Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Centro de referência para mulher, Casa Helenira Preta celebra 2 anos

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Equipamento presta atendimentos gratuitos a vítimas de violência doméstica


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

27/07/2019 | 07:00


Um local onde a mulher mãe, trabalhadora e periférica possa ser acolhida e informada sobre seus direitos. O que há dois anos era apenas um sonho, hoje é a realidade na casa localizada na Rua Almirante Barroso, 146, Vila Bocaina, em Mauá. Em 25 de julho, data em que se celebra o Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, também é comemorado o segundo aniversário da Casa Helenira Preta, centro de referência para mulheres em situação de vulnerabilidade e violência doméstica. A festa acontece hoje, das 14h às 21h.

A Casa nasceu após ocupação de um imóvel no Centro da cidade, em 2016, pelo Movimento de Mulheres Olga Benário. Após diálogo com a Prefeitura e a assinatura de um compromisso para criação do centro de referência pelo ex-prefeito Atila Jacomussi (PSB) – cassado pela Câmara em abril –, o movimento desocupou o imóvel, mas um ano e três meses depois sem nenhuma ação efetiva do poder público, voltou a utilizar o prédio onde já funcionou escola e estava abandonado. Atualmente, a Casa Helenira Preta está instalada em imóvel que servia de residência para caseiros da unidade de ensino.

“A gente resolveu fazer a festa para comemorar o aniversário de dois anos da primeira ocupação. O motivo que nos levou a ocupar o imóvel é triste, porque é a violência contra as mulheres, mas mesmo assim a gente quer celebrar tudo o que já tem sido feito”, explicou uma das coordenadoras da Casa, a estudante universitária Amanda Oliveira, 23 anos.

Com a atuação de voluntárias, além do acolhimento, o local presta atendimento psicológico, jurídico e de assistência social de forma gratuita. Também realiza diversos eventos, como rodas de conversa, palestras e saraus. “Estamos aqui fazendo um trabalho que deveria ser ofertado pelo poder público”, pontuou Amanda.

Desde que foi oficialmente inaugurada, em outubro do ano passado, a Casa Helenira Preta não conta com qualquer apoio da Prefeitura de Mauá. “Houve a assinatura da carta, mas nada aconteceu. A gente também sabe que a administração está em um mau momento político e financeiro”, ponderou a coordenadora. A casa é mantida com recursos de doações e mais de 100 mulheres já passaram pelos atendimentos, que são ofertados de segunda a sexta-feira, em horário comercial. 

A festa que será realizada hoje tem também o objetivo de arrecadar recursos para serem investidos no equipamento, com a venda de alimentos, bebidas e camisetas. “Vamos ter música o dia todo, é uma comemoração importante para todas nós”, finalizou Amanda. Outras informações sobre a Casa Helenira Preta podem ser obtidas por meio do e-mail casadereferenciahelenirapreta@gmail.com.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;