Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Santo André terá novos parques


Márcia Pinna Raspanti
Do Diário do Grande ABC

13/10/2001 | 15:23


Santo André vai ganhar dois novos parques, com um total de 39 mil m² de área verde, nos próximos meses. Os terrenos, pertencentes aos grupos Pão de Açúcar e Carrefour (ver texto abaixo), ficam na região de entorno da avenida dos Estados e serão transformados em parques públicos como contrapartida às intervenções que os hipermercados fizeram ou fazem em suas instalações.

A negociação foi possível graças a uma lei municipal de 1997 que determina que, para toda intervenção feita na região próxima ao viaduto 18 do Forte (Adib Chammas), o empreendedor deverá disponibilizar ao município uma área pública, com paisagismo e iluminação.

Os novos parques fazem parte do projeto Eixo Tamanduatehy, que pretende requalificar a área de 9,6 km² situada entre a avenida dos Estados, a ferrovia e a avenida Industrial. “Foram meses de negociações até se chegar a um ponto ideal. Foi um grande passo para o desenvolvimento do projeto”, disse Ênio Moro, coordenador do Eixo.

O Pão de Açúcar reformulou totalmente sua loja na avenida dos Estados, e já começou a construir o novo parque numa área contígua, como contrapartida pelas obras. O parque Pão de Açúcar-18 do Forte (nome ainda provisório), que deve estar terminado até o fim do mês, terá 28 mil m² e custo de R$ 1 milhão, a cargo do grupo Pão de Açúcar.

“A Prefeitura não irá gastar nada e a área não poderá ter outra função, mesmo que seja vendida pelo proprietário atual. Depois de tudo pronto, a manutenção será feita pelo município”, disse Moro. O projeto de paisagismo e iluminação foi elaborado pela coordenação do Eixo Tamanduatehy e pelo Depav (Departamento de Parques e Áreas Verdes), também responsável pela supervisão das obras.

O novo espaço irá seguir o modelo empregado em outros parques e praças do município, com palmeiras e espécies da Mata Atlântica, além de equipamentos rústicos. “Seguimos as diretrizes implementadas pelo Depav na cidade, com algumas pequenas modificações”, disse Moro.

O parque contará com iluminação especial, bancos, mesas, lixeiras e, além da vegetação nativa da Mata Atlântica, haverá também espécies exóticas. Serão plantadas 250 palmeiras, árvores decorativas e frutíferas (mudas e transplantes), arbustos e plantas rasteiras, como grama, bromélias e lírios.

Segundo Ênio Moro, Santo André irá implementar um novo conceito em áreas públicas com o hipermercado-parque. “É uma forma muito interessante de requalificação do espaço urbano, que se encaixa perfeitamente no projeto Eixo Tamanduatehy”, disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;