Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Adesanya nocauteia 'Borrachinha' no UFC 253 e mantém cinturão dos médios



27/09/2020 | 09:49


Dominante, Israel Adesanya nocauteou Paulo "Borrachinha" aos 3min59s do segundo round da luta principal do UFC 253, na "Ilha da Luta", em Abu Dhabi, e manteve o cinturão dos pesos médios (até 83,9 kg). Além disso, permaneceu invicto na organização e impôs a primeira derrota ao brasileiro no Ultimate.

Se Borrachinha perdeu a invencibilidade na carreira, Adesanya estendeu a sua para 20 lutas. A performance absolutamente exuberante apaga a luta monótona que o nigeriano havia protagonizado em sua defesa de cinturão anterior, quando venceu Yoel Romero por pontos.

O nigeriano fez uma luta praticamente perfeita. Controlou a distância, minou a base do brasileiro e construiu a vitória por nocaute técnico com muita técnica e inteligência, impondo a Borrachinha o primeiro revés em 14 lutas no UFC.

Adesanya abriu o duelo com chutes nas pernas e Borrachinha conectou o mesmo golpe nos instantes iniciais do combate. No segundo minuto, o brasileiro acertou um chute no corpo, mas o nigeriano se defendeu bem e revidou com alguns outros chutes.

O brasileiro provocou, tentou tirar a atenção do oponente, mas o campeão não caiu nas provocações. Manteve-se concentrado e seguiu atacando as pernas e eventualmente o corpo do desafiante.

No segundo round, Adesanya foi brilhante. Ele acertou um chute que abriu um corte no rosto do brasileiro. A partir daí, foi apenas questão de tempo para vencer. Com o adversário combalido, o nigeriano desferiu um golpe de esquerda que levou Borrachinha ao chão. Após mais alguns golpes, o árbitro Jason Herzog interrompeu o duelo na marca de 3min59s e ele concluiu a defesa de título.

Na outra disputa de cinturão neste sábado, o polonês Jan Blachowicz superou o americano Dominick Reyes por nocaute técnico e conquistou o título dos meio pesados (até 93kg). Com golpes poderosos, ele nocauteou o oponente aos 4min36s do segundo assalto no coevento principal do UFC 253.

OUTROS BRASILEIROS - Outros dois brasileiros subiram ao octógono na Ilha da Luta neste sábado, ambos pelo card preliminar. Na abertura, Danilo Marques derrotou o russo Khadis Ibragimov por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27), no duelo válido pelo peso meio pesado (até 93kg)

Já no último confronto Alex Leko foi superado pelo neozelandês Brad Riddell por decisão unânime (triplo 29-28) pela categoria dos leves (até 70kg).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Adesanya nocauteia 'Borrachinha' no UFC 253 e mantém cinturão dos médios


27/09/2020 | 09:49


Dominante, Israel Adesanya nocauteou Paulo "Borrachinha" aos 3min59s do segundo round da luta principal do UFC 253, na "Ilha da Luta", em Abu Dhabi, e manteve o cinturão dos pesos médios (até 83,9 kg). Além disso, permaneceu invicto na organização e impôs a primeira derrota ao brasileiro no Ultimate.

Se Borrachinha perdeu a invencibilidade na carreira, Adesanya estendeu a sua para 20 lutas. A performance absolutamente exuberante apaga a luta monótona que o nigeriano havia protagonizado em sua defesa de cinturão anterior, quando venceu Yoel Romero por pontos.

O nigeriano fez uma luta praticamente perfeita. Controlou a distância, minou a base do brasileiro e construiu a vitória por nocaute técnico com muita técnica e inteligência, impondo a Borrachinha o primeiro revés em 14 lutas no UFC.

Adesanya abriu o duelo com chutes nas pernas e Borrachinha conectou o mesmo golpe nos instantes iniciais do combate. No segundo minuto, o brasileiro acertou um chute no corpo, mas o nigeriano se defendeu bem e revidou com alguns outros chutes.

O brasileiro provocou, tentou tirar a atenção do oponente, mas o campeão não caiu nas provocações. Manteve-se concentrado e seguiu atacando as pernas e eventualmente o corpo do desafiante.

No segundo round, Adesanya foi brilhante. Ele acertou um chute que abriu um corte no rosto do brasileiro. A partir daí, foi apenas questão de tempo para vencer. Com o adversário combalido, o nigeriano desferiu um golpe de esquerda que levou Borrachinha ao chão. Após mais alguns golpes, o árbitro Jason Herzog interrompeu o duelo na marca de 3min59s e ele concluiu a defesa de título.

Na outra disputa de cinturão neste sábado, o polonês Jan Blachowicz superou o americano Dominick Reyes por nocaute técnico e conquistou o título dos meio pesados (até 93kg). Com golpes poderosos, ele nocauteou o oponente aos 4min36s do segundo assalto no coevento principal do UFC 253.

OUTROS BRASILEIROS - Outros dois brasileiros subiram ao octógono na Ilha da Luta neste sábado, ambos pelo card preliminar. Na abertura, Danilo Marques derrotou o russo Khadis Ibragimov por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27), no duelo válido pelo peso meio pesado (até 93kg)

Já no último confronto Alex Leko foi superado pelo neozelandês Brad Riddell por decisão unânime (triplo 29-28) pela categoria dos leves (até 70kg).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;