Reid. Nesta sexta-feira (22), foi identificada a ausência do imunizante e a gerente da unidade foi orientada a registrar Boletim de Ocorrência, que foi feito na Delegacia Eletrônica às 11h33 do mesmo dia.

A Secretaria intensificou medidas de prevenção como reforço no monitoramento pela Guarda Civil Municipal (GCM) e uma equipe para acompanhar as investigações junto ao 1° DP da cidade. A unidade não registrou nenhum tipo de invasão externa. O local onde as vacinas estavam tem chave e o acesso é restrito a funcionários.

A UBS conta com 70 trabalhadores e trabalhadoras. É importante destacar o compromisso dessa gestão para manter o processo de vacinação transparente e seguro, fato esse comprovado pelas seguintes medidas:

1 - Parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM) que vem fazendo a segurança das vacinas desde o primeiro dia da chegada das doses ao município;

2 - O Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19 instituiu a Comissão de Operacionalização e Acompanhamento da vacinação contra a Covid-19 na cidade, que entre seus integrantes conta com representante da Secretaria de Defesa Social para alinhar pontos fundamentais, como a segurança das doses e dos profissionais envolvidos na campanha;

3 - Para distribuir a vacina, a Secretaria Municipal da Saúde solicitou que a gerência de cada um dos serviços municipais e privados que foram priorizados fizessem uma lista nominal dos trabalhadores da saúde que atendessem aos critérios estabelecidos, entre eles, maior vulnerabilidade relativa à exposição ao vírus Sars-Cov-2. A lista tem nome completo, CPF, data de nascimento, função e setor de cada funcionário;

4 - Outra ação - que já estava prevista na organização da campanha - foi a retirada das doses não aplicadas de todas as unidades que não teriam atendimento no final de semana, como medida de segurança.

5 - Na próxima semana, vamos divulgar a lista de todas as pessoas que estão sendo vacinadas no site oficial da Prefeitura de Diadema. A lista será atualizada diariamente.

Ressaltamos que o furto de vacina é crime e a aplicação do imunizante em qualquer pessoa que não se enquadre nos critérios definidos pelas autoridades de saúde é irregular e deve ser denunciada. A SMS repudia a atitude que prejudica aqueles que estão na linha de frente do enfrentamento a pandemia e se coloca à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos necessários.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Diadema"



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia Civil investiga furto de vacinas contra a Covid em Diadema

Funcionários afirmam que duas doses da UBS Jardim Reid sumiram nesta sexta-feira (22)

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

23/01/2021 | 11:01


Atualizado às 22h51

Duas doses da Coronavac, vacina contra a Covid-19 produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, foram furtadas da UBS (Unidade Básica de Saúde) Parque Reid, no bairro Campanário. O governo do prefeito José de Filippi Júnior (PT) registrou BO (Boletim de Ocorrência) após constatar sumiço dos frascos, na manhã de sexta-feira. A Polícia Civil investiga o caso e ainda não há suspeitos.

De acordo com o BO, os imunizantes estavam armazenados na UBS para aplicação exclusiva dos profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia na cidade. A unidade foi abastecida com 70 doses e, desse total, 41 foram aplicadas nos trabalhadores entre quarta e sexta. Ao conferirem o estoque anteontem, perceberam que, em vez de 29 frascos, restavam apenas 27.

Por conta da escassez das vacinas – Diadema recebeu, nesta primeira leva, 4.480 doses – apenas os trabalhadores que atuam diretamente com pacientes com Covid estão sendo imunizados, tanto da rede pública quanto da privada.

Por meio de nota, o Paço informou que a área onde as vacinas estavam tem chave, cujo acesso é restrito a funcionários, e que não havia sinais de arrombamento no local. Ao Diário, a administração confirmou, porém, que a unidade não conta com vigilância fixa 24 horas e que a segurança constante é feita apenas na central onde está sendo armazenada a maior quantidade da vacina. No caso da UBS furtada, a segurança é limitada a rondas da GCM (Guarda Civil Municipal) durante a noite. O equipamento também não possui câmeras de segurança, segundo a Prefeitura.

A Secretaria de Saúde da cidade, sob o comando da médica Rejane Calixto, destacou que “intensificou medidas de prevenção, como reforço no monitoramento pela GCM, e destinou uma equipe para acompanhar as investigações junto ao 1° DP (Centro)”. A pasta frisou que, por segurança, todas as doses não aplicadas são retiradas das unidades que não têm atendimento aos fins de semana, como as UBSs. “Na próxima semana, vamos divulgar a lista de todas as pessoas que estão sendo vacinadas no site oficial da Prefeitura de Diadema (www.diadema.sp.gov.br). A lista será atualizada diariamente. Ressaltamos que o furto de vacina é crime, e a aplicação do imunizante em qualquer pessoa que não se enquadre nos critérios definidos pelas autoridades de saúde é irregular e deve ser denunciada. A Secretaria de Saúde repudia a atitude que prejudica aqueles que estão na linha de frente do enfrentamento à pandemia e se coloca à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos necessários”, assinalou a pasta. O governo Filippi também abriu sindicância para apurar o caso. O prefeito também se manifestou, nas redes sociais, e parabenizou a secretária pelo “controle rigoroso que tem feito na vacinação”.

Segundo o boletim da Prefeitura, até sexta-feira 2.656 pessoas haviam sido vacinadas na cidade. A aplicação ainda é restrita a funcionários que atuam no Hospital Piraporinha; Hospital Estadual do Serraria; no Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência); nas 20 UBSs e em dois hospitais privados da cidade (Innova e Intermédica).

.

Leia a nota na íntegra:

"A Prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que abriu processo administrativo para identificar o furto de duas doses de vacina contra a covid-19 da UBS Parque Reid. Nesta sexta-feira (22), foi identificada a ausência do imunizante e a gerente da unidade foi orientada a registrar Boletim de Ocorrência, que foi feito na Delegacia Eletrônica às 11h33 do mesmo dia.

A Secretaria intensificou medidas de prevenção como reforço no monitoramento pela Guarda Civil Municipal (GCM) e uma equipe para acompanhar as investigações junto ao 1° DP da cidade. A unidade não registrou nenhum tipo de invasão externa. O local onde as vacinas estavam tem chave e o acesso é restrito a funcionários.

A UBS conta com 70 trabalhadores e trabalhadoras. É importante destacar o compromisso dessa gestão para manter o processo de vacinação transparente e seguro, fato esse comprovado pelas seguintes medidas:

1 - Parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM) que vem fazendo a segurança das vacinas desde o primeiro dia da chegada das doses ao município;

2 - O Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19 instituiu a Comissão de Operacionalização e Acompanhamento da vacinação contra a Covid-19 na cidade, que entre seus integrantes conta com representante da Secretaria de Defesa Social para alinhar pontos fundamentais, como a segurança das doses e dos profissionais envolvidos na campanha;

3 - Para distribuir a vacina, a Secretaria Municipal da Saúde solicitou que a gerência de cada um dos serviços municipais e privados que foram priorizados fizessem uma lista nominal dos trabalhadores da saúde que atendessem aos critérios estabelecidos, entre eles, maior vulnerabilidade relativa à exposição ao vírus Sars-Cov-2. A lista tem nome completo, CPF, data de nascimento, função e setor de cada funcionário;

4 - Outra ação - que já estava prevista na organização da campanha - foi a retirada das doses não aplicadas de todas as unidades que não teriam atendimento no final de semana, como medida de segurança.

5 - Na próxima semana, vamos divulgar a lista de todas as pessoas que estão sendo vacinadas no site oficial da Prefeitura de Diadema. A lista será atualizada diariamente.

Ressaltamos que o furto de vacina é crime e a aplicação do imunizante em qualquer pessoa que não se enquadre nos critérios definidos pelas autoridades de saúde é irregular e deve ser denunciada. A SMS repudia a atitude que prejudica aqueles que estão na linha de frente do enfrentamento a pandemia e se coloca à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos necessários.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Diadema"

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;