Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Coreia do Sul encerra pacto de compartilhamento de dados militares com Japão



22/08/2019 | 10:00


A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira o fim de um pacto com o Japão para o compartilhamento de informações militares confidenciais, em mais uma iniciativa que agravam recentes tensões entre Seul e Tóquio relativas a comércio e à história do período de guerra.

Desde 2016, Japão e Coreia tinham um canal direto de comunicação para dados militares sensíveis, como detalhes sobre lançamentos de mísseis e movimentação de tropas da Coreia do Norte, assim como inteligência sobre outras potências regionais, como China e Rússia.

O acordo, que foi defendido pelos EUA como forma de fortalecer a segurança regional, deveria ser renovado automaticamente por mais um ano. Hoje, porém, a Coreia do Sul encerrou o arranjo, com o argumento de que o Japão arbitrariamente acusou Seul de ser uma preocupação de segurança nacional. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Coreia do Sul encerra pacto de compartilhamento de dados militares com Japão


22/08/2019 | 10:00


A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira o fim de um pacto com o Japão para o compartilhamento de informações militares confidenciais, em mais uma iniciativa que agravam recentes tensões entre Seul e Tóquio relativas a comércio e à história do período de guerra.

Desde 2016, Japão e Coreia tinham um canal direto de comunicação para dados militares sensíveis, como detalhes sobre lançamentos de mísseis e movimentação de tropas da Coreia do Norte, assim como inteligência sobre outras potências regionais, como China e Rússia.

O acordo, que foi defendido pelos EUA como forma de fortalecer a segurança regional, deveria ser renovado automaticamente por mais um ano. Hoje, porém, a Coreia do Sul encerrou o arranjo, com o argumento de que o Japão arbitrariamente acusou Seul de ser uma preocupação de segurança nacional. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;