Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Guardiola recusa rótulo de favorito e diz que 'tudo pode acontecer' em um só jogo

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


14/08/2020 | 15:30


O Manchester City faz neste sábado o duelo contra o Lyon, no estádio José Alvalade, em Lisboa, o último duelo pela fase de quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. O time inglês vem de vitória sobre o Real Madrid e o francês eliminou a favorita Juventus de Cristiano Ronaldo, mesmo atuando em Turim, na Itália. Precavido, o técnico espanhol Pep Guardiola afirmou nesta sexta-feira que "tudo pode acontecer" em um jogo eliminatório e rejeitou o favoritismo de sua equipe.

"Todos os jogos são finais. Vimos o quão equilibrados foram os dois primeiros jogos das quartas de final (vitórias nos últimos minutos de Paris Saint-Germain e RB Leipzig contra Atalanta e Atlético de Madrid, respectivamente) e amanhã (sábado) não será diferente. Em uma eliminatória de um só jogo, qualquer erro pode custar caro", disse Guardiola, em entrevista coletiva por videoconferência.

"Os clubes de elite, como Barcelona, Real Madrid, Bayern Munique, além de outros ingleses ou franceses, estarão sempre presentes nestas fases da competição, mas em um só jogo tudo pode acontecer. Numa competição normal, com jogos de ida e volta, é difícil vencer estas equipes nos seus estádios, mas num só jogo tudo pode acontecer", continuou o espanhol, ressaltando que o desempenho contra o Real Madrid não garante nada ao City.

"Foi muito importante para nós ultrapassar o rei desta competição, nos deu muita confiança. No entanto, não há favoritos neste momento. Em dois jogos, os favoritos podem ter vantagem, mas, assim, tudo muda", reforçou o treinador, que conduziu o Barcelona aos títulos europeus de 2009 e 2011.

Ainda à procura do primeiro troféu da Liga dos Campeões pelo Manchester City, Guardiola confia que a equipe pode atingir a final da atual edição e deixou um desejo em sua estada em Portugal, onde as fases decisivas estão sendo disputadas: "Esperamos ficar mais uns dias neste belo país".

O vencedor deste confronto vai duelar nas semifinais, na próxima quarta-feira, contra quem passar de Barcelona e Bayern Munique, os dois únicos campeões europeus ainda na disputa, que duelam nesta sexta, no estádio da Luz, em Lisboa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Guardiola recusa rótulo de favorito e diz que 'tudo pode acontecer' em um só jogo


14/08/2020 | 15:30


O Manchester City faz neste sábado o duelo contra o Lyon, no estádio José Alvalade, em Lisboa, o último duelo pela fase de quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. O time inglês vem de vitória sobre o Real Madrid e o francês eliminou a favorita Juventus de Cristiano Ronaldo, mesmo atuando em Turim, na Itália. Precavido, o técnico espanhol Pep Guardiola afirmou nesta sexta-feira que "tudo pode acontecer" em um jogo eliminatório e rejeitou o favoritismo de sua equipe.

"Todos os jogos são finais. Vimos o quão equilibrados foram os dois primeiros jogos das quartas de final (vitórias nos últimos minutos de Paris Saint-Germain e RB Leipzig contra Atalanta e Atlético de Madrid, respectivamente) e amanhã (sábado) não será diferente. Em uma eliminatória de um só jogo, qualquer erro pode custar caro", disse Guardiola, em entrevista coletiva por videoconferência.

"Os clubes de elite, como Barcelona, Real Madrid, Bayern Munique, além de outros ingleses ou franceses, estarão sempre presentes nestas fases da competição, mas em um só jogo tudo pode acontecer. Numa competição normal, com jogos de ida e volta, é difícil vencer estas equipes nos seus estádios, mas num só jogo tudo pode acontecer", continuou o espanhol, ressaltando que o desempenho contra o Real Madrid não garante nada ao City.

"Foi muito importante para nós ultrapassar o rei desta competição, nos deu muita confiança. No entanto, não há favoritos neste momento. Em dois jogos, os favoritos podem ter vantagem, mas, assim, tudo muda", reforçou o treinador, que conduziu o Barcelona aos títulos europeus de 2009 e 2011.

Ainda à procura do primeiro troféu da Liga dos Campeões pelo Manchester City, Guardiola confia que a equipe pode atingir a final da atual edição e deixou um desejo em sua estada em Portugal, onde as fases decisivas estão sendo disputadas: "Esperamos ficar mais uns dias neste belo país".

O vencedor deste confronto vai duelar nas semifinais, na próxima quarta-feira, contra quem passar de Barcelona e Bayern Munique, os dois únicos campeões europeus ainda na disputa, que duelam nesta sexta, no estádio da Luz, em Lisboa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;