Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Ladrão assalta para comprar carro


Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

24/03/2006 | 08:05


Para conseguir comprar um carro e uma motocicleta, dois acusados confessaram tentar roubar uma casa e manter um refém por uma hora e meia quinta-feira no Jardim do Estádio, em Santo André. Fábio Winerson da Silva Luz, 19 anos, e seu amigo Ralphe Alves da Silva, 18, afirmaram que caminhavam “sem destino”, com um revólver calibre 38 no bolso, e viram no portão aberto da casa de um homem de 51 anos, na rua Professor Ferdinando Borla, a oportunidade de fazer um assalto lucrativo. “Foi bem consciente. Eu queria comprar um carrinho bacana e uma moto”, disse o acusado Fábio Luz, que, como seu colega, foi preso em flagrante pela Polícia Militar.

A vítima X. estava sozinha em casa. A mulher estava no trabalho e a filha, que estuda no interior, havia saído. X. lavava a calçada da sua casa. Em questão de segundos, ele subiu para o andar superior da residência para guardar a mangueira. Esqueceu o portão e a porta da frente abertos. Distração que foi o suficiente para passar uma hora e meia refém dos assaltantes, ameaçado pela mira de uma arma.

“Não teve nem escolha, estávamos sem destino. Mas o portão dele estava aberto e, então, resolvemos entrar”, disse o acusado preso Fábio Luz. O assalto começou às 10h45. Os ladrões mostraram o revólver calibre 38 e anunciaram o crime. Pediram jóias. X. entregou a eles todas as correntinhas de ouro e um relógio semivalioso. Os criminosos abriram o Astra da vítima e saquearam a casa. Colocaram computador, aparelho de som, TV, telefone celular e o cartão bancário do homem.

Um dos assaltantes, que seria Fábio, pegou o Astra com os pertences e partiu para Mauá. Segundo a polícia, ele mora na Vila Carlina e fazia o caminho de sua casa. No percurso, porém, passou pelas proximidades do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Mauá e deu de cara com uma viatura da Força Tática do 41º Batalhão da PM, quartel localizado em Santo André. O ladrão tentou fugir, mas foi alcançado pela viatura, que o julgou suspeito.

Primeiro, o assaltante falou que havia furtado o Astra em outro local. Os policiais pegaram o celular que ele carregava e ligaram para um número da memória do telefone: a casa do dono do aparelho. X., o refém, estava com o outro criminoso, que aguardava o primeiro retornar. A vítima atendeu o telefone e disse apenas: “Está em andamento”. Os policiais perceberam que se tratava de algo mais grave e conseguiram o endereço da vítima com o rapaz detido.

Quando a Força Tática chegou à casa de X., o outro assaltante, que seria Ralphe, pulou o muro para a casa do vizinho, mas foi preso. “Tentei deixar o dono da casa tranqüilo para o negócio caminhar bem. Não apavorei”, disse Ralphe. Levados ao 6º DP de Santo André, os dois acusados foram presos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;