Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Com apadrinhamento de peso, Léo Kahn mira Brasília


Mark Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

05/06/2010 | 08:25


Diretor-médico da gestão empresarial do futebol do Santo André, o endocrinologista Leo Kahn (PP) parte para iniciar carreira política. Em sua primeira candidatura, o médico almeja cadeira na Câmara dos Deputados. O desafio poderá ser facilitado pelo seu apadrinhamento político, função encabeçada pelo deputado federal Paulo Maluf (seu correligionário) e pelo prefeito Aidan Ravin (PTB).

"Aidan e eu somos amigos há 20 anos. É natural receber apoio dele neste momento", avalia o endocrinologista, que, em 2007, articulou para que o colega de profissão trocasse o PPS pelo PTB, partido pelo qual venceu a eleição municipal um ano depois.

"Nosso plano era a retirada do PT do governo, tendo em vista a insatisfação da população. Ali ficou firmado compromisso de caminharmos juntos. Conto com ele no palanque", revela.

Se o apoio de Aidan é visto com naturalidade, o de Maluf segue a mesma linha, já que o ex-prefeito e ex-governador de São Paulo é o presidente estadual do PP. O potencial de voto de Maluf (pré-candidato à reeleição) inclusive já entra nas projeções de votos necessários para Kahn se eleger. "Considero que com 50 mil votos um progressista conquiste a Câmara Federal."

A confiança em ter Maluf como puxador de votos da legenda remete ao pleito de 2006, quando conquistou a simpatia de 739.827, eleitores, tornando-se o deputado mais votado do País. Na ocasião, o PP garantiu cinco cadeiras na Câmara, a última de Aline Correa, que obteve 11.132 votos, sendo a candidata eleita com a menor votação percentual do País: 0,05% dos votos válidos.

Tendo a Saúde, o Esporte e a Inclusão Social como bandeiras, Kahn faz apelo para que os eleitores do Grande ABC escolham candidatos da região no pleito de outubro. "Temos apenas um representante (Vicentinho, do PT de São Bernardo). Como a região pode abrir portas, receptar recursos federais, com apenas um deputado?"



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;