Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Coréia do Sul admite testes nucleares nos anos 80


Da AFP

09/09/2004 | 08:50


A Coréia do Sul reconheceu nesta quinta-feira que nos anos 80 extraiu uma pequena quantidade de plutônio, material que serve para a fabricação de bombas nucleares. O anúncio ocorreu pouco depois do país ter admitido que há quatro anos e de forma secreta enriqueceu urânio, outro temido explosivo nuclear.

"Um reduzido número de cientistas esteve implicado na experiência para analisar as propriedades químicas do plutônio", informou o ministério de Ciências e Tecnologia. "Uma investigação comprovou que uma quantidade minúscula de plutônio foi extraída em abril e maio de 1982".

O ministério acrescentou que desde setembro de 1983 havia informado a respeito à Aiea (Agência Internacional da Energia Atômica). Um alto funcionário do governo sul-coreano explicou que uma recente visita de inspetores da Aiea a um instituto governamental de pesquisas esteve vinculada a essas experiências, que nunca antes tinham sido reveladas.

As experiências com o plutônio foram realizadas em um reator de pesquisa atualmente fora de uso no Instituto Coreano de Investigação sobre a Energia Atômica, situado na época ao norte de Seul, segundo a fonte.

Na semana passada, o governo sul-coreano admitiu que há quatro anos alguns cientistas fizeram sem autorização experiências de enriquecimento de urânio. Seul reconheceu que podia ter avisado a Aiea, mas assinalou que as pesquisas não estavam de nenhum modo vinculadas a qualquer programa de armas nucleares.

A Coréia do Sul destacou que não pretende dotar-se da bomba atômica. Seul abandonou suas ambições nucleares nos anos 70, quando Washington convenceu o presidente Park Chung-hee a abandonar um programa secreto a esse respeito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;