Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Argentina quer derrubar barreiras comerciais com EUA


Do Diário do Grande ABC

07/06/2000 | 11:39


O presidente Fernando De La Rúa está em busca de novos parceiros comerciais e, neste fim de semana, viaja aos Estados Unidos para negociar o fim de barreiras comerciais às exportaçoes argentinas. No entanto, ele nao tem grandes expectativas de aumento do crescimento econômico do seu país.

A meta de crescimento foi recalculada pela equipe econômica e já é certo que cairá dos 4%, previstos inicialmente, para 3,5%. Para muitos economistas argentinos, a expansao do Produto Interno Bruto ficará entre 2,5% e 3%.

Esta será a primeira visita oficial de Fernando De La Rúa aos Estados Unidos, desde sua posse, há seis meses. Ele vai se reunir com o colega Bill Clinton e líderes dos setores comercial e financeiro americanos, em Nova York e Washington.

Tudo isso, no momento em que há uma gritaria geral na Argentina contra o austero pacote econômico, anunciado após o país viver dois anos de recessao, que elevou a taxa de desemprego a 14%. Em defesa das medidas de ajuste, De La Rúa afirmou que é preciso recuperar a ``deprimida'' economia da Argentina.

Durante entrevista em Buenos Aires, o presidente aproveitou para reafirmar seu apoio ao Mercosul, mercado comum integrado pela Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, prevendo que o bloco regional terá moeda única ``dentro de dois ou três anos''. Garantiu também que os parceiros do Mercosul receberam com entusiasmo a proposta de Clinton, de criaçao de uma área de livre comércio, do Alasca até a Terra do Fogo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Argentina quer derrubar barreiras comerciais com EUA

Do Diário do Grande ABC

07/06/2000 | 11:39


O presidente Fernando De La Rúa está em busca de novos parceiros comerciais e, neste fim de semana, viaja aos Estados Unidos para negociar o fim de barreiras comerciais às exportaçoes argentinas. No entanto, ele nao tem grandes expectativas de aumento do crescimento econômico do seu país.

A meta de crescimento foi recalculada pela equipe econômica e já é certo que cairá dos 4%, previstos inicialmente, para 3,5%. Para muitos economistas argentinos, a expansao do Produto Interno Bruto ficará entre 2,5% e 3%.

Esta será a primeira visita oficial de Fernando De La Rúa aos Estados Unidos, desde sua posse, há seis meses. Ele vai se reunir com o colega Bill Clinton e líderes dos setores comercial e financeiro americanos, em Nova York e Washington.

Tudo isso, no momento em que há uma gritaria geral na Argentina contra o austero pacote econômico, anunciado após o país viver dois anos de recessao, que elevou a taxa de desemprego a 14%. Em defesa das medidas de ajuste, De La Rúa afirmou que é preciso recuperar a ``deprimida'' economia da Argentina.

Durante entrevista em Buenos Aires, o presidente aproveitou para reafirmar seu apoio ao Mercosul, mercado comum integrado pela Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, prevendo que o bloco regional terá moeda única ``dentro de dois ou três anos''. Garantiu também que os parceiros do Mercosul receberam com entusiasmo a proposta de Clinton, de criaçao de uma área de livre comércio, do Alasca até a Terra do Fogo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;