Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Rodízio divide opinião
de motoristas da região

Pesquisa feita pelo Consórcio aponta empate técnico; apenas
em São Caetano a maioria dos motoristas é a favor da medida


Maíra Sanches
Do Diário do Grande ABC

07/12/2012 | 07:00


A implementação do rodízio de veículos no Grande ABC divide a opinião dos motoristas. A pesquisa foi divulgada ontem pelo Consórcio Intermunicipal e ouviu 1.500 condutores nas cinco cidades que poderão integrar a medida: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema e Mauá. Do total, 46% são contra a medida e 40,16% a favor. Como a margem de erro pode oscilar até 4,5 pontos percentuais, há empate técnico.

O estudo, que custou R$ 45,5 mil e foi realizado em julho, não indica a validação da medida. A implantação depende da anuência de todos os prefeitos e da criação de projetos paralelos, como melhorias nos corredores de ônibus e sincronização de semáforos. "A pesquisa não indica que imediatamente as prefeituras irão tomar decisão sobre o assunto. Ela só irá ajudar a basear qualquer decisão no próximo mandato", explicou o secretário executivo do Consórcio, João Ricardo Guimarães Caetano. Atualmente a frota da região é de cerca de 1 milhão de carros.

Apenas em São Caetano a maioria é a favor da medida, com 46% contra 42%, mas também dentro da margem de erro. Caso a aprovação do rodízio seja consenso entre as prefeituras, provavelmente será implementada em horários parciais (de pico) e em todas as vias, não apenas as mais movimentadas. A opção de adotar a medida isoladamente, em apenas uma cidade, está descartada.

A maioria dos entrevistados (57%) deixaria de usar o carro caso houvesse outra alternativa de transporte na região. Já 86% avaliam que os governos deveriam apostar em melhorias no transporte coletivo, como trem, metrô e ônibus.

Para a coordenadora do GT Mobilidade, Andrea Brisida, um dos resultados que mais chamaram a atenção na pesquisa é que 40% dos entrevistados avaliam a situação do trânsito na região como ruim, mas não se mostram à vontade com mudanças. "Temos número significativo de motoristas descontentes com os congestionamentos, mas, ao mesmo tempo, nem todos são favoráveis às medidas de restrição." A pauta voltará a ser discutida, já entre os novos prefeitos, a partir de fevereiro.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;