Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Banho de sol volta para 296 presos no CDP de Diadema


Elaine Granconato
Do Diário do Grande ABC

28/04/2012 | 07:00


O banho de sol foi restabelecido para os 296 presos instalados nos raios 11, 21 e 31 do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Diadema. O direito legal havia sido cortado pela direção da unidade após incidente ocorrido há 18 dias. Porém, a suspensão da visitação dos familiares e da entrega de alimentos e produtos de higiene, popularmente conhecido como jumbo, prossegue. O período é por 30 dias - que se findará dia 10 de maio.

A própria direção do centro retrocedeu da punição, antes que a Justiça decidisse os pedidos da Defensoria Pública do Estado de São Paulo - um pela restituição do banho de sol e o outro dos serviços de jumbo, Sedex (correspondências) e visitação. Procurada ontem, no início da noite, a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) afirmou que não iria se manifestar porque ainda analisa os questionamentos judiciais.

Nos bastidores, sabe-se que a juíza corregedora de presídios do Fórum de Diadema, Claudia Maria Carbonari de Faria, esteve na quarta-feira, no CDP, em visita ordinária. O promotor criminal Marcelo Vieira de Mello acompanhou, junto de um defensor público. No mesmo dia, a retomada do banho de sol ocorreu.

O diretor do CDP, Eduardo Munhoz, recebeu ontem ofício em que a juíza pede informações sobre o motivo da suspensão dos serviços. "Se a decisão judicial demorar, a razão do pedido se perderá", afirmou o defensor público Marcelo Carneiro Novaes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Banho de sol volta para 296 presos no CDP de Diadema

Elaine Granconato
Do Diário do Grande ABC

28/04/2012 | 07:00


O banho de sol foi restabelecido para os 296 presos instalados nos raios 11, 21 e 31 do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Diadema. O direito legal havia sido cortado pela direção da unidade após incidente ocorrido há 18 dias. Porém, a suspensão da visitação dos familiares e da entrega de alimentos e produtos de higiene, popularmente conhecido como jumbo, prossegue. O período é por 30 dias - que se findará dia 10 de maio.

A própria direção do centro retrocedeu da punição, antes que a Justiça decidisse os pedidos da Defensoria Pública do Estado de São Paulo - um pela restituição do banho de sol e o outro dos serviços de jumbo, Sedex (correspondências) e visitação. Procurada ontem, no início da noite, a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) afirmou que não iria se manifestar porque ainda analisa os questionamentos judiciais.

Nos bastidores, sabe-se que a juíza corregedora de presídios do Fórum de Diadema, Claudia Maria Carbonari de Faria, esteve na quarta-feira, no CDP, em visita ordinária. O promotor criminal Marcelo Vieira de Mello acompanhou, junto de um defensor público. No mesmo dia, a retomada do banho de sol ocorreu.

O diretor do CDP, Eduardo Munhoz, recebeu ontem ofício em que a juíza pede informações sobre o motivo da suspensão dos serviços. "Se a decisão judicial demorar, a razão do pedido se perderá", afirmou o defensor público Marcelo Carneiro Novaes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;