Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Rebelo libera R$ 21 mi
para o Grande ABC

Orlando Filho/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ministro do Esporte dá aval para reforma do
Anacleto e construção de seis centros esportivo


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

15/10/2013 | 07:00


O ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PC do B), esteve ontem no Grande ABC visitando as cidades e distribuindo recursos. O comunista anunciou a liberação de R$ 21 milhões para a adequação do Estádio Anacleto Campanella ao padrão de exigência da Fifa e também a implantação de seis CIE (Centros de Iniciação Esportiva), com capacidade para atender 3.000 pessoas por semana – o dinheiro começa a ser liberado na quinta-feira. Ele ainda prometeu R$ 8 milhões à construção de centro de excelência de ginástica, em São Caetano.

O primeiro compromisso do ministro foi no Estádio Anacleto Campanella, que vai se tornar centro de treinamento de seleções. Serão reformados os três vestiários, além da criação de sala de imprensa, zona mista, sala de fisioterapia e de área para o aquecimento muscular dos jogadores em gramado sintético. Tudo no espaço do antigo prédio da imprensa.

“Queremos fazer a nossa parte e deixar tudo pronto para São Caetano receber uma seleção para treinamentos na Copa do Mundo”, comentou Rebelo, lembrando que a escolha não depende das cidades e outros fatores, como a quantidade de hotéis, podem influenciar – São Caetano conta com apenas um empreendimento catalogado pela Fifa. “São as seleções que escolhem onde desejam ficar hospedadas.”

Ainda em São Caetano, o ministro garantiu R$ 8 milhões para a construção de centro de excelência de ginástica, reivindicação de Arthur Zanetti, ouro na Olimpíada e no Mundial. O equipamento será na Avenida Presidente Kennedy. “O valor está garantido, estamos esperando apenas os trâmites burocráticos para liberar”, confirmou Rebelo.

De lá, o ministro foi até Santo André vistoriar as obras do Ginásio Pedro Dell’Antônia, que terá o piso reformado. Na cidade, ele anunciou a construção de seis CIE na região, confirmando a construção em Santo André, São Bernardo, São Caetano e Diadema. Hoje, Rebelo deve anunciar que Mauá também foi contemplado, em visita às 9h. O município pode receber duas unidades.

Esse centros custam em média R$ 2,5 milhões cada, dependendo do terreno disponibilizado pelas prefeituras. Santo André, por exemplo, foi contemplado com o maior, orçado em R$ 3,5 milhões para espaço de 7.000 metros quadrados. A cidade, porém, não definiu se o equipamento será construído no Cata Preta, Jardim Santo André ou Vila Guaraciaba, que atende à exigência de beneficiar área com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

O CIE contará com ginásio poliesportivo, complexo de atletismo e outras áreas capazes de abrigar até 23 modalidades esportivas. Em todo o Brasil serão construídas 250 unidades, o que vai custar R$ 800 milhões aos cofres públicos.

O tour do ministro pela região continuou em São Bernardo, onde foi feita a vistoria no Clube de Atletismo Oswaldo Terra e terminou em Diadema, onde o comunista foi recebido por autoridades locais.


Atraso na entrega da obra do Estádio de Atletismo ultrapassa dois anos

Dois anos e três meses. Esse é o tempo de atraso das obras do Centro de Atletismo Oswaldo Terra, que está sendo construído no espaço do antigo Clube da Volks, em São Bernardo. O local, um dos mais bem equipados do Brasil, tem nova data de entrega: dia 23 de novembro. Apesar de investir R$ 20,4 milhões no equipamento, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PC do B), se mostrou indiferente em relação ao problema.

“O importante é que está sendo construído e será um dos mais completos do País. Queremos entregar o mais rápido possível”, comentou evasivamente o comunista.

Além da verba proveniente do governo federal, a Prefeitura já investiu R$ 10,6 milhões na obra, que está em fase final da construção. “Estamos esperando uma cobertura que é importada. No momento, essa é a parte mais complexa da obra. Se (o material) chegar no tempo combinado, entregamos no dia 23 de novembro”, comentou o superintendente da construtora OAS, responsável pela obra, Marcel Vieira.

Encantado com a beleza do local, Rebelo garantiu que o centro fará parte dos Jogos Olímpicos. “Aqui tem tudo que uma delegação precisa para se preparar. Será muito disputado em 2016, não tenho dúvidas disso”, comentou.

OUTROS ESPAÇOS
Além do Clube de Atletismo, no mesmo terreno foi construído um centro de treinamento de ginástica artística, que já foi entregue e está aguardando apenas os aparelhos, que serão cedidos pela Confederação Brasileira.

Outro equipamento no terreno é o centro de excelência de handebol, que está com obras adiantadas e deve ser entregue até dezembro. “Se a chuva permitir, cumpriremos a meta e tudo estará pronto no fim do ano”, garantiu Marcel Vieira. lembrando que a Confederação Brasileira, atualmente instalada em Aracaju, se mudará para o local.

S.Caetano corre para reformar o Anacleto

Com o dinheiro liberado pelo governo federal, São Caetano corre contra o tempo para cumprir as exigências burocráticas e contratar uma empresa para realizar a reforma no Anacleto Campanella. As obras, orçadas em R$ 6 milhões, devem começar ainda neste ano e o estádio tem de estar totalmente pronto até maio de 2014 para ficar à disposição das seleções que disputarão a Copa do Mundo.

“Vai dar tempo, com certeza. Vamos iniciar rapidamente o processo licitatório e contratar a empresa. O mais difícil foi conseguir a verba do governo federal e, com dinheiro na mão, tudo é possível de ser feito”, comentou o secretário municipal de Esporte e Turismo, Gilmar Tadeu Ribeiro Alves.

A expectativa da cidade não é nada modesta. São Caetano vislumbra receber a seleção italiana, usando o argumento da grande colônia do país que está espalhada pela cidade. “Há 20 dias conversei com o cônsul italiano sobre isso. Agora com essa reforma vamos aproximar o contato, falar com a embaixada para que possamos articular de forma que as informações cheguem às pessoas que comandam o Esporte na Itália. É um sonho, mas que está mais perto de ser realizado”, comentou o prefeito Paulo Pinheiro (PMDB).

Apesar de não contar com grande rede hoteleira – só há um hotel na cidade catalogado pela Fifa, localizado na Rua Alegre – a cidade aposta na curta distância para o aeroporto de Congonhas, na Capital, e também para a Arena Corinthians, em Itaquera, uma das 12 sedes da Copa do Mundo.

Apenas na região metropolitana de São Paulo são 15 cidades em condições de receber uma seleção, entre elas a própria Capital, São Bernardo, Barueri e Mogi das Cruzes. A escolha é de responsabilidade das seleções.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;