Fechar
Publicidade

Sábado, 20 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Funcionário que processou GM pode aderir a PDV até hoje


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

18/06/2019 | 07:25


Segundo informações repassadas aos funcionários pela GM, às quais o Diário teve acesso, a montadora esclareceu que mesmo colaboradores que estejam movendo ação trabalhista contra a empresa podem aderir ao PDV (Programa de Demissão Voluntária) especial para profissionais com limitação laboral que se encerra hoje.

Cerca de 700 dois 7.200 profissionais da planta de São Caetano se enquadram no perfil, que abrange desde quem possui doença ocupacional, como tendinite no ombro ou na coluna, até os sequelados por acidente de trabalho, que perderam algum membro.

O comunicado afirma que “devem manifestar interesse, comparecendo ao RH, os empregados com o perfil para este PDV que possuam ou não processo trabalhista contra a GM”. “Caso haja processo trabalhista, este deverá ser negociado e homologado pelo Judiciário, para, então, seguir com os trâmites para o PDV. Havendo consenso com os advogados sobre o processo trabalhista, o PDV será pago em adição ao que foi negociado.”  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Funcionário que processou GM pode aderir a PDV até hoje

Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

18/06/2019 | 07:25


Segundo informações repassadas aos funcionários pela GM, às quais o Diário teve acesso, a montadora esclareceu que mesmo colaboradores que estejam movendo ação trabalhista contra a empresa podem aderir ao PDV (Programa de Demissão Voluntária) especial para profissionais com limitação laboral que se encerra hoje.

Cerca de 700 dois 7.200 profissionais da planta de São Caetano se enquadram no perfil, que abrange desde quem possui doença ocupacional, como tendinite no ombro ou na coluna, até os sequelados por acidente de trabalho, que perderam algum membro.

O comunicado afirma que “devem manifestar interesse, comparecendo ao RH, os empregados com o perfil para este PDV que possuam ou não processo trabalhista contra a GM”. “Caso haja processo trabalhista, este deverá ser negociado e homologado pelo Judiciário, para, então, seguir com os trâmites para o PDV. Havendo consenso com os advogados sobre o processo trabalhista, o PDV será pago em adição ao que foi negociado.”  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;