Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Oposição afegã teme o Paquistão


Das Agências

03/10/2001 | 03:49


Representantes da oposição armada afegã manifestaram inquietude nesta terça-feira em Washington com o futuro papel do Paquistão no Afeganistão se os talibã forem derrotados.

Para cooperar com os Estados Unidos em sua guerra contra o terrorismo, "o Paqustão fez algumas exigências", e exige que nenhum "governo no Afeganistão seja seu inimigo", disse o representante da Aliança do Norte, Mohammed Eshaq, em Washington.

Mas "qual é a definição de inimigo?", questionou Eshaq num encontro no Instituto Washington para Política de Meio Oriente.

"Os paquistaneses, inclusive agora, não querem ouvir falar de um estado independente" no Afeganistão, "querem um governo sob seu controle", declarou o embaixador afegão na UNESCO e ex-representante do comandante Ahmed Shah Massud em Paris, Daoud Mir. "Antes de mais nada, o que queremos é nossa independência". O Paquistão prometeu uma colaboração total com a iniciativa americana de guerra contra o terrorismo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Oposição afegã teme o Paquistão

Das Agências

03/10/2001 | 03:49


Representantes da oposição armada afegã manifestaram inquietude nesta terça-feira em Washington com o futuro papel do Paquistão no Afeganistão se os talibã forem derrotados.

Para cooperar com os Estados Unidos em sua guerra contra o terrorismo, "o Paqustão fez algumas exigências", e exige que nenhum "governo no Afeganistão seja seu inimigo", disse o representante da Aliança do Norte, Mohammed Eshaq, em Washington.

Mas "qual é a definição de inimigo?", questionou Eshaq num encontro no Instituto Washington para Política de Meio Oriente.

"Os paquistaneses, inclusive agora, não querem ouvir falar de um estado independente" no Afeganistão, "querem um governo sob seu controle", declarou o embaixador afegão na UNESCO e ex-representante do comandante Ahmed Shah Massud em Paris, Daoud Mir. "Antes de mais nada, o que queremos é nossa independência". O Paquistão prometeu uma colaboração total com a iniciativa americana de guerra contra o terrorismo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;