Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Desabafo

A situação no PV de Mauá ultrapassou as fronteiras da cidade e foi parar na Assembleia Legislativa. Ontem, a deputada estadual Vanessa


Do Diário do Grande ABC

30/04/2009 | 00:00


A situação no PV de Mauá ultrapassou as fronteiras da cidade e foi parar na Assembleia Legislativa. Ontem, a deputada estadual Vanessa Damo usou a tribuna para fazer um desabafo. O discurso da parlamentar foi motivado pelo pedido de desfiliação do pai e ex-prefeito Leonel Damo da sigla - para evitar expulsão, baseada em denúncias de irregularidade durante a administração - e pela "perseguição" sofrida por ela na legenda. Um contraponto, segundo ela, à situação do prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PV).

"O PV tem, como diz o dito popular, dois pesos e duas medidas", iniciou Vanessa. Para ela, o fato de haver questões pontuais em Ribeirão deveria valer investigação do Conselho de Ética do partido.

"Esse mesmo Conselho de Ética deveria então seguir os seus conceitos e fazer uma investigação, chamar o prefeito Clóvis Volpi para responder" sobre o descarte de entulho em área de preservação. E finalizou: "Vim aqui baseada na votação de mais de 64 mil votos, da população não somente de Mauá, mas do Estado de São Paulo inteiro. Clamo para que o PV não tenha os dois pesos e duas medidas. Isso é simplesmente vergonhoso e eu me sinto triste e envergonhada em fazer parte de um partido que tem como modelo uma administração dessa".

Bastidores

Sem engajamento?

Uma leitora enviou o seguinte e-mail ao gabinete do vereador Paulinho Serra (PSDB-Santo André): "Não acham o sr. vereador e demais assessores que num mundo onde se discute tanto a questão da sustentabilidade, onde estamos sendo bombardeados com notícias sobre o descongelamento das geleiras, o aquecimento global, a devastação da Amazônia, que enviar cinco jornais de folha dupla para cinco pessoas diferentes que vivem no mesmo endereço é um desperdício de recursos naturais desnecessário? Quero crer que se vocês já possuam um e-mail de contato e saibam utilizar essa ferramenta para distribuir notícias de sua gestão e poderiam ter me poupado de ter perdido tempo para fazer este comunicado. Observação 1: se insistirem em enviar pelo mesmo meio outras vezes, queiram ter a gentileza de usar uma comunicação visual adequada para crianças de 3 anos, visto que a minha não soube o que fazer com a correspondência recebida; observação 2: não quero acompanhar a gestão do vereador, por favor me eliminem do mailing list (e toda a minha família)".

Primeiro emprego

O deputado estadual José Bittencourt (PDT-Santo André) conseguiu aprovar projeto na Assembleia que institui o selo Empresa Incentivadora do Primeiro Emprego no Estado. A proposta tem por objetivo conceder a certificação às empresas que disponibilizarem 20% de suas vagas funcionais à contratação de jovens entre 16 e 24 anos, por um período mínimo de 12 meses. O selo reconhece, homenageia e incentiva empresas de qualquer setor econômico que proporcionem oportunidades de aprendizado a jovens que ingressam no mercado de trabalho sem experiência profissional. Para Bittencourt, um dos maiores problemas enfrentados pelos jovens de baixa renda e pelos recém-formados em cursos profissionalizantes e superiores é a solicitação de experiência profissional.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Desabafo

A situação no PV de Mauá ultrapassou as fronteiras da cidade e foi parar na Assembleia Legislativa. Ontem, a deputada estadual Vanessa

Do Diário do Grande ABC

30/04/2009 | 00:00


A situação no PV de Mauá ultrapassou as fronteiras da cidade e foi parar na Assembleia Legislativa. Ontem, a deputada estadual Vanessa Damo usou a tribuna para fazer um desabafo. O discurso da parlamentar foi motivado pelo pedido de desfiliação do pai e ex-prefeito Leonel Damo da sigla - para evitar expulsão, baseada em denúncias de irregularidade durante a administração - e pela "perseguição" sofrida por ela na legenda. Um contraponto, segundo ela, à situação do prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PV).

"O PV tem, como diz o dito popular, dois pesos e duas medidas", iniciou Vanessa. Para ela, o fato de haver questões pontuais em Ribeirão deveria valer investigação do Conselho de Ética do partido.

"Esse mesmo Conselho de Ética deveria então seguir os seus conceitos e fazer uma investigação, chamar o prefeito Clóvis Volpi para responder" sobre o descarte de entulho em área de preservação. E finalizou: "Vim aqui baseada na votação de mais de 64 mil votos, da população não somente de Mauá, mas do Estado de São Paulo inteiro. Clamo para que o PV não tenha os dois pesos e duas medidas. Isso é simplesmente vergonhoso e eu me sinto triste e envergonhada em fazer parte de um partido que tem como modelo uma administração dessa".

Bastidores

Sem engajamento?

Uma leitora enviou o seguinte e-mail ao gabinete do vereador Paulinho Serra (PSDB-Santo André): "Não acham o sr. vereador e demais assessores que num mundo onde se discute tanto a questão da sustentabilidade, onde estamos sendo bombardeados com notícias sobre o descongelamento das geleiras, o aquecimento global, a devastação da Amazônia, que enviar cinco jornais de folha dupla para cinco pessoas diferentes que vivem no mesmo endereço é um desperdício de recursos naturais desnecessário? Quero crer que se vocês já possuam um e-mail de contato e saibam utilizar essa ferramenta para distribuir notícias de sua gestão e poderiam ter me poupado de ter perdido tempo para fazer este comunicado. Observação 1: se insistirem em enviar pelo mesmo meio outras vezes, queiram ter a gentileza de usar uma comunicação visual adequada para crianças de 3 anos, visto que a minha não soube o que fazer com a correspondência recebida; observação 2: não quero acompanhar a gestão do vereador, por favor me eliminem do mailing list (e toda a minha família)".

Primeiro emprego

O deputado estadual José Bittencourt (PDT-Santo André) conseguiu aprovar projeto na Assembleia que institui o selo Empresa Incentivadora do Primeiro Emprego no Estado. A proposta tem por objetivo conceder a certificação às empresas que disponibilizarem 20% de suas vagas funcionais à contratação de jovens entre 16 e 24 anos, por um período mínimo de 12 meses. O selo reconhece, homenageia e incentiva empresas de qualquer setor econômico que proporcionem oportunidades de aprendizado a jovens que ingressam no mercado de trabalho sem experiência profissional. Para Bittencourt, um dos maiores problemas enfrentados pelos jovens de baixa renda e pelos recém-formados em cursos profissionalizantes e superiores é a solicitação de experiência profissional.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;