Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Márcio com Taka gera incômodo no Paço


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

26/11/2020 | 00:42


O deputado estadual Márcio da Farmácia (Podemos) rejeitou o convite feito pelo prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), para ser candidato à sucessão, alegando problemas de saúde e vontade de cumprir o mandato na Assembleia Legislativa. A história é conhecida: Lauro apostou em Pretinho do Água Santa (DEM), o democrata ficou em quarto lugar e longe do segundo turno. Mas nem bem acabou a apuração do primeiro turno, Márcio estava no palanque de Taka Yamauchi (PSD), que foi à etapa final contra José de Filippi Júnior (PT). Tem feito agendas em cima de caminhão de som, gravado vídeos para inserção nas redes sociais, subido no palanque do pessedista. Fato que não agradou em nada o alto escalão do governo. Márcio se elegeu vice-prefeito com Lauro em 2016. O verde estruturou a campanha do aliado para deputado estadual, cargo que Diadema não tinha desde 2010. E quando Taka rejeitou apoio de Lauro, mas correu pela adesão de Márcio, a situação mostrou que o distanciamento nunca foi tão real.

Visita
Diretor superintendente do Diário, Marcos Bassi recepcionou ontem o presidente da Câmara de Santo André e campeão de votos na eleição do dia 15, Pedrinho Botaro (PSDB). O cenário político da cidade e o papel do Legislativo permearam o diálogo.

FUABC em crise – 1
O juiz Marcelo Franzin Paulo, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Santo André, determinou na segunda-feira o imediato afastamento do diretor-geral da Central de Convênios da FUABC (Fundação do ABC), Carlos Eduardo Fava. Decisão atende a pedido do Ministério Público, que identificou “desmazelo com o dinheiro público” na contratação de fornecedores durante a pandemia.

FUABC em crise – 2
O magistrado diz que o afastamento se deu também por causa de indícios de que Carlos Eduardo Fava sonegou e adulterou documentos para prejudicar investigação de irregularidades feita por auditoria externa contratada pela FUABC.

FUABC em crise – 3
Nos bastidores políticos, ninguém tem dúvida de que a investigação sobre Carlos Eduardo Fava foi determinada diretamente pela presidente da FUABC, Adriana Berringer Stephan. Ambos são desafetos.

FUABC em crise – 4
Carlos Eduardo Fava é o mesmo que, em 30 de julho, teve o carro alvejado por três tiros, desferidos por motoqueiro, quando chegada à sede da FUABC, na Vila Príncipe de Gales.

Reforço externo
Na região central de Mauá, grupo de petistas fazia campanha para o prefeiturável Marcelo Oliveira na tarde de ontem. Chamou atenção a presença de Raimundo de Almeida Beu, presidente da Associação União de Luta dos Moradores do Centreville, em Santo André. Ligado ao petismo andreense, Beu reforçou o time pró-Marcelo, mostrando que o PT regional desembarcou em Mauá para buscar a vitória do candidato da legenda na cidade. Beu também levou apoiadores de sua associação para a campanha petista mauaense.

Apoios do DEM
Em Mauá, o DEM se dividiu no segundo turno. O vereador Manoel Lopes (DEM), que não conquistou a reeleição, anuncia hoje que vai apoiar a tentativa de reeleição do prefeito Atila Jacomussi (PSB). “Quem me conhece sabe bem que sempre fui oposição ao PT”, justificou o democrata, que declarará voto em atividade no bairro Sônia Maria. Já Tchello Pierro (DEM), candidato a vice em chapa encabeçada por Zé Lourencini (PSDB), anunciou que ficará neutro na reta final – Lourencini, por sua vez, pede votos para Atila. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Márcio com Taka gera incômodo no Paço

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

26/11/2020 | 00:42


O deputado estadual Márcio da Farmácia (Podemos) rejeitou o convite feito pelo prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), para ser candidato à sucessão, alegando problemas de saúde e vontade de cumprir o mandato na Assembleia Legislativa. A história é conhecida: Lauro apostou em Pretinho do Água Santa (DEM), o democrata ficou em quarto lugar e longe do segundo turno. Mas nem bem acabou a apuração do primeiro turno, Márcio estava no palanque de Taka Yamauchi (PSD), que foi à etapa final contra José de Filippi Júnior (PT). Tem feito agendas em cima de caminhão de som, gravado vídeos para inserção nas redes sociais, subido no palanque do pessedista. Fato que não agradou em nada o alto escalão do governo. Márcio se elegeu vice-prefeito com Lauro em 2016. O verde estruturou a campanha do aliado para deputado estadual, cargo que Diadema não tinha desde 2010. E quando Taka rejeitou apoio de Lauro, mas correu pela adesão de Márcio, a situação mostrou que o distanciamento nunca foi tão real.

Visita
Diretor superintendente do Diário, Marcos Bassi recepcionou ontem o presidente da Câmara de Santo André e campeão de votos na eleição do dia 15, Pedrinho Botaro (PSDB). O cenário político da cidade e o papel do Legislativo permearam o diálogo.

FUABC em crise – 1
O juiz Marcelo Franzin Paulo, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Santo André, determinou na segunda-feira o imediato afastamento do diretor-geral da Central de Convênios da FUABC (Fundação do ABC), Carlos Eduardo Fava. Decisão atende a pedido do Ministério Público, que identificou “desmazelo com o dinheiro público” na contratação de fornecedores durante a pandemia.

FUABC em crise – 2
O magistrado diz que o afastamento se deu também por causa de indícios de que Carlos Eduardo Fava sonegou e adulterou documentos para prejudicar investigação de irregularidades feita por auditoria externa contratada pela FUABC.

FUABC em crise – 3
Nos bastidores políticos, ninguém tem dúvida de que a investigação sobre Carlos Eduardo Fava foi determinada diretamente pela presidente da FUABC, Adriana Berringer Stephan. Ambos são desafetos.

FUABC em crise – 4
Carlos Eduardo Fava é o mesmo que, em 30 de julho, teve o carro alvejado por três tiros, desferidos por motoqueiro, quando chegada à sede da FUABC, na Vila Príncipe de Gales.

Reforço externo
Na região central de Mauá, grupo de petistas fazia campanha para o prefeiturável Marcelo Oliveira na tarde de ontem. Chamou atenção a presença de Raimundo de Almeida Beu, presidente da Associação União de Luta dos Moradores do Centreville, em Santo André. Ligado ao petismo andreense, Beu reforçou o time pró-Marcelo, mostrando que o PT regional desembarcou em Mauá para buscar a vitória do candidato da legenda na cidade. Beu também levou apoiadores de sua associação para a campanha petista mauaense.

Apoios do DEM
Em Mauá, o DEM se dividiu no segundo turno. O vereador Manoel Lopes (DEM), que não conquistou a reeleição, anuncia hoje que vai apoiar a tentativa de reeleição do prefeito Atila Jacomussi (PSB). “Quem me conhece sabe bem que sempre fui oposição ao PT”, justificou o democrata, que declarará voto em atividade no bairro Sônia Maria. Já Tchello Pierro (DEM), candidato a vice em chapa encabeçada por Zé Lourencini (PSDB), anunciou que ficará neutro na reta final – Lourencini, por sua vez, pede votos para Atila. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;