Fechar
Publicidade

Domingo, 21 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Conheça os destinos que foram usados como cenários de Game Of Thrones

Divulgação / Governo Croácia Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Saudosistas da série, que acabou no domingo, podem se hospedar em locais usados como cenários


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

23/05/2019 | 07:07


Uma das séries mais assistidas dos últimos tempos, Game of Thrones, transmitida pela HBO, chegou ao fim no domingo, dia 19. Mas, os desde já saudosistas do seriado de fantasia épica que, ao longo de oito temporadas, envolveu a disputa de famílias nobres pelo controle dos Sete Reinos de Westeros para assumir o Trono de Ferro, podem programar férias para se sentir, in loco, como se estivessem nele.

Uma das peculiaridades de GoT é que sua produção usou poucas filmagens em sets, sendo a maioria gravadas em lugares ao redor do mundo. O site Lugares Pelo Mundo elencou os cinco países que mais compuseram o cenário da série: Croácia, Irlanda do Norte, Islândia, Marrocos e Espanha.

E a plataforma de aluguéis por temporada Airbnb selecionou opções de hospedagem com base em comentários dos hóspedes em anúncios de imóveis nos destinos entre 2014 e 2018. O número de hóspedes que mencionou o seriado cresceu até 550% no Marrocos, 467% na Irlanda, 406% na Croácia, 386% na Islândia e 218% em Espanha. Entre os brasileiros, a alta foi de 160%.


Croácia

A Croácia é o país com um dos sets mais importantes. A cidade de Dubrovnik possui grande carga histórica, há dados que indicam que sua fundação foi no século VIII, e a parte velha da cidade é tombada como patrimônio da humanidade pela Unesco. Em Game of Thrones, Dubrovnik é Porto Real, um dos principais cenários da série, lar do rei de Westeros. Sua arquitetura medieval, a muralha que cerca a cidade e o penhasco no qual a cidade se encontra tornam dela um dos destinos mais visitados por turistas que vão à Croácia. Uma das localidades mais bonitas de Porto Real são os Jardins Verdes. O lugar escolhido foi o arboreto de Trsteno que, além de ser um dos mais antigos da região, fica a poucos quilômetros de Dubrovnik, facilitando na gravação. Sugestão de hospedagem é a Vila Mediterrânea, que fica a apenas alguns passos na cidade antiga onde rainha poderosa, certa vez, fez caminhada de vergonha. Com capacidade para 12 hóspedes e cinco quartos, a diária sai a partir de R$ 4.551.

Irlanda do Norte

Na Irlanda do Norte foram gravadas diversas cenas de Game of Thrones. Pelo seu clima frio, grandes castelos da Idade Média e paisagem cinzenta, foi o lugar ideal para representar o Norte de Westeros. O cenário mais conhecido pelos fãs é o Castle Ward, utilizado para representar Winterfell, lar da casa dos Stark. A construção data do século XIII e fica próxima à capital do país, Belfast. Atualmente, o castelo funciona como ponto turístico, inclusive, a empresa Winterfell Tours faz passeios que saem de Belfast e levam os fãs para conhecer a fortaleza dos Stark. Os mais apaixonados podem vestir roupas típicas da série e praticar arco e flecha. Outro local famoso da série são as Ilhas de Ferro. O lar dos Greyjoy fica em Murlough Bay, no extremo Norte do país. A baía é bem tranquila e o acesso não é simples, passando por uma estrada estreita de mão única. Entretanto, a vista para o mar é recompensadora e faz a viagem valer a pena. Ballintoy Bay também serviu de set para as Ilhas de Ferro – representou o porto de Pyke, cidade em que Theon Greyjoy desembarca no seu retorno às Ilhas de Ferro. Sugestão de hospedagem é a Torre de Drummond. Dá para pensar sobre as teorias de fãs neste castelo da vida real, com cuidado com convites de casamento. Com capacidade para quatro hóspedes, a diária sai por R$ 546.

Islândia

Com suas paisagens geladas, a ilha escandinava foi o lugar perfeito para gravar as cenas que aconteciam Além da Grande Muralha. O extremo Norte de Game of Thrones é terra desconhecida, pouco habitada e com clima extremamente frio, muito parecido com a Islândia. Apesar de gélido, o país origina de formação vulcânica, logo, abriga diversas fontes de águas termais. Uma delas foi utilizada na série como ninho de amor entre Jon Snow e Ygritte. O lugar se chama Grjótagjá, caverna que abriga piscina de água vulcânica no Norte da Islândia. Infelizmente, para os turistas, atividades geológicas que ocorreram na década de 1970 fizeram as águas da piscina subirem tanto que ficou impossível utilizá-las. Outro ponto importante é Vatnajökull. Além de ser a maior geleira da Europa, também está localizada no maior parque nacional do continente e foi palco da maioria das cenas que aconteceram no extremo Norte de Westeros. Sugestão de hospedagem é ensolarado e calmo chalé na Islândia, estilo corvo de três olhos. Com capacidade para oito pessoas e dois quartos, diária sai por R$ 1.092.


Marrocos

Essaouira, uma das mais importantes cidades do litoral marroquino, deu vida a Astapor, conhecida por seu grande comércio de escravos. Na terceira temporada, a cidade é palco de uma das cenas famosas da série: Daenerys Targaryen, junto de seus dragões, liberta os escravos, saqueia e incendeia Astapor. Na vida real, Essaouira é uma pacata cidade litorânea, tida como um dos principais destinos para os turistas que procuram relaxar na praia. Na década de 1960, ela ficou famosa por ser um reduto hippie, sendo visitada por diversas estrelas da época, como Jimi Hendrix. O Marrocos também serviu de set para as outras duas cidades do continente Essos: Yunkai e Pentos. Aït-Ben-Haddou foi o local escolhido para representar as duas cidades escravocratas. O local é patrimônio mundial da Unesco e já foi utilizada na filmagem de filmes como A Múmia, Lawrence das Arábias e Príncipe da Pérsia. Fundado por volta da segunda metade do século VIII, o município é constituído por pequenas fortalezas que podem ser observados sob as colinas. Sugestão de hospedagem é castelo marroquino. Apenas tenha cuidado com a mãe dos dragões no Marrocos, o cenário da cidade amarela de Yunkai. Com capacidade para cinco hóspedes, diária sai por R$ 182.


Espanha

A Espanha deu vida ao palácio de Dorne. A cidade escolhida no mundo foi Sevilha, mais precisamente o seu Alcázar, que é um complexo de palácios que foram construídos em diferentes épocas. Na série, ele é a residência da casa Martell, uma das mais poderosas famílias do continente de Westeros. Outro local famoso na série que, localizado na Espanha, é a Arena de Meereen. No seriado, além de Daenerys se casar nessa arena, também manda empalar os Grandes Mestres que governavam a cidade de Meereen antes de ela tomar o controle. A arena, na verdade, é a praça de touros de Osuna, pequena cidade com um pouco mais de 17 mil habitantes, e as gravações da série mudaram completamente a rotina do local, que passou a ser procurada por fãs de várias partes do mundo. Sugestão de hospedagem é apartamento palaciano que fará o visitante se sentir como a realeza de Dorne. Só fique de olho nas serpentes de areia. Com capacidade para sete pessoas, a diária custa R$ 2.503.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Conheça os destinos que foram usados como cenários de Game Of Thrones

Saudosistas da série, que acabou no domingo, podem se hospedar em locais usados como cenários

Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

23/05/2019 | 07:07


Uma das séries mais assistidas dos últimos tempos, Game of Thrones, transmitida pela HBO, chegou ao fim no domingo, dia 19. Mas, os desde já saudosistas do seriado de fantasia épica que, ao longo de oito temporadas, envolveu a disputa de famílias nobres pelo controle dos Sete Reinos de Westeros para assumir o Trono de Ferro, podem programar férias para se sentir, in loco, como se estivessem nele.

Uma das peculiaridades de GoT é que sua produção usou poucas filmagens em sets, sendo a maioria gravadas em lugares ao redor do mundo. O site Lugares Pelo Mundo elencou os cinco países que mais compuseram o cenário da série: Croácia, Irlanda do Norte, Islândia, Marrocos e Espanha.

E a plataforma de aluguéis por temporada Airbnb selecionou opções de hospedagem com base em comentários dos hóspedes em anúncios de imóveis nos destinos entre 2014 e 2018. O número de hóspedes que mencionou o seriado cresceu até 550% no Marrocos, 467% na Irlanda, 406% na Croácia, 386% na Islândia e 218% em Espanha. Entre os brasileiros, a alta foi de 160%.


Croácia

A Croácia é o país com um dos sets mais importantes. A cidade de Dubrovnik possui grande carga histórica, há dados que indicam que sua fundação foi no século VIII, e a parte velha da cidade é tombada como patrimônio da humanidade pela Unesco. Em Game of Thrones, Dubrovnik é Porto Real, um dos principais cenários da série, lar do rei de Westeros. Sua arquitetura medieval, a muralha que cerca a cidade e o penhasco no qual a cidade se encontra tornam dela um dos destinos mais visitados por turistas que vão à Croácia. Uma das localidades mais bonitas de Porto Real são os Jardins Verdes. O lugar escolhido foi o arboreto de Trsteno que, além de ser um dos mais antigos da região, fica a poucos quilômetros de Dubrovnik, facilitando na gravação. Sugestão de hospedagem é a Vila Mediterrânea, que fica a apenas alguns passos na cidade antiga onde rainha poderosa, certa vez, fez caminhada de vergonha. Com capacidade para 12 hóspedes e cinco quartos, a diária sai a partir de R$ 4.551.

Irlanda do Norte

Na Irlanda do Norte foram gravadas diversas cenas de Game of Thrones. Pelo seu clima frio, grandes castelos da Idade Média e paisagem cinzenta, foi o lugar ideal para representar o Norte de Westeros. O cenário mais conhecido pelos fãs é o Castle Ward, utilizado para representar Winterfell, lar da casa dos Stark. A construção data do século XIII e fica próxima à capital do país, Belfast. Atualmente, o castelo funciona como ponto turístico, inclusive, a empresa Winterfell Tours faz passeios que saem de Belfast e levam os fãs para conhecer a fortaleza dos Stark. Os mais apaixonados podem vestir roupas típicas da série e praticar arco e flecha. Outro local famoso da série são as Ilhas de Ferro. O lar dos Greyjoy fica em Murlough Bay, no extremo Norte do país. A baía é bem tranquila e o acesso não é simples, passando por uma estrada estreita de mão única. Entretanto, a vista para o mar é recompensadora e faz a viagem valer a pena. Ballintoy Bay também serviu de set para as Ilhas de Ferro – representou o porto de Pyke, cidade em que Theon Greyjoy desembarca no seu retorno às Ilhas de Ferro. Sugestão de hospedagem é a Torre de Drummond. Dá para pensar sobre as teorias de fãs neste castelo da vida real, com cuidado com convites de casamento. Com capacidade para quatro hóspedes, a diária sai por R$ 546.

Islândia

Com suas paisagens geladas, a ilha escandinava foi o lugar perfeito para gravar as cenas que aconteciam Além da Grande Muralha. O extremo Norte de Game of Thrones é terra desconhecida, pouco habitada e com clima extremamente frio, muito parecido com a Islândia. Apesar de gélido, o país origina de formação vulcânica, logo, abriga diversas fontes de águas termais. Uma delas foi utilizada na série como ninho de amor entre Jon Snow e Ygritte. O lugar se chama Grjótagjá, caverna que abriga piscina de água vulcânica no Norte da Islândia. Infelizmente, para os turistas, atividades geológicas que ocorreram na década de 1970 fizeram as águas da piscina subirem tanto que ficou impossível utilizá-las. Outro ponto importante é Vatnajökull. Além de ser a maior geleira da Europa, também está localizada no maior parque nacional do continente e foi palco da maioria das cenas que aconteceram no extremo Norte de Westeros. Sugestão de hospedagem é ensolarado e calmo chalé na Islândia, estilo corvo de três olhos. Com capacidade para oito pessoas e dois quartos, diária sai por R$ 1.092.


Marrocos

Essaouira, uma das mais importantes cidades do litoral marroquino, deu vida a Astapor, conhecida por seu grande comércio de escravos. Na terceira temporada, a cidade é palco de uma das cenas famosas da série: Daenerys Targaryen, junto de seus dragões, liberta os escravos, saqueia e incendeia Astapor. Na vida real, Essaouira é uma pacata cidade litorânea, tida como um dos principais destinos para os turistas que procuram relaxar na praia. Na década de 1960, ela ficou famosa por ser um reduto hippie, sendo visitada por diversas estrelas da época, como Jimi Hendrix. O Marrocos também serviu de set para as outras duas cidades do continente Essos: Yunkai e Pentos. Aït-Ben-Haddou foi o local escolhido para representar as duas cidades escravocratas. O local é patrimônio mundial da Unesco e já foi utilizada na filmagem de filmes como A Múmia, Lawrence das Arábias e Príncipe da Pérsia. Fundado por volta da segunda metade do século VIII, o município é constituído por pequenas fortalezas que podem ser observados sob as colinas. Sugestão de hospedagem é castelo marroquino. Apenas tenha cuidado com a mãe dos dragões no Marrocos, o cenário da cidade amarela de Yunkai. Com capacidade para cinco hóspedes, diária sai por R$ 182.


Espanha

A Espanha deu vida ao palácio de Dorne. A cidade escolhida no mundo foi Sevilha, mais precisamente o seu Alcázar, que é um complexo de palácios que foram construídos em diferentes épocas. Na série, ele é a residência da casa Martell, uma das mais poderosas famílias do continente de Westeros. Outro local famoso na série que, localizado na Espanha, é a Arena de Meereen. No seriado, além de Daenerys se casar nessa arena, também manda empalar os Grandes Mestres que governavam a cidade de Meereen antes de ela tomar o controle. A arena, na verdade, é a praça de touros de Osuna, pequena cidade com um pouco mais de 17 mil habitantes, e as gravações da série mudaram completamente a rotina do local, que passou a ser procurada por fãs de várias partes do mundo. Sugestão de hospedagem é apartamento palaciano que fará o visitante se sentir como a realeza de Dorne. Só fique de olho nas serpentes de areia. Com capacidade para sete pessoas, a diária custa R$ 2.503.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;