Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Cachorrão apronta para cima do Netuno na Copa Paulista

Brendow Felipe/ EC São Bernardo Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

No Anacleto Campanella, EC São Bernardo surpreende equipe de Diadema, que tem base do Santo André campeão da Série A-2


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

25/06/2019 | 07:00


Nas estreias de Água Santa e EC São Bernardo na Copa Paulista, melhor para o Cachorrão, que venceu por 1 a 0, ontem à tarde. A partida, que tinha mando do Netuno, foi disputada no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano, porque o Estádio do Inamar, em Diadema, está à disposição das seleções que disputam à Copa América como campo para treinamento.

Em uma segunda-feira útil, às 15h, só quem é muito fã mesmo compareceu ao estádio. Na verdade, a impressão era a de que nas arquibancadas tinham apenas alguns amigos e parentes dos jogadores. O público total de 326 torcedores até surpreendeu.

Dava até para escutar as conversas entre os jogadores. No banco do EC São Bernardo, a surpresa foi a condução do auxiliar técnico Renato Peixe. Recém-contratado, o treinador Régis Angeli não pôde ficar à beira de campo porque o Monte Azul, seu antigo clube, ainda não enviou a rescisão do contrato à CBF. Do outro lado, no Água Santa, era o debute de Fernando Marchiori e de quase todo o time do Santo André, que se mudou para Diadema após o título da Série A-2.

Nem deu tempo para os times aquecerem e, aos 57 segundos, após bela trama pela esquerda, Francisco Alex cruzou na cabeça de Gabriel Souza, que abriu o placar.

O bom entrosamento e conjunto do Água Santa não prevaleceram perante à forte marcação do Cachorrão, que tinha no contra-ataque sua arma. A equipe de Diadema criou uma única chance real para empatar, com Jobinho, ainda no primeiro tempo, mas o atacante chutou rasteiro, à direita do gol. Na segunda etapa, o goleiro Júnior Souza ainda espalmou chute de Raphael Toledo, garantindo o EC São Bernardo à frente do placar.

O Cachorrão ainda teve pelo menos duas bolas para matar o confronto, mas não conseguiu organizar os contra-ataques com qualidade e parou na marcação.

Marchiori fala em dia ruim e vê lesão de Anselmo como determinante

Fernando Marchiori trocou o Santo André pelo Água Santa e levou com ele para Diadema boa parte do elenco campeão da Série A-2. Até por isso, a expectativa era alta para a estreia da Copa Paulista, mas a derrota por 1 a 0 para o EC São Bernardo frustrou as expectativas do treinador.

“Não fizemos um bom jogo, alguns atletas muito abaixo do que podem render, como o Ruan e o Maikinho, que não estavam em bom dia e as coisas acabaram não acontecendo”, explicou o treinador, que identificou o que pode ter acontecido de errado. “A ausência do Anselmo (sentiu lesão muscular na perna esquerda na véspera da partida) mudou bastante a forma de a equipe atuar”, justificou Marchiori.

O treinador espera regularizar os reforços Kaique (atacante) e Bruno Costa (meia) para a segunda partida da Copa Paulista, contra a Ponte Preta, domingo, às 10h, em Atibaia. “São peças importantes”, destacou Marchiori.

Gabriel Souza diz que estreia com gol da vitória foi melhor do que imaginava

Para quem não o conhecia, Gabriel Souza apresentou seu cartão de visita logo no primeiro minuto de jogo com a camisa do EC São Bernardo. O gol de cabeça que definiu a vitória sobre o Água Santa encheu o atacante de confiança para a sequência da Copa Paulista.

“Foi melhor do que eu imaginava, o (Francisco) Alex me achou ali na área e pude concluir com o gol, mas a equipe está de parabéns, soube sofrer e segurar o resultado. Para atacante estrear com gol é a melhor coisa que tem”, comentou o jogador, que disputou a Série A-3 pelo Monte Azul.

Apesar do favoritismo do Água Santa, Gabriel sabia que o Cachorrão podia surpreender. “Muitos não acreditavam na nossa equipe, mas pelos treinos sabemos que vamos dar muito trabalho. Essa vitória dá confiança, isso é fato”, comemorou ele, que teve a oportunidade de ampliar o placar. “ Tivemos duas boas chances para matar o jogo, mas o zagueiro fechou certinho.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cachorrão apronta para cima do Netuno na Copa Paulista

No Anacleto Campanella, EC São Bernardo surpreende equipe de Diadema, que tem base do Santo André campeão da Série A-2

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

25/06/2019 | 07:00


Nas estreias de Água Santa e EC São Bernardo na Copa Paulista, melhor para o Cachorrão, que venceu por 1 a 0, ontem à tarde. A partida, que tinha mando do Netuno, foi disputada no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano, porque o Estádio do Inamar, em Diadema, está à disposição das seleções que disputam à Copa América como campo para treinamento.

Em uma segunda-feira útil, às 15h, só quem é muito fã mesmo compareceu ao estádio. Na verdade, a impressão era a de que nas arquibancadas tinham apenas alguns amigos e parentes dos jogadores. O público total de 326 torcedores até surpreendeu.

Dava até para escutar as conversas entre os jogadores. No banco do EC São Bernardo, a surpresa foi a condução do auxiliar técnico Renato Peixe. Recém-contratado, o treinador Régis Angeli não pôde ficar à beira de campo porque o Monte Azul, seu antigo clube, ainda não enviou a rescisão do contrato à CBF. Do outro lado, no Água Santa, era o debute de Fernando Marchiori e de quase todo o time do Santo André, que se mudou para Diadema após o título da Série A-2.

Nem deu tempo para os times aquecerem e, aos 57 segundos, após bela trama pela esquerda, Francisco Alex cruzou na cabeça de Gabriel Souza, que abriu o placar.

O bom entrosamento e conjunto do Água Santa não prevaleceram perante à forte marcação do Cachorrão, que tinha no contra-ataque sua arma. A equipe de Diadema criou uma única chance real para empatar, com Jobinho, ainda no primeiro tempo, mas o atacante chutou rasteiro, à direita do gol. Na segunda etapa, o goleiro Júnior Souza ainda espalmou chute de Raphael Toledo, garantindo o EC São Bernardo à frente do placar.

O Cachorrão ainda teve pelo menos duas bolas para matar o confronto, mas não conseguiu organizar os contra-ataques com qualidade e parou na marcação.

Marchiori fala em dia ruim e vê lesão de Anselmo como determinante

Fernando Marchiori trocou o Santo André pelo Água Santa e levou com ele para Diadema boa parte do elenco campeão da Série A-2. Até por isso, a expectativa era alta para a estreia da Copa Paulista, mas a derrota por 1 a 0 para o EC São Bernardo frustrou as expectativas do treinador.

“Não fizemos um bom jogo, alguns atletas muito abaixo do que podem render, como o Ruan e o Maikinho, que não estavam em bom dia e as coisas acabaram não acontecendo”, explicou o treinador, que identificou o que pode ter acontecido de errado. “A ausência do Anselmo (sentiu lesão muscular na perna esquerda na véspera da partida) mudou bastante a forma de a equipe atuar”, justificou Marchiori.

O treinador espera regularizar os reforços Kaique (atacante) e Bruno Costa (meia) para a segunda partida da Copa Paulista, contra a Ponte Preta, domingo, às 10h, em Atibaia. “São peças importantes”, destacou Marchiori.

Gabriel Souza diz que estreia com gol da vitória foi melhor do que imaginava

Para quem não o conhecia, Gabriel Souza apresentou seu cartão de visita logo no primeiro minuto de jogo com a camisa do EC São Bernardo. O gol de cabeça que definiu a vitória sobre o Água Santa encheu o atacante de confiança para a sequência da Copa Paulista.

“Foi melhor do que eu imaginava, o (Francisco) Alex me achou ali na área e pude concluir com o gol, mas a equipe está de parabéns, soube sofrer e segurar o resultado. Para atacante estrear com gol é a melhor coisa que tem”, comentou o jogador, que disputou a Série A-3 pelo Monte Azul.

Apesar do favoritismo do Água Santa, Gabriel sabia que o Cachorrão podia surpreender. “Muitos não acreditavam na nossa equipe, mas pelos treinos sabemos que vamos dar muito trabalho. Essa vitória dá confiança, isso é fato”, comemorou ele, que teve a oportunidade de ampliar o placar. “ Tivemos duas boas chances para matar o jogo, mas o zagueiro fechou certinho.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;