Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mato alto em parada de ônibus na Dom Pedro II causa reclamações

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura diz que roçagem está prevista para ser feita até fim do mês


Bianca Barbosa

18/07/2018 | 07:00


Aguardar o ônibus todos os dias faz parte da rotina de grande parte da população. Em Santo André, dos mais de 1.800 pontos tem incomodado usuários. A parada da Avenida Dom Pedro II, na altura do número 3.600, região do bairro Campestre, concentra matagal extenso na parte de trás dos bancos. Quando alguém senta, sente o mato nas costas.

Durante o período de chuva, o problema fica ainda maior. “Dá bicho, rato, e mosquito. O pior é quando chove, porque vira um lamaceiro danado”, relatou a cuidadora de idosos Marlene Deodato, 55 anos. Ela também acha que o mato alto pode ajudar bandidos a se esconderem para assaltar pessoas que esperam o ônibus. “Tenho medo, já pensou? Se tiver alguém aí dentro não dá para ver”, disse.

Segundo o vendedor ambulante Gabriel Silveira, 45, o problema é difícil de ser resolvido, pois, apesar de limparem o terreno de vez em quando, o mato cresce rapidamente. “Vem gente aí rastelar o matagal, mas cresce na outra semana. Fico nesse ponto às vezes, e isso acontece direto há uns três meses. Acho que cansaram de tirar o mato e deixaram assim como está”, opinou.

O local é relativamente pequeno, e comporta o ponto de ônibus e outdoors com propagandas.

A Prefeitura de Santo André, por meio da Gerência de Manutenção de Áreas Verdes, esclarece que a área apontada está no cronograma de roçagem e será realizada até o fim deste mês.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mato alto em parada de ônibus na Dom Pedro II causa reclamações

Prefeitura diz que roçagem está prevista para ser feita até fim do mês

Bianca Barbosa

18/07/2018 | 07:00


Aguardar o ônibus todos os dias faz parte da rotina de grande parte da população. Em Santo André, dos mais de 1.800 pontos tem incomodado usuários. A parada da Avenida Dom Pedro II, na altura do número 3.600, região do bairro Campestre, concentra matagal extenso na parte de trás dos bancos. Quando alguém senta, sente o mato nas costas.

Durante o período de chuva, o problema fica ainda maior. “Dá bicho, rato, e mosquito. O pior é quando chove, porque vira um lamaceiro danado”, relatou a cuidadora de idosos Marlene Deodato, 55 anos. Ela também acha que o mato alto pode ajudar bandidos a se esconderem para assaltar pessoas que esperam o ônibus. “Tenho medo, já pensou? Se tiver alguém aí dentro não dá para ver”, disse.

Segundo o vendedor ambulante Gabriel Silveira, 45, o problema é difícil de ser resolvido, pois, apesar de limparem o terreno de vez em quando, o mato cresce rapidamente. “Vem gente aí rastelar o matagal, mas cresce na outra semana. Fico nesse ponto às vezes, e isso acontece direto há uns três meses. Acho que cansaram de tirar o mato e deixaram assim como está”, opinou.

O local é relativamente pequeno, e comporta o ponto de ônibus e outdoors com propagandas.

A Prefeitura de Santo André, por meio da Gerência de Manutenção de Áreas Verdes, esclarece que a área apontada está no cronograma de roçagem e será realizada até o fim deste mês.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;