Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Retrospecto anima Netuno

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Equipe de Diadema já conseguiu sete vezes o resultado mínimo que precisa; defesa é trunfo do Ramalhão


Anderson Fattori

17/04/2019 | 07:00


O Água Santa já conseguiu sete vezes, nesta Série A-2, o resultado que precisa para levar a semifinal contra o Santo André pelo menos aos pênaltis. Como perdeu por 2 a 0 o primeiro confronto, sábado, no Bruno Daniel, a equipe de Diadema é obrigada a vencer o rival, domingo, às 11h, no Inamar, pela mesma vantagem para forçar os tiros livres ou por três gols para se classificar. Quem passar, além de disputar o título contra XV de Piracicaba ou Inter de Limeira – empataram por 0 a 0 na ida – estará matematicamente garantido na elite em 2020.

Melhor ataque da Série A-2, o Netuno já marcou 31 vezes e em cinco jogos impôs pelo menos dois gols de vantagem, diante de Nacional, XV de Piracicaba, Rio Claro e Taubaté, quando venceu por 2 a 0, e nos 3 a 1 contra a Inter de Limeira. O time ainda fez 5 a 1 no Atibaia e, recentemente, 5 a 0 sobre o Taubaté, no primeiro jogo das quartas de final.

O problema é que a defesa do Santo André vem se mostrando bastante sólida. Em 18 rodadas, foi vazada apenas 15 vezes, sendo duas delas nas últimas cinco partidas. Até agora, só na estreia diante do Rio Claro o time perdeu por diferença de dois gols (2 a 0).

HISTÓRICO
Como o Água Santa só passou a disputar torneios profissionais da Federação Paulista a partir de 2013 – o clube é oriundo da várzea de Diadema e se profissionalizou em 8 de dezembro de 2011 –, a história de duelos entre os clubes ainda é bem pequena. Foram apenas cinco encontros, com três vitórias do Santo André e duas do Netuno.

O Ramalhão venceu o adversário duas vezes na Copa Paulista de 2018 – 3 a 0, no Bruno Daniel e 2 a 0, no Inamar – e no encontro mais recente, sábado, por 2 a 0. O Netuno levou a melhor no primeiro clássico, na estreia pela Série A-2 de 2015, quando goleou por 4 a 1, na Arena Barueri, e na fase de classificação da própria Série A-2 deste ano, quando fez 1 a 0 atuando em Diadema.

INGRESSOS
Seguem concorridos os bilhetes para o clássico que vai levar um dos representantes da região à elite do Paulista. Do lado dos anfitriões, até ontem, cerca de 3.000 das 4.533 entradas da promoção Futebol Sustentável – que consiste na troca de duas garrafas PETs por um ingresso –, já haviam sido distribuídas. O lote deve acabar hoje. A bilheteria do Inamar funcionará das 10h às 17h. Também estão à venda bilhetes para o setor 4, arquibancada localizada atrás do gol de entrada, no valor de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Já os andreenses que não compraram ingresso terão de assistir ao jogo pela televisão – a SporTV vai transmitir ao vivo. A diretoria do Ramalhão nem chegou a colocar os bilhetes à venda na sede social e o lote de 226 entradas já foi esgotado. Do total, 126 foram comprados pela internet e o restante adquirido por grupos de torcedores formados por conselheiros e integrantes das torcidas organizadas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Retrospecto anima Netuno

Equipe de Diadema já conseguiu sete vezes o resultado mínimo que precisa; defesa é trunfo do Ramalhão

Anderson Fattori

17/04/2019 | 07:00


O Água Santa já conseguiu sete vezes, nesta Série A-2, o resultado que precisa para levar a semifinal contra o Santo André pelo menos aos pênaltis. Como perdeu por 2 a 0 o primeiro confronto, sábado, no Bruno Daniel, a equipe de Diadema é obrigada a vencer o rival, domingo, às 11h, no Inamar, pela mesma vantagem para forçar os tiros livres ou por três gols para se classificar. Quem passar, além de disputar o título contra XV de Piracicaba ou Inter de Limeira – empataram por 0 a 0 na ida – estará matematicamente garantido na elite em 2020.

Melhor ataque da Série A-2, o Netuno já marcou 31 vezes e em cinco jogos impôs pelo menos dois gols de vantagem, diante de Nacional, XV de Piracicaba, Rio Claro e Taubaté, quando venceu por 2 a 0, e nos 3 a 1 contra a Inter de Limeira. O time ainda fez 5 a 1 no Atibaia e, recentemente, 5 a 0 sobre o Taubaté, no primeiro jogo das quartas de final.

O problema é que a defesa do Santo André vem se mostrando bastante sólida. Em 18 rodadas, foi vazada apenas 15 vezes, sendo duas delas nas últimas cinco partidas. Até agora, só na estreia diante do Rio Claro o time perdeu por diferença de dois gols (2 a 0).

HISTÓRICO
Como o Água Santa só passou a disputar torneios profissionais da Federação Paulista a partir de 2013 – o clube é oriundo da várzea de Diadema e se profissionalizou em 8 de dezembro de 2011 –, a história de duelos entre os clubes ainda é bem pequena. Foram apenas cinco encontros, com três vitórias do Santo André e duas do Netuno.

O Ramalhão venceu o adversário duas vezes na Copa Paulista de 2018 – 3 a 0, no Bruno Daniel e 2 a 0, no Inamar – e no encontro mais recente, sábado, por 2 a 0. O Netuno levou a melhor no primeiro clássico, na estreia pela Série A-2 de 2015, quando goleou por 4 a 1, na Arena Barueri, e na fase de classificação da própria Série A-2 deste ano, quando fez 1 a 0 atuando em Diadema.

INGRESSOS
Seguem concorridos os bilhetes para o clássico que vai levar um dos representantes da região à elite do Paulista. Do lado dos anfitriões, até ontem, cerca de 3.000 das 4.533 entradas da promoção Futebol Sustentável – que consiste na troca de duas garrafas PETs por um ingresso –, já haviam sido distribuídas. O lote deve acabar hoje. A bilheteria do Inamar funcionará das 10h às 17h. Também estão à venda bilhetes para o setor 4, arquibancada localizada atrás do gol de entrada, no valor de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Já os andreenses que não compraram ingresso terão de assistir ao jogo pela televisão – a SporTV vai transmitir ao vivo. A diretoria do Ramalhão nem chegou a colocar os bilhetes à venda na sede social e o lote de 226 entradas já foi esgotado. Do total, 126 foram comprados pela internet e o restante adquirido por grupos de torcedores formados por conselheiros e integrantes das torcidas organizadas. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;