Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Quem está no mercado?

Ser oposição em São Caetano não é das tarefas mais fáceis. Com boa parte da classe política da cidade


Do Diário do Grande ABC

04/11/2011 | 00:00


Ser oposição em São Caetano não é das tarefas mais fáceis. Com boa parte da classe política da cidade remando no mesmo barco do prefeito José Auricchio Júnior (PTB), a dificuldade fica em montar um grupo estando de lado oposto ao comandante do Palácio da Cerâmica. Na prática, o vereador petista Edgar Nóbrega é considerado opositor light, na linha paz e amor, o que, cá entre nós, não incomoda a cúpula petebista. Quem terá de exercer esse papel será justamente quem até outro dia era cotado para ser o candidato do Paço à Prefeitura no ano que vem, o vereador Paulo Pinheiro, que recentemente trocou o PTB pelo PMDB. E ele já tenta se articular. Tanto é que na quarta-feira resolveu tomar café com o advogado Eder Xavier, que já disputou o governo do Estado e ingressou no PCdoB, em uma famosa padaria da cidade. O curioso é que a dupla deu de cara com a possível candidata governista, a assessora especial Regina Maura Zetone (PTB). Os hoje rivais se cumprimentaram de forma protocolar. Na cidade, ontem, a aposta era sobre se o palanque de Pinheiro ficará cheio. Há os que apostam que não. É esperar para ver...

Fica para semana que vem

Por falar em São Caetano, vereadores ficaram incomodados com o fato de este colunista ter dito que eles se deram 11 dias de férias, por conta de emenda de feriado de Finados. O que eles disseram, no entanto, é que foram apenas cinco dias e meio, já que o feriado do funcionalismo público, na sexta-feira, quando já houve apenas meio período de expediente, foi transferido para segunda-feira. E na terça-feira é aquele negócio, já enforca porque quarta-feira foi outro feriado, de Finados. Fica registrado, então, que o descanso foi menor. Só ficou estranha a explicação do fato de os parlamentares não terem realizado sessão ordinária nesta semana, que teria de acontecer na terça-feira. A explicação de não terem feito é que a sessão teria de ser extraordinária, que impede os vereadores de discursarem, apenas de votar projetos. E sem o blá-blá-blá de sempre, eles não querem, né? Agora dizem que farão duas sessões na semana que vem. Sei...

Cadeira agora é minha

O vereador de São Bernardo Mauro Miaguti (DEM) pode respirar aliviado. Sua cadeira está garantida, já que o ex-parlamentar Ramon Ramos teve seu pedido de recurso negado na Justiça por conta de ter sido condenado por porte ilegal de arma. Por conta disso, o Tribunal Regional Eleitoral pediu a cassação de Ramon. Agora não há mais como reverter o cenário.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;