Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Taxista mata comerciante a facadas em Santo André

Crime aconteceu após os dois discutirem porque um deles estava na contramão da Rua Natal


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

19/10/2019 | 19:06


O taxista Sebastião de Oliveira Seixas Filho, 60 anos, matou a facadas o comerciante Eduardo Gomes Martins, 47, na madruga de sábado, no bairro Silveira, em Santo André, após brigarem pelo fato de a vítima transitar na contramão.

O crime aconteceu por volta das 3h. De acordo com a Polícia Civil, o bate-boca começou quando o taxista, que estava acompanhado da namorada e da cunhada, reclamou com o comerciante por estar na contramão, na Rua Natal, e com o farol alto. A vítima, segundo o boletim de ocorrência, havia entrado na via, junto com a mulher, para deixar um casal de amigos que reside no local.

A mulher do comerciante afirmou à polícia que, após deixarem os amigos, saíram do local, mas o marido retornou quando percebeu que Seixas Filho seguia xingando. O comerciante, então resolveu questioná-lo e pedir para ir embora, quando iniciou-se outra discussão.

O comerciante e sua mulher seguiram, mas o taxista, que deixou suas acompanhantes no local, passou a persegui-los. Os dois carros entraram em uma rua sem saída, próxima de onde iniciou a discussão, e nova briga começou, culminando com o esfaqueamento, que atingiu o abdômen do comerciante. Martins foi socorrido e levado para o CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André, onde passou por cirurgia mas não resistiu aos ferimentos.

Seixas filho foi encontrado pela PM (Polícia Militar) nas imediações da Avenida Firestone. Ele, que fraturou o pé esquerdo durante a briga, confessou o crime, mas disse aos jornalistas que o ato foi em legítima defesa. “Foi sem querer. A pessoa (vítima) era forte e veio em cima de mim”, alegou. Ele foi levado para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Santo André. “O autor alegou legítima defesa, mas (a história) não bate. De qualquer maneira, teve o dolo”, disse o delegado Roberto Von Haydin Junior, do 1º DP (Centro) de Santo André, onde o caso foi registrado.

O taxista será indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil, que é crime hediondo, e, se condenado, pode pegar de 20 a 30 anos de prisão. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Taxista mata comerciante a facadas em Santo André

Crime aconteceu após os dois discutirem porque um deles estava na contramão da Rua Natal

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

19/10/2019 | 19:06


O taxista Sebastião de Oliveira Seixas Filho, 60 anos, matou a facadas o comerciante Eduardo Gomes Martins, 47, na madruga de sábado, no bairro Silveira, em Santo André, após brigarem pelo fato de a vítima transitar na contramão.

O crime aconteceu por volta das 3h. De acordo com a Polícia Civil, o bate-boca começou quando o taxista, que estava acompanhado da namorada e da cunhada, reclamou com o comerciante por estar na contramão, na Rua Natal, e com o farol alto. A vítima, segundo o boletim de ocorrência, havia entrado na via, junto com a mulher, para deixar um casal de amigos que reside no local.

A mulher do comerciante afirmou à polícia que, após deixarem os amigos, saíram do local, mas o marido retornou quando percebeu que Seixas Filho seguia xingando. O comerciante, então resolveu questioná-lo e pedir para ir embora, quando iniciou-se outra discussão.

O comerciante e sua mulher seguiram, mas o taxista, que deixou suas acompanhantes no local, passou a persegui-los. Os dois carros entraram em uma rua sem saída, próxima de onde iniciou a discussão, e nova briga começou, culminando com o esfaqueamento, que atingiu o abdômen do comerciante. Martins foi socorrido e levado para o CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André, onde passou por cirurgia mas não resistiu aos ferimentos.

Seixas filho foi encontrado pela PM (Polícia Militar) nas imediações da Avenida Firestone. Ele, que fraturou o pé esquerdo durante a briga, confessou o crime, mas disse aos jornalistas que o ato foi em legítima defesa. “Foi sem querer. A pessoa (vítima) era forte e veio em cima de mim”, alegou. Ele foi levado para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Santo André. “O autor alegou legítima defesa, mas (a história) não bate. De qualquer maneira, teve o dolo”, disse o delegado Roberto Von Haydin Junior, do 1º DP (Centro) de Santo André, onde o caso foi registrado.

O taxista será indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil, que é crime hediondo, e, se condenado, pode pegar de 20 a 30 anos de prisão. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;