Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Marinho prevê R$ 1,2 bi da União e Estado para 2013


Rogério Santos
do Diário do Grande ABC

16/10/2012 | 07:08


O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), prevê R$ 1,208 bilhão oriundo do governo do Estado e da União para investimentos na cidade em 2013, quando o petista iniciará o segundo mandato.

Marinho apresentou a LOA (Lei Orçamentária Anual) ontem, no auditório da Câmara. A estimativa orçamentária total para o próximo ano é de R$ 4,467 bilhões, 20% a mais que os R$ 3,7 bilhões estimados para 2012. Desse valor, R$ 1,9 bilhão é de receita própria do município.

A União vai conceder R$ 814 milhões ao município, destinados para obras em Educação (R$ 130 milhões), recursos do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) para obras de drenagem (R$ 125 milhões) e urbanização (R$ 57 milhões) e verba do PAC Mobilidade (R$ 47 milhões), utilizada em ações como a construção dos 12 corredores de ônibus, prometidos pelo chefe do Executivo durante a campanha à reeleição.

O governo do Estado repassará R$ 394 milhões ao município. Desse montante, R$ 52 milhões serão utilizados na construção do piscinão coberto que será construído na área do Paço.

Outros R$ 22 milhões serão aplicados para compra de equipamentos para o Hospital Municipal de Clínicas e R$ 18 milhões serão empregados em obras da Habitação e urbanização.

O Orçamento de 2013 fecha o PPA (Plano Plurianual) da primeira gestão do petista (2010-2013).

De maneira geral, a Educação será a área mais beneficiada no Orçamento de 2013, com R$ 819 milhões, seguida por Saúde (R$ 812 milhões), Urbanismo (R$ 776 milhões), Transporte (R$ 453 milhões) e Habitação (R$ 291 milhões).

Durante a apresentação da peça orçamentária, Marinho destacou as plenárias do OP (Orçamento Participativo). Das 70 demandas eleitas durante as reuniões do realizadas durante o ano com a população, 56 foram incorporadas.

Ao todo serão R$ 585 milhões em investimentos nas demandas que incluem obras de urbanização no Jardim Cláudia.

"Temos que destacar esse processo de participação popular, de olhar para a cidade e planejá-la com apoio da população, traçando um horizonte a longo prazo", disse o prefeito.

Agora, o projeto de lei que consolida a LOA tramitará nas comissões da Câmara e deve ser aprovada pelos vereadores até a última sessão do ano, em dezembro.

A margem de 30% para remanejamento está mantida. A Comissão Mista da Casa realizará audiências públicas para detalhamento do Orçamento.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;