Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ponte elimina Red Bull Bragantino nos pênaltis e vai decidir o Troféu do Interior



16/05/2021 | 20:52


A Ponte Preta é finalista do Troféu do Interior e vai tentar o seu sétimo título. A sua presença na decisão foi assegurada após eliminar o Red Bull Bragantino nos pênaltis, por 4 a 2, depois do empate por 1 a 1 no tempo normal. Esta semifinal foi realizada neste domingo à noite no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

O detalhe que chamou atenção é que nas quartas de finais, a Ponte Preta já tinha eliminado o Botafogo nos pênaltis. Após empate por zero a zero, na cidade de Campinas, venceu a disputa por 14 a 13, depois de 15 cobranças para cada time, um total de 30 cobranças e recorde no Paulistão.

Só que desta vez a Ponte não precisou fazer tantas cobranças. Foram cinco apenas, uma delas errada. Acertaram as cobranças Dawan, João Veras, Bruno Michel e Vini Locatelli, enquanto Thalles errou a quarta cobrança, que foi defendida por Júlio César. Para o Red Bull Bragantino, marcaram Lucas Evangelista e Hurtado, com Pedrinho perdendo para a defesa de Ygor Vinhas e com Cuello isolando por cima do travessão. Nem houve a necessidade da quinta cobrança, porque a disputa estava resolvida.

O segundo finalista vai sair da outra semifinal entre o pré-qualificado Novorizontino e o Ituano, que eliminou o Santo André por 5 a 1. Este jogo acontece segunda-feira à noite, em Novo Horizonte. O campeão do Troféu do Interior vai garantir uma vaga na Copa do Brasil de 2022 e receberá um prêmio de R$ 252 mil, ficando R$ 70 mil para o vice-campeão.

O Red Bull entrou em campo com um time reserva porque na terça-feira vai enfrentar o Talleres-ARG, na Argentina, pela quinta rodada do Grupo G da Copa Sul-Americana. O time brasileiro é vice-líder com seis pontos, um atrás do Emelec-EQU e um na frente do próprio Talleres.

O seu gol saiu bem cedo, logo aos três minutos. Helinho desceu em disparada pelo lado direito e cruzou. Na pequena área, Pedrinho tentou de letra e não conseguiu, mas a bola sobrou para Chrigor que só completou para as redes. Depois do gol o jogo ficou ainda mais aberto.

O Red Bull Bragantino tinha o domínio do jogo, com mais organização e mais técnica. A Ponte Preta, porém, explorava bem os contra-ataques, principalmente com Apodi ou em bolas paradas com o meia Camilo. A melhor chance de gol, no entanto, esteve nos pés de Gabriel Novaes que foi lançado em velocidade, ganhou no corpo de Ruan Renato e sozinho chutou por cima do travessão.

A Ponte Preta voltou mais avançada no segundo tempo e empatou aos oito minutos. Após um chute da esquerda, houve num bate-rebate na pequena área e Paulo Sérgio completou quase em cima da linha de gol. A bola nem atingiu as redes, mas o gol acabou confirmado, inclusive, pelo VAR.

O gol deu novo ânimo ao time campineiro, que passou a jogar mais no campo ofensivo. O Red Bull bragantino tentou reagir e levou perigo num chute forte de Hurtado, bem defendido por Ygor Vinhas.

Depois disso, o jogo ficou aberto, com os dois times tentando o gol a todo custo. Os goleiros estavam bem atentos e fizeram, pelo menos, duas boas defesas cada um. Mesmo com as substituições, o ritmo do jogo foi intenso até o final. O empate, porém, levou a definição do finalista para a cobrança dos pênaltis.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 1 (2) X (4) 1 PONTE PRETA

RED BULL BRAGANTINO - Júlio César; Weverton (Luis Phelipe), Realpe, Natan e Weverson; Cuello, Luan Cândido (Lucas Evangelista) e Pedrinho; Helinho (Ricardo Ryller), Chrigor (Leandrinho) e Gabriel Novaes (Hurtado). Técnico: Maurício Barbieri.

PONTE PRETA - Ygor Vinhas; Apodi (Marcos Júnior), Ruan Renato, Luizão e Felipe Albuquerque; Dawhan, Vini Locatelli e Camilo (Thalles); Moisés, Renatinho (Bruno Michel) e Paulo Sérgio (João Veras). Técnico: Fábio Moreno.

GOLS - Chrigor aos três minutos do primeiro tempo. Paulo Sérgio aos oito minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Salim Fende Chaves (SP).

CARTÕES AMARELOS - Luis Phelipe (Red Bull Bragantino). Apodi, Camilo, João Veras, Bruno Michel e Thalles (Ponte Preta).

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;