Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Verdão não resiste ao Goiás em Goiânia e cai para sexto

Estadão Conteúdo  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

03/09/2015 | 07:00


Sem a mágica apresentada por Gabriel Jesus nos últimos dois jogos – e com gol legítimo anulado erroneamente –, o Palmeiras se viu pouco inspirado ofensivamente e acabou derrotado pelo Goiás por 1 a 0, ontem à noite, no Estádio Serra Dourada. O resultado foi ainda pior por conta da vitória do Atlético-PR e o empate do São Paulo, equipes que ultrapassaram o Verdão na classificação – e, consequentemente, o tiraram do G-4 do Brasileirão – é o sexto, com 34 pontos. Já os goianos deixaram a zona de rebaixamento, em 16º lugar, com 25.

O técnico Marcelo Oliveira se deu ao luxo de poupar Zé Roberto e segurou o retorno de Arouca. Mas os problemas alviverdes não estavam exatamente na marcação. Com muito mais posse de bola, sofreu com a noite pouco efetiva do trio ofensivo Dudu, Jesus e Barrios.

O jovem camisa 33 até demonstrou lampejos e, aos 24 minutos, quase fez golaço. Ele recebeu de costas para a entrada da área, aplicou chapéu no zagueiro e finalizou por cima.

Quando a bola entrou, porém, a arbitragem anulou de maneira equivocada. Aos 34, Robinho cobrou falta, Amaral desviou e Barrios – na mesma linha da zaga – apareceu livre para empurrar ao gol. Porém, o impedimento acabou assinalado.

Na segunda etapa, foi o Goiás quem teve a primeira chance. Logo aos dois minutos, Fred cobrou falta de longe e acertou foguete: a bola acertou o travessão. Aos oito, porém, veio a resposta palmeirense: Dudu lançou Barrios, mas o paraguaio parou em Renan.

Porém, em falha defensiva, o Palmeiras acabou castigado. Aos 17, Bruno Henrique marcou um golaço. O atacante fez bela jogada pela esquerda, fintou João Pedro – que ficou no chão – e bateu colocado, no canto de Fernando Prass: 1 a 0.

Em desvantagem no placar, o Palmeiras teve ainda mais posse de bola, mas trocou a calma pela ansiedade. Por mais de uma vez algum jogador alviverde se precipitou no momento do arremate ou então no último passe. Rafael Marques e Alecsandro, que entraram na segunda etapa, foram dois exemplos. Deu no que deu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Verdão não resiste ao Goiás em Goiânia e cai para sexto

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

03/09/2015 | 07:00


Sem a mágica apresentada por Gabriel Jesus nos últimos dois jogos – e com gol legítimo anulado erroneamente –, o Palmeiras se viu pouco inspirado ofensivamente e acabou derrotado pelo Goiás por 1 a 0, ontem à noite, no Estádio Serra Dourada. O resultado foi ainda pior por conta da vitória do Atlético-PR e o empate do São Paulo, equipes que ultrapassaram o Verdão na classificação – e, consequentemente, o tiraram do G-4 do Brasileirão – é o sexto, com 34 pontos. Já os goianos deixaram a zona de rebaixamento, em 16º lugar, com 25.

O técnico Marcelo Oliveira se deu ao luxo de poupar Zé Roberto e segurou o retorno de Arouca. Mas os problemas alviverdes não estavam exatamente na marcação. Com muito mais posse de bola, sofreu com a noite pouco efetiva do trio ofensivo Dudu, Jesus e Barrios.

O jovem camisa 33 até demonstrou lampejos e, aos 24 minutos, quase fez golaço. Ele recebeu de costas para a entrada da área, aplicou chapéu no zagueiro e finalizou por cima.

Quando a bola entrou, porém, a arbitragem anulou de maneira equivocada. Aos 34, Robinho cobrou falta, Amaral desviou e Barrios – na mesma linha da zaga – apareceu livre para empurrar ao gol. Porém, o impedimento acabou assinalado.

Na segunda etapa, foi o Goiás quem teve a primeira chance. Logo aos dois minutos, Fred cobrou falta de longe e acertou foguete: a bola acertou o travessão. Aos oito, porém, veio a resposta palmeirense: Dudu lançou Barrios, mas o paraguaio parou em Renan.

Porém, em falha defensiva, o Palmeiras acabou castigado. Aos 17, Bruno Henrique marcou um golaço. O atacante fez bela jogada pela esquerda, fintou João Pedro – que ficou no chão – e bateu colocado, no canto de Fernando Prass: 1 a 0.

Em desvantagem no placar, o Palmeiras teve ainda mais posse de bola, mas trocou a calma pela ansiedade. Por mais de uma vez algum jogador alviverde se precipitou no momento do arremate ou então no último passe. Rafael Marques e Alecsandro, que entraram na segunda etapa, foram dois exemplos. Deu no que deu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;