Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 26 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lourencini declara apoio para Atila no segundo turno

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Candidato do PSDB em Mauá, quarto colocado na etapa inicial, diz que não poderia apoiar o PT


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

20/11/2020 | 15:32


Quarto colocado na eleição de domingo, com 18.134 votos, o empresário José Roberto Lourencini (PSDB) anunciou apoio à candidatura à reeleição do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB). “A maioria do povo de Mauá escolheu o Atila. E eu vou seguir o povo”, disse o tucano, que salientou, porém, que a decisão é de seu grupo político, não necessariamente do PSDB.

Está marcada reunião para o início da noite de hoje para selar a parceria. “O PSDB nunca apoiou o PT. Nas eleições passadas tivemos candidatos que apoiaram o PT e foram expulsos, foram convidados a sair. Essa é a situação da cidade de Mauá agora, temos só um ônibus para pegar. E acho que todo estadista precisa ter uma posição. Precisa falar para Pedro ou para Paulo”, comentou Lourencini, que pela primeira vez disputou cargo público. O PT está no segundo turno com Marcelo Oliveira.

Ele se referiu à eleição de 2016, quando o hoje prefeito eleito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PL), foi candidato do PSDB à Prefeitura de Mauá. Volpi foi o terceiro colocado e, no segundo turno, decidiu apoiar Donisete Braga, que estava no PT (hoje está no PDT). Foi expulso na sequência.

Lourencini disse que avisou Atila de que não subirá em caminhão de som e que o suporte será institucional, seu e de seu grupo político, que conta com alguns candidatos a vereador do partido. Os parlamentares eleitos Leonardo Alves (PSDB) e Eugênio Rufino (PSDB) não anunciaram o que farão até o momento.

“O partido provavelmente ficará neutro. O (Márcio) Canuto (presidente municipal) iria se posicionar, mas não participou da reunião que fizemos e tivemos de tomar posição diante do quadro. Muita gente me cobrava. Não é de acordo com os nosso anseios, nossos pensamentos primórdios, mas é o que temos para hoje”, comentou o candidato. “O povo escolheu o Atila no primeiro turno. Ele teve 70 mil votos. Vamos ficar do lado do povo, da posição que tomou.”  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lourencini declara apoio para Atila no segundo turno

Candidato do PSDB em Mauá, quarto colocado na etapa inicial, diz que não poderia apoiar o PT

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

20/11/2020 | 15:32


Quarto colocado na eleição de domingo, com 18.134 votos, o empresário José Roberto Lourencini (PSDB) anunciou apoio à candidatura à reeleição do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB). “A maioria do povo de Mauá escolheu o Atila. E eu vou seguir o povo”, disse o tucano, que salientou, porém, que a decisão é de seu grupo político, não necessariamente do PSDB.

Está marcada reunião para o início da noite de hoje para selar a parceria. “O PSDB nunca apoiou o PT. Nas eleições passadas tivemos candidatos que apoiaram o PT e foram expulsos, foram convidados a sair. Essa é a situação da cidade de Mauá agora, temos só um ônibus para pegar. E acho que todo estadista precisa ter uma posição. Precisa falar para Pedro ou para Paulo”, comentou Lourencini, que pela primeira vez disputou cargo público. O PT está no segundo turno com Marcelo Oliveira.

Ele se referiu à eleição de 2016, quando o hoje prefeito eleito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PL), foi candidato do PSDB à Prefeitura de Mauá. Volpi foi o terceiro colocado e, no segundo turno, decidiu apoiar Donisete Braga, que estava no PT (hoje está no PDT). Foi expulso na sequência.

Lourencini disse que avisou Atila de que não subirá em caminhão de som e que o suporte será institucional, seu e de seu grupo político, que conta com alguns candidatos a vereador do partido. Os parlamentares eleitos Leonardo Alves (PSDB) e Eugênio Rufino (PSDB) não anunciaram o que farão até o momento.

“O partido provavelmente ficará neutro. O (Márcio) Canuto (presidente municipal) iria se posicionar, mas não participou da reunião que fizemos e tivemos de tomar posição diante do quadro. Muita gente me cobrava. Não é de acordo com os nosso anseios, nossos pensamentos primórdios, mas é o que temos para hoje”, comentou o candidato. “O povo escolheu o Atila no primeiro turno. Ele teve 70 mil votos. Vamos ficar do lado do povo, da posição que tomou.”  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;