Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

História contada em 15 mil edições

O Diário do Grande ABC atinge hoje uma marca histórica...


Dgabc

21/03/2012 | 00:00


Artigo

O Diário do Grande ABC atinge hoje uma marca histórica e motivo de comemoração para poucos veículos de comunicação: chega à edição de número 15 mil, às vésperas de completar 54 anos.

O jornal, que começou com o nome de News Seller, no sonho de quatro amigos, foi o porta-voz de mudanças significativas em uma região que ganhou notoriedade nacional nas páginas do impresso. Foram nas edições do Diário que o morador do Grande ABC entendeu a força do sindicalismo e conheceu um torneiro mecânico, bom de oratória e com excelente poder de mobilização, transformar-se no primeiro trabalhador a ocupar a Presidência da República e ser um dos nomes mais respeitados no mundo.

Vivenciou a história ao acompanhar eleições de prefeitos e vereadores. Viu surgir outras lideranças políticas e também acompanhou a decadência de muitas formas de administrar. Acompanhou a mudança de perfil econômico da região, hoje tão diversificada. Como o principal defensor do cidadão, mostrou centenas de denúncias de malversação de dinheiro público, contratações ilegais e cobrou providências. Foi protagonista de diversas ações em defesa da região, como a campanha Billings Eu te Quero Viva. Também brigou para a liberação de cobrança de pedágios na Imigrantes, viu surgir o Rodoanel e cobrou ações públicas eficientes para o problema da mobilidade urbana.

Defendeu com unhas e dentes o tema da regionalidade, a principal bandeira do jornal, e viu de perto a criação do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, proposta de união dos prefeitos para discutir soluções para problemas comuns aos municípios.

Foi por meio de suas páginas que a população se emocionou com histórias como a do pequeno Lucas, que perdeu a batalha contra a leucemia. Também chorou com a notícia de mortes por conta de alagamentos e soterramentos. O jornal não se furtou em ser o representante desse povo que em muitas situações não tem a quem recorrer.

O Diário atualmente não se caracteriza apenas por contar histórias. Hoje, é o principal agente das mudanças da sociedade da região. Em 15 mil jornais, foi fiel a quem lhe confiou esta missão. E continuará sendo, pelos próximos 15 mil. Uma parceria de sucesso.

Ronan Maria Pinto é diretor-presidente do Diário do Grande ABC. Lidiane Fernandes Pinto Soares é diretora-geral do Diário do Grande ABC. Sérgio Vieira é diretor de Redação do Diário do Grande ABC.

PALAVRA DO LEITOR

Acordo partidário

As velhas raposas petistas de São Caetano, que tentaram inúmeras vezes, mas que nunca conseguiram governar a cidade, agora estão jogando toda a esperança no acordo partidário entre o PT e PMDB para concretizarem o velho sonho. Para isso, tentarão se aproveitar da ingenuidade e inexperiência do sexagenário candidato Paulo Pinheiro, que melancolicamente abandonou seus velhos companheiros para tentar a carreira solo. Porém, esquecem esses sonhadores de que quem decide o futuro da progressiva cidade são os ecléticos eleitores e jamais entregarão a chave do município nas mãos de aproveitadores. Portanto, tudo indica que São Caetano continuará no caminho certo, e dessa vez com um toque feminino.

Sérgio Dias Nunes, São Caetano

Resposta

Em resposta à carta do leitor Francisco Inácio Pereira Rito (Baldeação, não!, dia 14), a CPTM esclarece que a adequação operacional realizada nas estações Luz e Brás foi necessária para atender com maior segurança aos 465 mil passageiros que por dia circulam na Estação Luz. A decisão levou em consideração aspectos técnicos, já que intervenções na Estação Luz, patrimônio histórico, são restritivas. Além disso, os usuários foram ouvidos em pesquisa: 56% avaliaram as mudanças de forma positiva e consideram os serviços prestados ótimos ou bons no geral. As medidas adotadas pela CPTM trouxeram benefícios à coletividade, especialmente aos usuários das linhas 7-Rubi, 11-Coral e da própria Linha 10-Turquesa. A Secretaria dos Transportes Metropolitanos reitera que todas as mudanças implementadas reforçam o conceito de rede, buscando ampliar a mobilidade urbana sem aumento de custo para o usuário, já que as integrações são gratuitas.

CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos)

Denúncia

O Brasil está acompanhando desde domingo a denúncia de esquema de corrupção e desvio de verbas públicas em um hospital. Esse esquema é conhecido e muito praticado, porém, foram revelados detalhes surpreendentes, como, por exemplo, a cordialidade que há entre as empresas ao ajudar umas às outras a fraudar as licitações. A investigação, que deveria ser feita pelas autoridades, foi feita por uma emissora! Mas o fato em questão é: quanto essa emissora pagou à direção desse hospital federal para fazer um repórter passar-se por gestor de compras? Isso não foi filmado, e é o que nós nunca vamos saber.

Luiz Carlos Bicudo da Silva, Ribeirão Pires

Vazamento

O Sama/Foz de Mauá não atende. Uma gravação diz: ‘no momento todos os nossos atendentes estão ocupados, deixe o seu nome e um telefone fixo, que entraremos em contato'. Vazou muita água desde sexta no cavalete da minha casa. Uma curva trincou e vazou muito. Liguei muitas vezes e só fui atendido segunda-feira de manhã. Ligaram-me, o recado é que para fazer o reparo ainda tenho que pagar quase R$ 50. É o fim! Temos de fazer campanha: volta Sabesp em Mauá, volta!

Eduardo Zago, Mauá

Atropelamentos

Os atropelamentos no Grande ABC aumentaram 33,2% no último ano, enquanto a frota cresceu apenas 7,3%. Ou seja, esse acréscimo de vítimas no trânsito também impacta na alta da demanda na Saúde pública, pronto-socorros e leitos hospitalares. Parece que tem gente que não percebe isso. A prevenção é o melhor investimento.

Charles G. França, São Bernardo

Desrespeito

Os delegados de polícia de São Paulo acabam de ser levados no bico pelo governo tucano. Reconhecidos como ‘carreira jurídica', mas sem a possibilidade de equiparação salarial a juízes, promotores, procuradores e defensores públicos, é o mesmo que dar um pirulito ao filho e mandar que ele chupe sem tirar a embalagem. Que falta de respeito! Fala sério!

Afanásio Jazadji, Capital 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

História contada em 15 mil edições

O Diário do Grande ABC atinge hoje uma marca histórica...

Dgabc

21/03/2012 | 00:00


Artigo

O Diário do Grande ABC atinge hoje uma marca histórica e motivo de comemoração para poucos veículos de comunicação: chega à edição de número 15 mil, às vésperas de completar 54 anos.

O jornal, que começou com o nome de News Seller, no sonho de quatro amigos, foi o porta-voz de mudanças significativas em uma região que ganhou notoriedade nacional nas páginas do impresso. Foram nas edições do Diário que o morador do Grande ABC entendeu a força do sindicalismo e conheceu um torneiro mecânico, bom de oratória e com excelente poder de mobilização, transformar-se no primeiro trabalhador a ocupar a Presidência da República e ser um dos nomes mais respeitados no mundo.

Vivenciou a história ao acompanhar eleições de prefeitos e vereadores. Viu surgir outras lideranças políticas e também acompanhou a decadência de muitas formas de administrar. Acompanhou a mudança de perfil econômico da região, hoje tão diversificada. Como o principal defensor do cidadão, mostrou centenas de denúncias de malversação de dinheiro público, contratações ilegais e cobrou providências. Foi protagonista de diversas ações em defesa da região, como a campanha Billings Eu te Quero Viva. Também brigou para a liberação de cobrança de pedágios na Imigrantes, viu surgir o Rodoanel e cobrou ações públicas eficientes para o problema da mobilidade urbana.

Defendeu com unhas e dentes o tema da regionalidade, a principal bandeira do jornal, e viu de perto a criação do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, proposta de união dos prefeitos para discutir soluções para problemas comuns aos municípios.

Foi por meio de suas páginas que a população se emocionou com histórias como a do pequeno Lucas, que perdeu a batalha contra a leucemia. Também chorou com a notícia de mortes por conta de alagamentos e soterramentos. O jornal não se furtou em ser o representante desse povo que em muitas situações não tem a quem recorrer.

O Diário atualmente não se caracteriza apenas por contar histórias. Hoje, é o principal agente das mudanças da sociedade da região. Em 15 mil jornais, foi fiel a quem lhe confiou esta missão. E continuará sendo, pelos próximos 15 mil. Uma parceria de sucesso.

Ronan Maria Pinto é diretor-presidente do Diário do Grande ABC. Lidiane Fernandes Pinto Soares é diretora-geral do Diário do Grande ABC. Sérgio Vieira é diretor de Redação do Diário do Grande ABC.

PALAVRA DO LEITOR

Acordo partidário

As velhas raposas petistas de São Caetano, que tentaram inúmeras vezes, mas que nunca conseguiram governar a cidade, agora estão jogando toda a esperança no acordo partidário entre o PT e PMDB para concretizarem o velho sonho. Para isso, tentarão se aproveitar da ingenuidade e inexperiência do sexagenário candidato Paulo Pinheiro, que melancolicamente abandonou seus velhos companheiros para tentar a carreira solo. Porém, esquecem esses sonhadores de que quem decide o futuro da progressiva cidade são os ecléticos eleitores e jamais entregarão a chave do município nas mãos de aproveitadores. Portanto, tudo indica que São Caetano continuará no caminho certo, e dessa vez com um toque feminino.

Sérgio Dias Nunes, São Caetano

Resposta

Em resposta à carta do leitor Francisco Inácio Pereira Rito (Baldeação, não!, dia 14), a CPTM esclarece que a adequação operacional realizada nas estações Luz e Brás foi necessária para atender com maior segurança aos 465 mil passageiros que por dia circulam na Estação Luz. A decisão levou em consideração aspectos técnicos, já que intervenções na Estação Luz, patrimônio histórico, são restritivas. Além disso, os usuários foram ouvidos em pesquisa: 56% avaliaram as mudanças de forma positiva e consideram os serviços prestados ótimos ou bons no geral. As medidas adotadas pela CPTM trouxeram benefícios à coletividade, especialmente aos usuários das linhas 7-Rubi, 11-Coral e da própria Linha 10-Turquesa. A Secretaria dos Transportes Metropolitanos reitera que todas as mudanças implementadas reforçam o conceito de rede, buscando ampliar a mobilidade urbana sem aumento de custo para o usuário, já que as integrações são gratuitas.

CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos)

Denúncia

O Brasil está acompanhando desde domingo a denúncia de esquema de corrupção e desvio de verbas públicas em um hospital. Esse esquema é conhecido e muito praticado, porém, foram revelados detalhes surpreendentes, como, por exemplo, a cordialidade que há entre as empresas ao ajudar umas às outras a fraudar as licitações. A investigação, que deveria ser feita pelas autoridades, foi feita por uma emissora! Mas o fato em questão é: quanto essa emissora pagou à direção desse hospital federal para fazer um repórter passar-se por gestor de compras? Isso não foi filmado, e é o que nós nunca vamos saber.

Luiz Carlos Bicudo da Silva, Ribeirão Pires

Vazamento

O Sama/Foz de Mauá não atende. Uma gravação diz: ‘no momento todos os nossos atendentes estão ocupados, deixe o seu nome e um telefone fixo, que entraremos em contato'. Vazou muita água desde sexta no cavalete da minha casa. Uma curva trincou e vazou muito. Liguei muitas vezes e só fui atendido segunda-feira de manhã. Ligaram-me, o recado é que para fazer o reparo ainda tenho que pagar quase R$ 50. É o fim! Temos de fazer campanha: volta Sabesp em Mauá, volta!

Eduardo Zago, Mauá

Atropelamentos

Os atropelamentos no Grande ABC aumentaram 33,2% no último ano, enquanto a frota cresceu apenas 7,3%. Ou seja, esse acréscimo de vítimas no trânsito também impacta na alta da demanda na Saúde pública, pronto-socorros e leitos hospitalares. Parece que tem gente que não percebe isso. A prevenção é o melhor investimento.

Charles G. França, São Bernardo

Desrespeito

Os delegados de polícia de São Paulo acabam de ser levados no bico pelo governo tucano. Reconhecidos como ‘carreira jurídica', mas sem a possibilidade de equiparação salarial a juízes, promotores, procuradores e defensores públicos, é o mesmo que dar um pirulito ao filho e mandar que ele chupe sem tirar a embalagem. Que falta de respeito! Fala sério!

Afanásio Jazadji, Capital 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;