Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Hora do discurso ir para a prática


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

10/08/2018 | 07:00


Na quarta-feira, ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) aprovaram reajuste de 16,38% nos próprios salários, fazendo com que os ganhos passem de R$ 33,7 mil para R$ 39 mil (ainda depende de aval do Congresso). Como a remuneração dos ministros da Corte é indexador de série de gastos públicos pelo País – como contracheque de magistrados e deputados –, em efeito cascata a majoração atingiria os cofres das Prefeituras da região, sem, porém, uma previsão de quando isso pode acontecer nem impactos. Entretanto, caso esse debate de fato alcance a política local, será hora de os prefeitos do Grande ABC avocarem o discurso de austeridade que foi utilizado quando eles mesmo tomaram posse, em janeiro de 2017. Houve corte de despesa, redução de cargos comissionados, fim de horas extras desnecessárias. O exemplo sempre vem de cima. E, como as contas públicas da região estão longe de estarem confortáveis, esse exemplo é mais do que bem-vindo.

PPA Regional
Os GTs (Grupos de Trabalho) do Consórcio Intermunicipal iniciaram nesta semana debate a respeito da construção do PPA (Plano Plurianual) Regional, que englobará os anos de 2019, 2020 e 2021. A peça serve para nortear investimentos para o Grande ABC para o futuro. Secretário executivo da entidade, Tunico Vieira (MDB) ressaltou que o projeto é construído junto com os municípios consorciados. “Os consórcios públicos não têm obrigatoriedade de realizar PPA, mas a entidade regional vê a ferramenta como fundamental para qualquer instância pública. Estamos deixando o PPA como legado, por meio de sugestões de iniciativas para os próximos três anos.”

Esclarecimento
A assessoria do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), esclareceu que a reunião que o chefe do Executivo teve com o vereador de Santo André Pedrinho Botaro (PSDB), nesta semana, ocorreu na sede do PSDB são-bernardense e não na Prefeitura local.

Na lista
Vereador de São Bernardo em segundo mandato, José Alves da Silva, o Índio, teve o nome incluso na lista de seu partido, o PR, para disputar cadeira na Câmara Federal na eleição de outubro. Além dele, o PR conta com Thiago Auricchio, a estadual, como postulante da região.

Outro debate
O diretório do PT de São Bernardo encaminhou nota à coluna a respeito da informação sobre a possibilidade de candidatura do ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Rafael Marques à Prefeitura local, em 2020. A sigla assegurou que debates sobre eleição a prefeito não estão em andamento. “Neste momento concentramos todas as nossas forças nas campanhas de Lula inocente, Lula livre e Lula presidente; Luiz Marinho governador; Eduardo Suplicy e Jilmar Tatto senadores, bem como, para manter e ampliar nossa bancada de deputados estaduais e federais na região. Em momento oportuno, a direção local do Partido dos Trabalhadores fará o debate acerca das eventuais ou pretensas candidaturas que se apresentem, sempre buscando a unidade.”

Aliado
Prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSB) esteve ontem à noite no debate entre presidenciáveis promovido pela TV Band. Estava na ala reservada a convidados do candidato Alvaro Dias, senador pelo Podemos do Paraná. Kiko e Alvaro são aliados de longa data. Como o PSB, partido de Kiko, anunciou neutralidade no pleito nacional, a tendência é a de que ele apóie Alvaro Dias.

Nomeação
Ex-vereador de Mauá e ex-secretário de Habitação da cidade, Luiz Alfredo dos Santos Simão (Avante) foi nomeado para comandar a Pasta de Segurança Pública no governo da prefeita em exercício, Alaíde Damo (MDB). Seu nome já foi até publicado nos Atos Oficiais. Ele substitui Paulo Barthasar, que era titular da Pasta com Atila Jacomussi (PSB) à frente do Executivo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;