Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

São José dos Campos obriga burros e cavalos a terem chip



06/10/2006 | 00:26


A cidade conhecida pela tecnologia aeroespacial, também está modernizando seus carroceiros. Depois de placas nas carroças e documento de identidade dos animais, os cavalos e burros agora ganham microchip de identificação.

A iniciativa, da administração pública é, principalmente, para manter a ordem no trânsito. “Agora ficou ruim. Se parar em lugar errado posso ser até multado. Mas o cavalo gostou, ficou mais ligeiro”, contou o carroceiro Damião Nogueira da Silva, de 45 anos, referindo-se ao companheiro de trabalho Neguinho.

Segundo ele, depois da instalação do chip, Neguinho voltou correndo pra casa. “Agoratenho um cavalo moderno”, brincou o carroceiro, que sustenta a família de cinco pessoas com os carretos diários.

Com a identificação do animal por meio da leitura dos chips, será possível obter informações sobre o proprietário e a saúde do animal.

De acordo com a prefeitura, a medida é educativa e não há previsão de multa para os carroceiros até o momento.

No trânsito de São José dos Campos a frota de 230 mil veículos concorre com 106 carroças. Além da placa, os condutores recebem uma credencial, dão vacina no animal e são orientados sobre as leis de trânsito e métodos seguros de conduzir as carroças entre carros, ônibus e motos.

Cães – Seguindo São José dos Campos, Caraguatatuba, no Litoral Norte de São Paulo, também pretende usar microchip em cães e gatos. A medida deve ser adotada a partir de janeiro de 2007 e precisa da sanção do prefeito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São José dos Campos obriga burros e cavalos a terem chip


06/10/2006 | 00:26


A cidade conhecida pela tecnologia aeroespacial, também está modernizando seus carroceiros. Depois de placas nas carroças e documento de identidade dos animais, os cavalos e burros agora ganham microchip de identificação.

A iniciativa, da administração pública é, principalmente, para manter a ordem no trânsito. “Agora ficou ruim. Se parar em lugar errado posso ser até multado. Mas o cavalo gostou, ficou mais ligeiro”, contou o carroceiro Damião Nogueira da Silva, de 45 anos, referindo-se ao companheiro de trabalho Neguinho.

Segundo ele, depois da instalação do chip, Neguinho voltou correndo pra casa. “Agoratenho um cavalo moderno”, brincou o carroceiro, que sustenta a família de cinco pessoas com os carretos diários.

Com a identificação do animal por meio da leitura dos chips, será possível obter informações sobre o proprietário e a saúde do animal.

De acordo com a prefeitura, a medida é educativa e não há previsão de multa para os carroceiros até o momento.

No trânsito de São José dos Campos a frota de 230 mil veículos concorre com 106 carroças. Além da placa, os condutores recebem uma credencial, dão vacina no animal e são orientados sobre as leis de trânsito e métodos seguros de conduzir as carroças entre carros, ônibus e motos.

Cães – Seguindo São José dos Campos, Caraguatatuba, no Litoral Norte de São Paulo, também pretende usar microchip em cães e gatos. A medida deve ser adotada a partir de janeiro de 2007 e precisa da sanção do prefeito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;