Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grande ABC registra recorde de mortes por Covid-19 em uma semana

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Foram 157 óbitos em apenas sete dias; marca anterior, entre fim de maio e começo de junho, era de 143


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

18/07/2020 | 22:05


O Grande ABC encerrou neste sábado (18) a pior semana desde o início da pandemia tendo em vista o número de mortes causadas pela Covid-19. Em apenas sete dias, foram 157 óbitos registrados nas sete cidades, média de 22 vidas perdidas a cada 24 horas. A marca anterior era da semana que começou dia 31 de maio e terminou em 6 de junho, quando foram computadas 143 baixas.

O dado é ainda mais preocupante porque mostra evolução no número de mortes desde que o governo do Estado iniciou a flexibilização da quarentena. Essa é a quarta semana consecutiva de alta nos registros de óbitos pelas prefeituras. Na última semana de junho foram 121 perdas, ou seja, aumento de 29,7% resgistrado nos últimos sete dias.

Das sete cidades da região, apenas duas não registraram aumento de mortes nesta semana. São Bernardo, que teve 62 baixas nos sete dias anteriores e 59 agora, e Diadema, com 29 e 17, respectivamente. Percentualmente, Mauá, com acréscimo de 108,3%, chama atenção – passou de 12 para 25. Mas Santo André, de 24 para 32 (33,3%) e São Caetano, de sete para 11 (57,1%) também se destacam.

Nos boletins epidemiológicos divulgados ontem por quatro das sete prefeituras – Mauá, Diadema e Rio Grande da Serra não informaram – foram mais 13 mortes confirmadas – seis em Santo André, seis em São Bernardo e uma em São Caetano –, além de 256 diagnósticos positivos para o novo coronavírus – 157 em Santo André, 64 em São Bernardo, 24 em São Caetano e 11 em Ribeirão Pires.

Já no Estado, o número de mortes causadas pela Covid-19 chegou a 19.647 neste sábado. Nas últimas 24 horas, houve 270 óbitos em decorrência da doença. O número de infectados, que na sexta-feira era de 407.415, subiu para 412.027.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na Grande São Paulo é de 65,3% e, em todo o Estado, 67%. O número de pacientes internados é de 15.173, sendo 9.102 em enfermaria e 6.071 em unidades de terapia intensiva. Dos 645 municípios do estado, já houve registro de infectados em 636. Óbitos, devido ao novo coronavírus, já ocorreram em 428. Desde o início da pandemia, 57.814 mil pessoas diagnosticadas com Covid-19 em São Paulo, que precisaram ser internadas, já tiveram alta de hospitais.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil acumula 78.772 óbitos, sendo 921 em 24 horas. Sobre infectados, são 2.074.860 brasileiros com a doença, 28.532 a mais do que na sexta-feira. A boa notícia é que 1.342.362 pacientes já receberam alta hospitalar. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grande ABC registra recorde de mortes por Covid-19 em uma semana

Foram 157 óbitos em apenas sete dias; marca anterior, entre fim de maio e começo de junho, era de 143

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

18/07/2020 | 22:05


O Grande ABC encerrou neste sábado (18) a pior semana desde o início da pandemia tendo em vista o número de mortes causadas pela Covid-19. Em apenas sete dias, foram 157 óbitos registrados nas sete cidades, média de 22 vidas perdidas a cada 24 horas. A marca anterior era da semana que começou dia 31 de maio e terminou em 6 de junho, quando foram computadas 143 baixas.

O dado é ainda mais preocupante porque mostra evolução no número de mortes desde que o governo do Estado iniciou a flexibilização da quarentena. Essa é a quarta semana consecutiva de alta nos registros de óbitos pelas prefeituras. Na última semana de junho foram 121 perdas, ou seja, aumento de 29,7% resgistrado nos últimos sete dias.

Das sete cidades da região, apenas duas não registraram aumento de mortes nesta semana. São Bernardo, que teve 62 baixas nos sete dias anteriores e 59 agora, e Diadema, com 29 e 17, respectivamente. Percentualmente, Mauá, com acréscimo de 108,3%, chama atenção – passou de 12 para 25. Mas Santo André, de 24 para 32 (33,3%) e São Caetano, de sete para 11 (57,1%) também se destacam.

Nos boletins epidemiológicos divulgados ontem por quatro das sete prefeituras – Mauá, Diadema e Rio Grande da Serra não informaram – foram mais 13 mortes confirmadas – seis em Santo André, seis em São Bernardo e uma em São Caetano –, além de 256 diagnósticos positivos para o novo coronavírus – 157 em Santo André, 64 em São Bernardo, 24 em São Caetano e 11 em Ribeirão Pires.

Já no Estado, o número de mortes causadas pela Covid-19 chegou a 19.647 neste sábado. Nas últimas 24 horas, houve 270 óbitos em decorrência da doença. O número de infectados, que na sexta-feira era de 407.415, subiu para 412.027.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na Grande São Paulo é de 65,3% e, em todo o Estado, 67%. O número de pacientes internados é de 15.173, sendo 9.102 em enfermaria e 6.071 em unidades de terapia intensiva. Dos 645 municípios do estado, já houve registro de infectados em 636. Óbitos, devido ao novo coronavírus, já ocorreram em 428. Desde o início da pandemia, 57.814 mil pessoas diagnosticadas com Covid-19 em São Paulo, que precisaram ser internadas, já tiveram alta de hospitais.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil acumula 78.772 óbitos, sendo 921 em 24 horas. Sobre infectados, são 2.074.860 brasileiros com a doença, 28.532 a mais do que na sexta-feira. A boa notícia é que 1.342.362 pacientes já receberam alta hospitalar. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;