Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região registra baixa adesão à campanha nacional de vacinação

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ribeirão Pires tem os melhores números, com 27% do público-alvo imunizado contra a poliomielite, mas abaixo dos 95%, que são esperados


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

23/10/2020 | 00:01


O Dia D da vacinação contra a poliomielite que aconteceu em todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do Grande ABC no sábado não foi suficiente para alavancar o percentual de imunização no público-alvo, que são crianças de zero a 4 anos. A melhor situação entre as cidades da região é de Ribeirão Pires, que com a campanha, chegou à taxa de 27,1% da faixa etária protegida contra a doença, que causa a paralisia infantil. Ainda assim, o número é bem abaixo dos 95% previstos no PNI (Programa Nacional de Imunização).

Informações do DataSus, banco de dados do Ministério da Saúde, publicadas pelo Diário no dia 4 de outubro, mostram que apenas 61% das crianças até 4 anos estavam vacinadas na região antes do início da campanha nacional, que começou no dia 2 e vai até o dia 30. As piores situações no Grande ABC são de São Bernardo e Ribeirão Pires, com apenas 21% e 21,6% das crianças imunizadas até agora, respectivamente, de acordo com dados enviados ontem pelas prefeituras.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, “no Grande ABC mais de 75% ainda precisam comparecer para atingir a cobertura, correspondente a mais de 100,2 mil crianças. Até a data, foram vacinadas apenas 31,4 mil (23,8%) crianças contra a pólio”. Ainda segundo a pasta, no Estado “é preciso vacinar mais de 1,6 milhão de crianças com menos de 5 anos para atingir 95% da cobertura do público almejado, equivalente a 2,1 milhões de crianças. Balanço até 19 de outubro, mostra que cerca de 463,6 mil crianças foram imunizadas, apenas 20,9% da população nessa faixa etária”.

Além da proteção contra a poliomielite, que é feita por meio de uma gotinha, o Estado aproveita para realizar até o dia 30, em todas as UBSs, a multivacinação, ampliando a ação para crianças e adolescente até 15 anos atualizarem a caderneta com imunizantes que estejam atrasados.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a “adesão à campanha de multivacinação também precisa melhorar”. Desde 2 de outubro, quando teve início, cinco a cada dez crianças e adolescentes na faixa de 1 a 14 anos levadas aos postos apresentaram caderneta desatualizada.

No Estado, entre os bebês com menos de 1 ano, 147,5 mil já compareceram à rede de saúde, sendo que 65,8% precisaram atualizar a carteirinha (97 mil). Na faixa de 5 a 14 anos, 291,5 mil estiveram nesses serviços, com vacina aplicada em 130,1 mil delas (44,6 % do total).

No Grande ABC, ainda segundo a pasta, entre menores de 1 ano, 12 mil já compareceram à rede de saúde, sendo aproximadamente 7.800 vacinados (68,4%). Na faixa etária de 5 a 14 anos, apenas 25 mil estiveram nesses serviços, com vacina aplicada em 10,3 mil delas (41,4 % do total). 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;