Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Após 11 horas, presas encerram rebelião em Votorantim


Do Diário OnLine

17/09/2006 | 19:49


As presas da penitenciária de Votorantim, no interior de São Paulo, realizaram neste domingo uma rebelião que durou cerca de 11 horas. Elas exigiam que 70 detentas já condenadas fossem e encerraram o motim após metade ser transferida.

A rebelião começou durante a madrugada, quando uma das presas fingiu passar mal e no momento em que foi ser atendida por uma carcereira a captou para mantê-la como refém. Após as negociações, ela foi liberada sem nenhum ferimento.

A cadeia de Votorantim tem capacidade para 48 presas, mas abriga 228. Detentas já condenadas devem cumprir pena em presídios da SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), não em cadeias sob administração da SSP (Secretaria de Segurança Pública).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após 11 horas, presas encerram rebelião em Votorantim

Do Diário OnLine

17/09/2006 | 19:49


As presas da penitenciária de Votorantim, no interior de São Paulo, realizaram neste domingo uma rebelião que durou cerca de 11 horas. Elas exigiam que 70 detentas já condenadas fossem e encerraram o motim após metade ser transferida.

A rebelião começou durante a madrugada, quando uma das presas fingiu passar mal e no momento em que foi ser atendida por uma carcereira a captou para mantê-la como refém. Após as negociações, ela foi liberada sem nenhum ferimento.

A cadeia de Votorantim tem capacidade para 48 presas, mas abriga 228. Detentas já condenadas devem cumprir pena em presídios da SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), não em cadeias sob administração da SSP (Secretaria de Segurança Pública).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;