Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Trump volta a minimizar Covid e distorce dados ao comparar doença à gripe comum

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


06/10/2020 | 10:23


O presidente americano, Donald Trump, voltou a minimizar a covid-19 nesta terça-feira, 6, e distorceu dados oficiais ao cômpar a doença à gripe comum. As declarações, feitas em sua conta oficial no Twitter, vêm apenas um dia após o republicano receber alta hospitalar - ele estava internado para tratar o novo coronavírus e chegou a receber oxigênio para conter quedas na saturação.

"A temporada de gripe está chegando! Muitas pessoas, todos os anos, às vezes mais de 100.000, e apesar da vacina, morrem de gripe. Vamos fechar o nosso país? Não, aprendemos a conviver com isso, assim como estamos aprendendo a conviver com a covid", publicou Donald Trump na rede social.

Dados do Centro para o Controle e a Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, contudo, mostram que o número de mortos pela gripe comum no país é muito menor do que o apontado pelo presidente americano. Segundo a entidade, em 2017, ano que compila os dados mais atualizados, 55.672 pessoas foram a óbito por gripe e pneumonia, oitava principal causa de mortes nos EUA.

Até o momento, de acordo com informações da Universidade Johns Hopkins, 210.195 pessoas já morreram de covid-19 nos EUA. O país lidera o ranking mundial de casos, com 7.459.101 de doentes reportados até o momento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trump volta a minimizar Covid e distorce dados ao comparar doença à gripe comum


06/10/2020 | 10:23


O presidente americano, Donald Trump, voltou a minimizar a covid-19 nesta terça-feira, 6, e distorceu dados oficiais ao cômpar a doença à gripe comum. As declarações, feitas em sua conta oficial no Twitter, vêm apenas um dia após o republicano receber alta hospitalar - ele estava internado para tratar o novo coronavírus e chegou a receber oxigênio para conter quedas na saturação.

"A temporada de gripe está chegando! Muitas pessoas, todos os anos, às vezes mais de 100.000, e apesar da vacina, morrem de gripe. Vamos fechar o nosso país? Não, aprendemos a conviver com isso, assim como estamos aprendendo a conviver com a covid", publicou Donald Trump na rede social.

Dados do Centro para o Controle e a Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, contudo, mostram que o número de mortos pela gripe comum no país é muito menor do que o apontado pelo presidente americano. Segundo a entidade, em 2017, ano que compila os dados mais atualizados, 55.672 pessoas foram a óbito por gripe e pneumonia, oitava principal causa de mortes nos EUA.

Até o momento, de acordo com informações da Universidade Johns Hopkins, 210.195 pessoas já morreram de covid-19 nos EUA. O país lidera o ranking mundial de casos, com 7.459.101 de doentes reportados até o momento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;