Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Aniversariante, Palmeiras não sai do 0 a 0 com o Inter no Sul

De olho na Libertadores, Felipão poupa alguns jogadores; clube completa 104 anos


Dérek Bittencourt

27/08/2018 | 07:00


O Palmeiras queria – e bem que merecia – festa melhor no dia do seu aniversário de 104 anos. Com foco na decisão de quinta-feira pela Libertadores (oitavas de final, contra o Cerro Porteño), ontem o Verdão visitou o Internacional, no Estádio do Beira-Rio com equipe mista, e ficou no 0 a 0. Por se tratar de duelo direto com adversário que luta pela liderança e fora de casa, é possível considerar um bom resultado aos palmeirenses. Mas, pelas oportunidades desperdiçadas, sobretudo no início do confronto no Sul, nem tanto assim.
O técnico Luiz Felipe Scolari escondeu a escalação até uma hora antes da partida. A expectativa era a de que utilizasse os titulares, mas não foi bem o que aconteceu. Daqueles que devem jogar diante do Cerro Porteño, pelo torneio sul-americano, no Allianz Parque, só jogaram Weverton, Marcos Rocha e Moisés. Depois, ainda foram a campo Diogo Barbosa, Willian e Bruno Henrique. Mas não faltou entrosamento ao Verdão, que partiu para cima desde o começo do confronto.

Entretanto, se o Palmeiras não é vazado há nove partidas (contando Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores), pela frente tinha uma defesa que – agora – já não sofre gols há seis jogos no Nacional. Mas se Jean estivesse com mais ritmo de jogo, talvez tivesse acabado com a marca do adversário. Deyverson, duas vezes, também teve chances e desperdiçou ambas: a segunda, desviando chute de Moisés; a bola passou perto da trave direita.

Na segunda etapa, jogando de branco – como o Inter atuou de cinza, no primeiro tempo o verde do Palmeiras causou certa confusão –, os paulistas não foram tão incisivos e ainda se salvaram do pior: aos 32, Cuesta cabeceou e obrigou Weverton a grande defesa. Assim, 0 a 0.

Felipão afasta empolgação por vantagem sobre o Cerro Porteño

O Palmeiras agora volta atenções para a Copa Libertadores, pela qual recebe o Cerro Porteño, quinta-feira, no Allianz Parque. Como venceu o primeiro jogo, por 2 a 0, no Paraguai, o time tem situação até certo ponto confortável, mas o técnico Luiz Felipe Scolari afasta qualquer empolgação.

“Tem de ter calma. Meu torcedor que não se deixe empolgar pela imprensa. A imprensa que é empolgada por 2 a 0, meu time não. Calma, pé no chão, não ganhou nada. O Cerro jogou com novo treinador, ganhou de 4 a 2, aconteceram mudanças na equipe”, disse. “Temos de ter muito cuidado. É o pensamento do meu grupo. Tanto que na terça-feira (amanhã) será a festa no Palmeiras, pessoal solicitou que alguns jogadores fossem e ninguém vai. Temos de nos preocupar com o jogo. Festa é quando terminar o jogo. Cabeça no lugar.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;